Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23309
Título: Alterações neoplásicas e não neoplásicas das mãos e dos pés de cães (2003-2016)
Autor(es): Silva, Lorena Ferreira
Orientador(es): Sant’ana, Fabiano José Ferreira de
Assunto: Cão - doenças
Dermatologia veterinária
Carcinoma de células escamosas
Data de publicação: 18-Abr-2017
Data de defesa: 17-Fev-2017
Citação: SILVA, Lorena Ferreira. Alterações neoplásicas e não neoplásicas das mãos e dos pés de cães (2003-2016). 2017. x, 108 f., il. Dissertação (Mestrado em Saúde Animal)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: As mãos e os pés são alvos frequentes de lesões em cães, incluindo lesões neoplásicas e não neoplásicas. Embora alguns estudos detalhem a prevalência e a caracterização clínico-patológica de alterações digitais em cães em alguns países, trabalhos similares não tem sido realizado no Brasil. O objetivo do presente trabalho foi realizar estudo retrospectivo para caracterizar as alterações tumoriformes que afetam as mãos e os pés de cães. Foram analisados 105 alterações tumoriformes desta região em cães no período de 2003 a 2016. As lesões mais comuns foram neoplasmas (62,9%), seguidos de processos inflamatórios (19%) e de outras alterações (18,1%). Dentre os neoplasmas, 40,9% eram mesenquimais, 39,4% eram epiteliais e 19,7% de células redondas. Todos os neoplasmas de células redondas e a maioria dos neoplasmas epiteliais e mesenquimais foram malignos. Fêmeas e machos foram acometidos similarmente. As raças mais afetadas foram Labrador Retriever, Schnauzer, Teckel, sem raça definida, Pastor Alemão, Rottweiler e Pit Bull. Fila, Pit Bull e Schnauzer foram as raças mais afetadas por neoplasmas mesenquimais, epiteliais e de células redondas, respectivamente. Labrador Retriever foi a raça mais diagnosticada com inflamações e Teckel, Labrador Retriever e SRD os que mais tiveram outras alterações. A idade e o peso médio foram de 8,4 anos e 28,5 kg, respectivamente. O diâmetro médio das tumorações foi de 2,5 cm, e os neoplasmas apresentavam as maiores médias. A pelagem com o maior número de alterações foi a amarela. A maioria das biópsias eram incisionais e a maior parte das amostras provenientes de amputação era neoplásica. O membro torácico direito foi o mais afetado, enquanto que o dígito foi a principal estrutura anatômica lesada. Os neoplasmas mais comuns foram o carcinoma de células escamosas, seguido do mastocitoma, melanoma e sarcoma indiferenciado. Dos casos de inflamação, metade afetava o folículo piloso e adjacências e o infiltrado era predominantemente piogranulomatoso ou linfoplasmocítico. Cisto folicular, calcinose circunscrita, acrocordoma e hiperqueratose foram as principais alterações não neoplásicas e não inflamatórias diagnosticadas.
Abstract: Despite the fact that neoplastic and non-neoplastic lesions commonly affect hands and feet of dogs, there are few studies regarding these lesions in Brazil. The objective of this manuscript was to do a retrospective study to characterize the tumoriform changes that affect these areas in dogs. One-hundred-five cases of dogs, from 2003 to 2016, with tumoriform lesions in hands and feet were analyzed on histopathology. The lesions frequently found were neoplasms (62.9%), followed by inflammation (19%) and other changes (no inflammatory and no neoplastic) (18.1%). The neoplactic changes were 40.9% mesenchymal, 39.4% epithelial, and 19.7% round cells. All round cells neoplasia and the most of the epithelial and mesenchymal tumors were malignant. Female and male dogs were similarly affected. Labrador Retriever (11.9%), Schnauzer (9.9%), Teckel (8.9%), mongrel (8.9%), German Shepherd (8.9%), Rottweiler (8.9%), and Pit Bull (8.9%) were more frequently affected. Fila Brasileiro (aka Brazilian mastiff), Pit Bull and Schnauzer were the main breeds injured by mesenchymal, epithelial, and round cells neoplasms, respectively. Labrador Retriever was more frequently diagnosed with inflammation. Other no inflammatory and no neoplastic changes were observed more commonly in Teckel, Labrador Retriever, and mongrel dogs. Medium age and weight were 8.4 years and 28.5 kg, respectively. Medium diameter of the tumoriform lesions was 2.5 cm and neoplasms represented higher averages. Lesions were noted mainly in dogs with yellow coat (24%). Most biopsies samples (56.4%) were incisional, and amputations (85.3%) were mostly from cases with neoplastic changes. Right forelimb was the most affected limb, and digits were the main injured anatomic structures. Squamous cell carcinoma was the most (14.2%) commonly diagnosed neoplasm, followed by mastocytoma (7.6%), melanoma (7.6%), and undifferentiated sarcoma (7.6%). In half of the inflammatory cases, the lesion was centered in hair follicle and surrounding dermis. The inflammatory infiltrate was predominantly piogranulomatous or lymphoplasmacytic. Follicular cyst, calcinosis circumscripta, acrochordons and hyperkeratosis were the main non neoplastic and non-inflammatory changes.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós Graduação em Saúde Animal, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FAV - Mestrado em Saúde Animal (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_LorenaFerreiraSilva.pdf3,09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.