Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23445
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_RepresentacoesSociaisAdolescenciaJu.pdf425,18 kBAdobe PDFView/Open
Title: Representações sociais da adolescência/juventude a partir de textos jornalísticos (1968-1974 e 1996-2002)
Other Titles: Social representations of adolescence/youth from journalistic texts (1968- 1974 and 1996-2002)
Authors: Menandro, Maria Cristina Smith
Trindade, Zeidi Araújo
Almeida, Ângela Maria de Oliveira
Assunto:: Adolescência
Representações sociais
Juventude
Issue Date: Jun-2003
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Citation: MENANDRO, Maria Cristina Smith; TRINDADE, Zeidi Araújo; ALMEIDA, Angela Maria de Oliveira. Representações sociais da adolescência/juventude a partir de textos jornalísticos (1968-1974 e 1996-2002). Arquivos Brasileiros de Psicologia, Rio de Janeiro, v. 55, n. 1, p. 42-55, jun. 2003. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672003000100006>. Acesso em: 04 maio 2017.
Abstract: A análise das informações sobre adolescência/juventude que circularam no Brasil na história recente pode contribuir para a compreensão de como a adolescência é representada. Partindo da perspectiva da Teoria das Representações Sociais investigamos representações sociais da adolescência/juventude em matérias jornalísticas publicadas na revista VEJA nos períodos de 1968 a 1974 e de 1996 a 2002. Utilizamos o software ALCESTE para organização e tratamento dos dados. Nos dois períodos estudados, pudemos identificar idéias de rebeldia, de dependência e imaturidade, e da condição de estudante na representação de adolescência/juventude. Observamos também a crescente atribuição de importância e responsabilidade à família no desenvolvimento dos jovens, com marcante presença de discurso profissional/especializado sobre sua imaturidade, com prescrições cada vez mais direcionadas à prevenção de comportamentos de risco. Estão presentes também histórias de exclusão e violência, indicando a associação de conteúdos negativos relacionados aos jovens nos meios de comunicação.
Abstract: The analysis of the information about adolescence/youth distributed in Brazil on recent years may contribute to the comprehension of how adolescence is represented in our society. Stemming from the perspective of Social Representation Theory, this work investigated social representations of adolescence/youth from journalistic news pieces published on VEJA weekly magazine from 1968 to 1974 and from 1996 to 2002. We utilized the ALCESTE software for data organization and treatment. In both studied periods ideas of rebellion, of dependence and immaturity, and of the student condition were identified in the adolescence/youth representation. It is also observed the growing attribution of importance and responsibility to the family on the development of the youths, markedly the presence of professional/specialized discourse on their immaturity, with prescriptions ever more directed to prevention of risk behavior. Also present are histories of exclusion and violence are present, indicating the predominance of the association of negative contents related to youngsters in the media.
Licença:: Arquivos Brasileiros de Psicologia - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons(Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0)). Fonte: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672003000100006. Acesso em: 04 maio 2017.
Appears in Collections:PST - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/23445/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.