Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23037
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_ClaudiomarMatiasRolimFilho.pdf1,45 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Formação econômica do Maranhão : de província próspera a estado mais pobre da federação : o que deu tão errado?
Autor(es): Rolim Filho, Claudiomar Matias
Orientador(es): Andrada, Alexandre Flávio Silva
Assunto: Economia - Brasil
Maranhão (MA)
Crise econômica - Brasil
Brasil - história
Data de publicação: 23-Mar-2017
Referência: ROLIM FILHO, Claudiomar Matias. Formação econômica do Maranhão: de província próspera a estado mais pobre da federação: o que deu tão errado? 2016. 104 f., il. Dissertação (Mestrado em Economia do Setor Público)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Esta dissertação discute a formação econômica do Maranhão desde a tentativa de colonização pelos franceses até a primeira década do século XXI. Tem o objetivo de analisar e explicar como um Estado que já teve a maior renda per capita do país pode se tornar a região mais miserável do Brasil em um espaço de cem anos. Para isso analisa os impactos causados pelas oportunidades e crises externas frente a produção do algodão, a maior riqueza do Estado durante a sua época de prosperidade. Faz uma comparação do sucesso do modelo industrial pós-café em São Paulo e o fracasso econômico maranhense pós-algodão. Pretende abrir um debate sobre o papel de fatores exógenos e ciclos de prosperidade para desenvolvimento ou não de um ciclo produtivo virtuoso e sustentável em uma dada região. Este trabalho busca contribuir para ampliação do conhecimento e do debate sobre a atual realidade socioeconômica do Estado em um momento de importantes transformações em sua base produtiva. Analisa, assim, o conjunto de fatores que mais se destacaram para a formação econômica do Estado.
Abstract: This paper discusses the economic formation of Maranhao since the attempted colonization by the French until the first decade of this century. It aims to analyze and explain how a State that has had the highest per capita income in the country can become the most miserable region of Brazil in a space of one hundred years. For that, analyzes the impacts of opportunities and external crises ahead cotton production, the greatest wealth of the state during his time of prosperity. A comparison of the success of post-industrial model coffee in São Paulo and Maranhao economic failure after cotton. It intends to open a debate on the role of exogenous factors and prosperity cycles for development of a virtuous and sustainable production cycle in a given region. This work seeks to contribute to increased knowledge and debate on the current socioeconomic reality of the State at a time of major changes in its productive base. Analyzes thus the set of factors that stood out for the economic formation of the state.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Economia, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:ECO - Mestrado em Economia do Setor Público (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.