Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23005
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_SergioMagnoCarvalhodeSouza.pdf2,53 MBAdobe PDFView/Open
Title: Reestruturação produtiva, produção de subcentros e desigualdades socioespaciais na Ride-DF
Authors: Souza, Sergio Magno Carvalho de
Orientador(es):: Cidade, Lúcia Cony Faria
Assunto:: Reestruturação produtiva
Desigualdade social
Organização espacial
Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE)
Issue Date: 22-Mar-2017
Citation: SOUZA, Sergio Magno Carvalho de. Reestruturação produtiva, produção de subcentros e desigualdades socioespaciais na Ride-DF. 2016. xix, 302 f. il. Tese (Doutorado em Geografia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: Nas últimas décadas, a reestruturação produtiva capitalista tem sido responsável pela reorganização dos espaços regionais, por meio da flexibilização na produção industrial e agropecuária, da emergência de novos centros de serviços e da integração econômica e financeira dos centros de gestão e controle do capital. Estas dinâmicas têm levado a modificações nos espaços regionais brasileiros, com o reforço aos centros tradicionais, a emergência de novas centralidades e o surgimento de novos espaços produtivos. Ao mesmo tempo, este processo tem suscitado tendências a uma fragmentação da malha ocupada e contribuído para o acirramento das desigualdades socioeconômicas internas às regiões. Na Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno- Ride-DF, cuja gênese esteve ligada à transferência da Capital para o Centro-Oeste brasileiro, parecem ocorrer processos semelhantes. Assim, o objetivo desta pesquisa é compreender as modificações recentes na organização espacial da Ride-DF, sob o pano de fundo da reestruturação produtiva. Argumenta-se que essa dinâmica se manifesta historicamente a partir de três processos estruturantes: a expansão metropolitana de Brasília, a expansão da agropecuária moderna e a integração do eixo Brasília-Anápolis-Goiânia. Inicialmente o Estado promoveu a construção de Brasília com foco em seu papel de Nova Capital, sem grande atenção à área circunvizinha. Formou-se, assim, um espaço regional polarizado por um centro principal em construção e composto por municípios tradicionalmente voltados à agropecuária de subsistência. Numa segunda fase, de formação metropolitana e de implantação da agropecuária moderna, o Estado passa a ter uma política definida para a região de Brasília, cujo propósito era preservar o centro principal da pressão demográfica então existente. Como desdobramentos, o espaço regional estruturou-se em torno da metrópole brasiliense e da agropecuária moderna que se estabelecia a leste do Distrito Federal. Tal quadro levou a um processo que combinou a consolidação de Brasília como centro regional com a formação inicial de subcentros em municípios ligados à agropecuária tecnificada. Finalmente, no período mais recente, o Estado passou a atuar por meio de subsídios e inventivos a atividades privadas, relativizando a preocupação anterior em ordenar os processos no território da Capital. Esta nova postura estimulou a atuação tanto do capital imobiliário, na escala urbana e metropolitana, como do agronegócio, na escala regional. Como desdobramento, acentuou-se o papel de Brasília como centro metropolitano e regional, a emergência de subcentros e o acirramento das desigualdades socioespaciais.
Abstract: Over recent decades, the capitalist productive restructuration has been responsible for the reorganization of regional spaces, by the flexibilization of the industrial and agricultural production, the emergence of new services centres and the economic and financial integration of the capital management and control centres. These dynamics have led to modifications in the Brazilian regional spaces, by the reinforcement of traditional centres, the emergence of new centralities and the appearance of new productive spaces. At the same time, this process has led to tendencies such as fragmentation in urban settlements and intensification of internal socioeconomic inequalities. The same process seems to be in progress in the Integrated Region of Development of Brasília (Ride-DF) whose genesis was linked to the Brazilian Capital transfer to the Brazilian Center-West Region. Thus, this research aims to comprehend the recent modifications in the spatial organization of the Ride-DF, under the occurrence of productive restructuration. The central argument is that this dynamic occurs historically by the existence of three structuring process: the metropolitan expansion of Brasilia, the expansion of modern agriculture and the integration of the Brasília-Anápolis-Goiânia axis. Initially the state promoted the construction of Brasilia with focus in its role as New Capital, without great attention to the surrounding areas. A regional space was made polarized by a main centre under construction and composed of municipalities traditionally linked to subsistence agriculture. In a second phase of metropolitan formation and implantation of modern agriculture, the State BEGAN to execute a defined policy for the Brasilia’s region whitch purpose was to preserve the main centre of the demographic pressure. As a consequence, the regional space was structured around the metropolis of Brasília and the modern agriculture which was establishing itself at the East of the Federal District. This regional frame led to a process which combined the consolidation of Brasilia as a regional centre and the initial formation of subcentres linked to the modern agriculture. Recently, the State began to act through subsidies and incentives to private activities, relativizing the former preoccupation with planning spatial process in the Brasilia’s territory. This new position stimulated the action of real-state of real-state capital in urban and metropolitan scale, and of agribusiness capital in regional scale. Thus the role of Brasilia as a metropolitan and regional centre was reinforced, subcentres emerged and sociospatial inequalities were accentuated.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, Programa de Pós Graduação em Geografia, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:GEA - Doutorado em Geografia

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/23005/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.