Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23530
Título: Efeitos da frequência semanal de um programa de equoterapia na função motora grossa e no desempenho funcional em crianças com paralisia cerebral
Título(s) alternativo(s): Effects of weekly frequency of hippotherapeutic practice on gross motor function and functional performance of children with cerebral palsy
Autor(es): Prieto, Alessandra Vidal
Orientador(es): Gutierres Filho, Paulo José Barbosa
Assunto: Equoterapia
Paralisia cerebral
Desempenho funcional
Capacidade motora nas crianças
Data de defesa: 30-Mar-2017
Citação: PRIETO, Alessandra Vidal. Efeitos da frequência semanal de um programa de equoterapia na função motora grossa e no desempenho funcional em crianças com paralisia cerebral. 2017. xv ,113 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Esta pesquisa teve como objetivos: 1) revisar sistematicamente, através de ensaios clínicos, produções científicas sobre a Equoterapia na reabilitação de indivíduos com paralisia cerebral; 2) verificar de que forma a frequência semanal de um programa de Equoterapia de uma ou duas vezes por semana, influencia na função motora grossa e no desempenho funcional em crianças com paralisia cerebral. Foram selecionadas crianças com paralisia cerebral que respeitaram os critérios de inclusão e exclusão. A prática equoterápica foi realizada uma ou duas vezes por semana, com duração de 30 minutos, compreendendo um período de 16 semanas. A função motora grossa, medida através do GMFM (gross motor function measure) foi o instrumento de avaliação mais utilizado pelos estudos incluídos na revisão. Foram identificados efeitos positivos agudos após uma sessão de Equoterapia de 8 a 30 minutos e efeitos crônicos após 5 a 12 semanas, com frequência de 1 à 3 vezes semanais e com o tempo de 30 a 60 minutos sobre o cavalo. Um dos principais afetamentos crônicos que ocorrem na infância é a Encefalopatia Crônica Não Progressiva, ou Paralisia Cerebral. A paralisia Cerebral tem sido uma preocupação de diversos segmentos de atenção à saúde que buscam estudar e propor ações terapêuticas de modo a prevenir, minimizar sequelas e potencializar as capacidades neuropsicomotoras inerentes a estas lesões cerebrais. A Equoterapia é considerada uma modalidade terapêutica que propicia inúmeros benefícios no processo de reabilitação e tem sido frequentemente recomendada por médicos para crianças com PC. Ficou evidenciado que a Equoterapia, realizada uma ou duas vezes por semana, promove benefícios significativos na função motora grossa e desempenho funcional em crianças com Paralisia Cerebral. Sendo assim, sugere-se que protocolos de intervenção equoterápica sejam realizados inicialmente uma vez por semana, refletindo diretamente na possibilidade de mais crianças serem beneficiadas dessa prática, pois o alto custo com equipe e estrutura em centros de Equoterapia é o principal impedimento para garantir o acesso ao tratamento a esses praticantes.
Abstract: This research had as objectives: 1) to systematically review, through clinical trials, scientific productions on the hippotherapy in the rehabilitation of individuals with cerebral palsy; 2) to verify how the weekly frequency of the hippotherapeutic practice once or twice a week, influences the gross motor function and functional performance of children with cerebral palsy. We selected children with cerebral palsy who respected the inclusion and exclusion criteria. The hippotherapeutic practice was performed once or twice weekly, lasting 30 minutes, comprising a period of 16 weeks. Gross motor function, measured through GMFM (gross motor function measure), was the evaluation instrument most used by the studies included in the review. Acute positive effects were observed after a session of 8 to 30 minutes of equine therapy and chronic effects after 5 to 12 weeks, with a frequency of 1 to 3 times weekly and with a time of 30 to 60 minutes on the horse. One of the main chronic affectations occurring in childhood is chronic non-progressive encephalopathy, or cerebral palsy. Cerebral Palsy has been a concern of several segments of health care that seek to study and propose therapeutic actions in order to prevent, minimize sequelae and potentiate the neuropsychomotor capabilities inherent to these brain lesions. Equine therapy is considered a therapeutic modality that provides innumerable benefits in the rehabilitation process and has been frequently recommended by physicians for children with Cerebral Palsy. It was evidenced that Equine therapy performed once or twice weekly promotes significant benefits in the gross motor function and functional performance of children with CP. Thus, it is suggested that protocols of hippotherapy intervention be performed once weekly, directly reflecting the possibility of more children being benefited from this practice, since the high cost with equipment and structure in equine therapy centers is the main impediment to guarantee the Access to treatment for these patients.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FEF - Mestrado em Educação Física (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_AlessandraVidalPrieto.pdf3,72 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.