Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23516
Título: Políticas linguísticas para tradução na União de Nações Sul-Americana : uma abordagem histórico-descritiva
Autor(es): Queiroz, Guilherme Antonio Soares
Orientador(es): Monteiro, Júlio César Neves
Assunto: Política linguística
Tradução de documentos
União de Nações Sul-Americanas (Unasul)
Data de publicação: 16-Mai-2017
Data de defesa: 10-Mar-2017
Citação: QUEIROZ, Guilherme Antonio Soares. Políticas linguísticas para tradução na União de Nações Sul-Americana: uma abordagem histórico-descritiva. 2017. viii, 81 f., il. Dissertação (Mestrado em Estudos da Tradução)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: A presente pesquisa busca mostrar como a tradução institucional pode ser produto de Políticas Linguísticas, na medida em que estas se configuram, nesse tipo de contexto, também como políticas tradutórias. Estabeleceu-se a União de Nações Sul-Americana (Unasul) como objeto de estudo devido à diversidade de línguas oficiais dessa organização que, em seu próprio Tratado Constitutivo, define o português, o castelhano, o inglês e o neerlandês como idiomas oficiais. Dessa forma, propõe-se uma análise da tradução na Unasul com base na descrição dos processos tradutórios e suas normativas. Parte-se da premissa de que as decisões quanto às linhas de ação dessa instituição, bem como os produtos dela, são acordadas por meio da adoção de um discurso comum e das relações de poder ali presentes. Assim, busca-se fazer uma reflexão sobre a forma como se organizam os interesses dos países nesse âmbito e como isso impacta na produção da tradução do ponto de vista da Política Linguística. Além disso, buscam-se, nos Estudos Descritivos da Tradução, elementos metodológicos para a realização do estudo da produção da tradução na União de Nações Sul-Americanas.
Abstract: The present research seeks to show how institutional translation can be a product of Linguistic Policy, considering that, in this context, these policies could also be featured as translational policies. The Union of South American Nations (UNASUR) was chosen as object of study due to its official languages’ diversity, given that in its own Constitutional Treaty Portuguese, Spanish, English and Dutch are defined as official languages. Thus, we analyze the translation in UNASUR, based on the description of the translation procedures and its regulations. Considering the premise that the decisions about the lines of action of this institution, as well as its products, are the result of an agreement between the Member-States, we seek to make a reflection on how the interests of the countries impact on the translation production from the point of view of Linguistic Policy. Moreover, we reach to the Descriptive Translation Studies as means to establish the methodological elements to research the translation production in the Union of South American Nations.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:POSTRAD - Mestrado em Estudos de Tradução

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_GuilhermeAntonioSoaresQueiroz.pdf1,43 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.