Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23058
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_AdrianadeOliveiraSantosAlfani.pdf2,6 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Análise da expressão das proteínas, malato desidrogenase, proteína de choque térmico HSP70 e subunidade alfa de ATPase na falha terapêutica ao N-metilglucamina
Autor(es): Alfani, Adriana de Oliveira Santos
Orientador(es): Sampaio, Raimunda Nonata Ribeiro
Coorientador(es): Bastos, Izabela Marques Dourado
Assunto: Resistência à doenças e pragas
Leishmania
Leishmaniose tegumentar
Sequenciamento genômico
Data de publicação: 24-Mar-2017
Referência: ALFANI, Adriana de Oliveira Santos. Análise da expressão das proteínas, malato desidrogenase, proteína de choque térmico HSP70 e subunidade alfa de ATPase na falha terapêutica ao N-metilglucamina. 2016. 79 f., il. Tese (Doutorado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: A leishmaniose tegumentar americana (LTA) é uma doença infecciosa, endêmica e reemergente da pele e mucosa, causada por várias espécies de Leishmania. Nas últimas décadas a primeira linha de escolha de tratamento das leishmanioses tem sido o antimônio pentavalente (SbV) cujo o surgimento de resistência e este medicamento está se tornando um problema de saúde pública. Em alguns estudos foi observado que a HSP70 quando super expressa aumentou a tolerância ao SbIII em isolados resistentes de Leishmania. O objetivo geral deste projeto foi identificar proteínas dos isolados de leishmânias dos pacientes tratados com antimonial pentavalente (SbV) que possam estar relacionadas à resistência ao tratamento. No presente estudo, após avaliação do sequenciamento, os genes foram sub clonados individualmente no vetor pET-19b e utilizadas as enzimas de restrição (Nde1 e BamHI), produzidos anticorpos para as proteínas recombinantes de HSP70 e ATPase. Avaliou-se 12 isolados de pacientes resistestes e não resistentes ao tratamento. Ocorreu diminuição das formas promastigotas na maioria dos isolados tratados com IC 50 do N - metilglucamina. Verificou-se que não houve diferença significativa representativa na expressão das proteínas HSP70 e ATPase de isolados de pacientes com falha terapêutica e pacientes que não apresentaram falha terapêutica. A observação dos genes super expressos estudados em isolados considerados resistentes e não resistentes in vitro mostrou-se em diferentes concentrações em isolados de pacientes que apresentaram falha terapêutica, sugerindo que a falha, em sua maioria, ocorreu por características do hospedeiro.
Abstract: American cutaneous leishmaniasis (ACL) is an infectious, endemic and reemergent disease of the skin and mucosa caused by several species of Leishmania. In the last decades the first line of choice of treatment of leishmaniasis has been pentavalent antimony (SbV) whose emergence of resistance and this drug is becoming a public health problem. In some studies it was observed that HSP70 when super expressed increased tolerance to SbIII in resistant isolates of Leishmania. The overall objective of this project was to identify proteins from leishmaniasis isolates from patients treated with pentavalent antimonial (SbV) to be related to resistance to treatment. In the present study, after sequencing evaluation, the genes were subcloned individually into the pET-19b vector and the restriction enzymes (Nde1 and BamHI), produced antibodies to the HSP70 and ATPase recombinant proteins, were used to evaluate 12 isolates from patients Resistant and not resistant to outpatient treatment. There was a decrease in promastigote forms in the majority of isolates treated with IC 50 of N - methylglucamine. It was verified that there was no representative difference in the expression of HSP70 and ATPase proteins from isolates of patients with failed therapy and patients who did not present therapeutic failure. The observation of the superexpressed genes studied in isolates considered resistant and not resistant in vitro was demonstrated in different concentrations in isolates of patients that presented therapeutic failure, suggesting that the fault, for the most part, occurred due to host characteristics.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FMD - Doutorado em Ciências Médicas (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.