Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23430
Título: Panorama da gestão de tomógrafos ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na área metropolitana de Brasília (AMB) : dificuldades enfrentadas pela população na realização de exames de tomografia computadorizada (TC)
Título(s) alternativo(s): Overview of the management of tomographs offered by the Single Health System (SUS) in the metropolitan area of Brasília (AMB) : difficulties faced by the population in the realization of examinations of computed tomography (CT)
Autor(es): Silva, Alberlúcia Soares Dâmaso Garcias da
Orientador(es): Gomes, Marília Miranda Forte
Assunto: Tomografia computadorizada
Tecnologia em saúde
Engenharia biomédica
Diagnóstico por imagem
Data de defesa: 17-Fev-2017
Citação: SILVA, Alberlúcia Soares Dâmaso Garcias da. Panorama da gestão de tomógrafos ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na área metropolitana de Brasília (AMB): dificuldades enfrentadas pela população na realização de exames de tomografia computadorizada (TC). 2017. xii, 56 f., il. Dissertação (Mestrado em Engenharia Biomédica)—Universidade de Brasília, 2017.
Resumo: O desenvolvimento tecnológico proporcionou nos últimos anos o avanço da ciência, refletindo-se em todas as áreas. A saúde é umas das áreas que mais tem se beneficiado com grandes avanços principalmente nos exames por imagens, permitindo a avaliação detalhada de várias estruturas do corpo. Por caracterizar-se em uma técnica de diagnóstico muito eficaz, a Tomografia Computadorizada (TC) tornou-se um método indispensável nos estabelecimentos de saúde como auxílio ao diagnóstico médico em todo o mundo. Desta forma a Engenharia Clínica é uma grande aliada das chamadas Avaliações de Tecnologias em Saúde (ATS), pois ela promove o gerenciamento dos serviços em saúde que vão desde os medicamentos, equipamentos, procedimentos e os sistemas organizacionais até o suporte dentro dos quais os cuidados com a saúde são oferecidos. O presente trabalho apresenta a relação de dados demográficos populacionais da Área Metropolitana de Brasília (AMB), com o objetivo de analisar panorama da distribuição de equipamentos de diagnóstico por imagem, especificamente o tomógrafo na referente área que garanta o acesso da população aos serviços de diagnóstico médico por imagem de TC, identificando situações de desigualdade e tendências que demandem ações específicas por parte do engenheiro biomédico na canalização desses recursos, bem como as dificuldades sofridas pela população para realizar exames de TC fomentado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Realizou-se um estudo exploratório, de natureza descritiva e quantitativa, com base nos dados secundários. As informações contidas no trabalho tratam-se do ano de 2015, da estimativa populacional segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quantidade de equipamentos de TC fornecido pelo Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) e quantidade de exames realizados, dados dispostos no Departamento de Informática em Saúde (DATASUS). Foi possível concluir que a gestão dos recursos necessários à operação dos Equipamentos Médico-Hospitalares (EMH) não atende satisfatoriamente a demanda social. E faz-se necessário o aprimoramento da gestão de equipamentos hospitalares que deve ser considerado, portanto, como um instrumento de legitimação dos serviços de saúde, não orientando-se apenas por uma questão econômico-financeira, mas, sobretudo, por uma questão de respeito à população. Com certeza, a falta de planejamento pode prejudicar a prestação do serviço ou mesmo levar a gastos desnecessários na área. A aquisição e a distribuição de equipamentos, por exemplo, devem estar suportadas por critérios técnicos, como dados populacionais e epidemiológicos, de considerações a respeito dos recursos humanos, técnicos e físicos necessários à prestação do serviço. Sem dúvidas para a reversão desse quadro negativo, se faz necessário uma reformulação na gestão de saúde e assim garantir a integralidade dos serviços prestados por meio de ações de diagnóstico e tratamento, bem como a segurança dos pacientes.
Abstract: Technological development has led in recent years to the advancement of science, reflecting itself in all areas. Health is one of the areas that has most benefited with great advances mainly in the examinations by images, allowing the detailed evaluation of various structures of the body. Because it is characterized in a very effective diagnostic technique, Computed Tomography (CT) has become an indispensable method in health establishments as a medical diagnosis aid worldwide. In this way Clinical Engineering is a great ally of the so-called Assessments of Technologies in Health (ATS), as it promotes the management of health services ranging from medicines, equipment, procedures and the organizational systems to the support within which care with health are offered. The present work presents the population demographic data of the Metropolitan Area of Brasília (AMB), with the objective of analyzing the panorama of the distribution of diagnostic imaging equipment, specifically the tomograph in the area that guarantees the population's access to diagnostic services Physician by CT image, identifying situations of inequality and trends that require specific actions by the biomedical engineer in the channeling of these resources, as well as the difficulties suffered by the population to perform CT examinations promoted by the Unified Health System (SUS). An exploratory study, of descriptive and quantitative nature, was carried out based on the secondary data. The information contained in the study is the year 2015, the population estimate according to the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE), amount of CT equipment provided by the National Register of Health Establishments (CNES) and number of tests performed data Arranged in the Department of Informatics in Health (DATASUS). It was possible to conclude that the management of the resources necessary for the operation of the Medical-Hospital Equipment (EMH) does not meet the social demand satisfactorily. And it is necessary to improve the management of hospital equipment that should be considered, therefore, as an instrument to legitimize health services, not oriented only by an economic-financial issue, but above all, for the sake of respect the population. Certainly, a lack of planning can hinder service delivery or even lead to unnecessary spending in the area. The acquisition and distribution of equipment, for example, should be supported by technical criteria, such as population and epidemiological data, of considerations regarding the human, technical and physical resources required to provide the service. Undoubtedly, to reverse this negative situation, it is necessary to reformulate health management and thus guarantee the integrality of the services provided through diagnostic and treatment actions, as well as patient safety.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade Gama, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Biomédica, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FGA - Mestrado em Engenharia Biomédica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_AlberlúciaSoaresDâmasoGarciasdaSilva.pdf1,23 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.