Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23274
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_DanielPiresVieira.pdf3,21 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Nem aglomerados, nem redes – a dinâmica relacional das empresas de hospedagem de destinos turísticos brasileiros
Autor(es): Vieira, Daniel Pires
Orientador(es): Hoffmann, Valmir Emil
Coorientador(es): Reyes Junior, Edgar
Assunto: Hotelaria & turismo
Turismo - aspectos econômicos
Empresas - avaliação
Data de publicação: 13-Abr-2017
Referência: VIEIRA, Daniel Pires. Nem aglomerados, nem redes: a dinâmica relacional das empresas de hospedagem de destinos turísticos brasileiros. 2017. 201 f., il. Tese (Doutorado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: O turismo é uma atividade econômica naturalmente aglomerada em que os relacionamentos entre as diversas organizações envolvidas com a sua cadeia produtiva são importantes variáveis para explicar o desempenho tanto de empresas quanto de destinos. Em que pese essa importância estratégica dos relacionamentos interorganizacionais, ainda resta necessário identificar quais relacionamentos efetivamente importam, especialmente em um ambiente em que diversos relacionamentos ocorrem de maneira simultânea para a geração do produto turístico; e qual a influência da competição sobre os relacionamentos interorganizacionais. O presente estudo tem por objetivo avaliar a influência da interação de diferentes tipos de relacionamentos interorganizacionais sobre o desempenho das empresas do setor de hospedagem. Foram elaboradas sete hipóteses de pesquisa a partir das quais foi proposto o modelo teórico a ser analisado. Para avaliação dos relacionamentos interorganizacionais, foram aplicados questionários a 261 empresas de hospedagem de quatro destinos turísticos nacionais. A competição entre as empresas foi estimada a partir do grau de concentração dos mercados. Para avaliação do desempenho das empresas, foram criados indicadores a partir de variáveis secundárias coletadas no sítio Trip Advisor. As análises foram realizadas a partir da análise de equações estruturais (AEE). Os resultados indicam que somente os relacionamentos horizontais tiveram influência positiva e direta sobre o desempenho. Ainda que a integração com as demais empresas da cadeia produtiva do turismo e os serviços prestados por organizações de suporte sejam descritos como importantes para o desempenho, tanto os relacionamentos verticais quanto aqueles com organizações de suporte não apresentaram influência significativa sobre o desempenho. A competição, por sua vez, exerce influência negativa sobre o desempenho, assim como sobre a formação de relacionamentos horizontais e com organizações de suporte. A partir do reajuste do modelo, pode-se verificar que as organizações de suporte desempenham papel de indução dos relacionamentos empresariais, além de mediar a influência negativa da competição sobre os relacionamentos horizontais. Os resultados sugerem uma dinâmica relacional própria das empresas de hospedagem que, embora envolvam aspectos presentes em redes e em aglomerações produtivas, permite questionar se a aplicação dessas abordagens de forma irrestrita é apropriada para análise dos relacionamentos em destinos turísticos.
Abstract: Tourism is a clustered economic activity in which interorganizational relations influence the performance of both firms and destination. Regardless of the strategic importance of interorganizational relationships, it is still necessary to identify which relationships really matter, especially in an environment in which several relationships occur simultaneously to generate the tourism product; And what is the influence of competition on interorganizational relationships. The present research aims to evaluate how the interaction of different interorganizational relations influence the hotel’s performance. In order to accomplish the proposed objective, seven research hypotheses and a theoretical model were developed. Data was gathered from 261 firms in four Brazilian destinations. The competition level was estimated from the degree of market concentration. The company’s performance was measured from indicators created from secondary variables collected on the Trip Advisor’s website. The analysis was undertaken with Structural Equations Modeling. The results indicate that only horizontal relations present a direct and positive impact on performance. Although integration with other enterprises from the tourism production chain as well as the services from support institutions are described as important factors, both vertical relations and relations with Support Organizations did not exercise a significant influence on hotels´ performance. Competition, in turn, exerts a negative influence on performance, as well as on the formation of horizontal relationships and support organizations. From the adjusted model, it was verified that the support organizations play the role of induction of the business relationships, in addition to mediating competition´s negative influence on the horizontal relationships. The results suggest a peculiar relational dynamic for hotel enterprises. Even though their relations involve specific features presented by networks and clusters, the results allow us to question whether the unrestricted application of these approaches for the analysis of tourism destination is appropriate.
Resumen: Turismo es una actividad económica naturalmente aglomerada en el que las relaciones entre las organizaciones que participan en la cadena productiva del turismo son variables importantes para explicar el rendimiento de las empresas. A pesar de la importancia estratégica de las relaciones interorganizativas, todavía hay la necesidad de identificar cuales relaciones son realmente importantes, especialmente en un contexto en que diversas relaciones se producen simultáneamente para la generación de producto turístico; y la influencia de la competencia en las relaciones interorganizativas. El presente estudio tiene como objetivo evaluar la influencia de la interacción de los diferentes tipos de relaciones interorganizativas sobre el rendimiento de las empresas de la industria de alojamiento. Se han elaborado siete hipótesis de investigación a partir de las cuales se propuso un modelo teórico. Para la evaluación de las relaciones interorganizativas se aplicaron cuestionarios a 261 empresas de alojamiento de cuatro destinos nacionales. La competencia entre las empresas se estimó a partir del grado de concentración del mercado. Para la evaluación de los resultados fueron creados indicadores a partir de variables secundarias recogidas en el sitio Trip Advisor. Se realizaron los análisis a partir del modelaje de ecuaciones estructurales. Los resultados indican que sólo las relaciones horizontales tienen una influencia directa y positiva sobre el rendimiento. Aunque la integración con otras empresas de la cadena productiva del turismo, así como los servicios prestados por las organizaciones de apoyo sean descritos como importantes para el rendimiento de las empresas, tanto las relaciones verticales como aquellas con organizaciones de apoyo no han presentado influencia significativa sobre el rendimiento de las empresas de alojamiento. La competencia, a su turno, influencia negativamente el rendimiento, así como la formación de relacionamientos horizontales y con organizaciones de apoyo. A partir de los ajustes en el modelo se puede observar que las organizaciones de apoyo juegan un papel en la inducción de las relaciones comerciales y reducen la influencia negativa de la competencia en las relaciones horizontales. Los resultados sugieren que las empresas de alojamiento tienen una dinámica propia relacionamientos distinta tanto de la propuesta por los abordajes redes interorganizativas como de la propuesta por aglomeraciones productivas. Ese resultado nos permite cuestionar si la aplicación de estos enfoques, sin restricción es adecuado para el análisis de las relaciones en las destinaciones.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PPGA - Doutorado em Administração (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.