RIUnB >
21. ICS - Instituto de Ciências Sociais >
DAN - Departamento de Antropologia >
DAN - Artigos publicados em periódicos >

Utilize este link para identificar ou citar este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23278

Arquivos neste item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ARTIGO_EntreDoisEstadosNacionais.pdf831,89 kBAdobe PDFver/abrir

Título: Entre dois estados nacionais : perspectivas indígenas a respeito da fronteira entre Guiana e Brasil
Autor(es): Baines, Stephen Grant
Assunto: Brasil - fronteiras
Indígenas
Data de publicação: 2006
Editora(s): Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília
Referência: BAINES, Stephen Grant. Entre dois estados nacionais: perspectivas indígenas a respeito da fronteira entre Guiana e Brasil. Anuário Antropológico, v. 2005, p.35-49, 2006. Disponível em: <http://www.dan.unb.br/images/pdf/anuario_antropologico/Separatas%202005_II/2005_stephenbaines.pdf>. Acesso em: 13 abr. 2017.
Resumo: O trabalho examina perspectivas makuxi e wapichana sobre a fronteira Brasil-Guiana que dividiu seus territórios tradicionais, c como estes povos indígenas incorporaram a imposição histórica de uma fronteira internacional. Situados entre dois Estados nacionais e nas suas periferias, as leituras indígenas a repeito desta fronteira revelam as particularidades étnicas destes povos na encruzilhada entre o maior país da América do Sul e um pequeno país ex-colônia holandesa e posteriormente britânica até 1966, assolado por conflitos étnicos entre suas maiorias afro e indo-guianenses. Surgem diversas formas politicizadas de se identificar como índio, mestiço, Makuxi, Wapichana. brasileiro, ou guianen.se, que, muitas vezes, se sobrepõem. As maneiras de serem Makuxi e Wapichana se expressam, sobretudo, por meio das organizações políticas indígenas c. principalmente na Guiana, pela afiliações aos partidos políticos daquele país.
Abstract: This article examines some perspectives of Macushi and Wapishana indians about the Brazil-Guyana border which divided their traditional territories, and how these indigenous peoples have incorporated the historical imposition of an international border. Situated between two national States and at their peripheries, indigenous readings about the border reveal the ethnic particularities of these peoples at the crossroads between the largest country of South America and a small country, ex- Dutch and later British colony until 1966, ravaged by ethnic conflicts between its Afro and East Indian Guayanese majorities. Many politicized ways of identifying as Amerindian, mestizo, Macushi, Wapishana, Brazilian or Guyanese emerge and often overlap. The ways of being Macushi or Wapishana find their expression in indigenous political organisations and, especially in Guyana, through affiliations to the political parties of that country.
Licença : Autorização concedida ao Repositório Institucional da Universidade de Brasília (RIUnB) pela editora responsável, em 18 de dezembro de 2014, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 3.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:DAN - Artigos publicados em periódicos

Todos os itens no repositório estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.

 

Site Creative Commons Site Oaister Sítio IBICT Universidade de Brasília
Sobre o Repositório  |  FAQ  |  Estatísticas |  Termo de Autorização do Autor
Copyright © 2008 MIT & HP. Todos os direitos reservados.