RIUnB >
30. IQ - Instituto de Química >
IQ - Programa de Pós-graduação  >
IQ - Mestrado em Química (Dissertações) >

Utilize este link para identificar ou citar este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/22832

Arquivos neste item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
2016_KarinaFerrazFerroCosta.pdf2,64 MBAdobe PDFver/abrir

Título: Datação de lançamentos gráficos por espectrometria de massas e análise do perfil de degradação natural de corantes
Autor(es): Costa, Karina Ferraz Ferro
Orientador(es): Zacca, Jorge Jardim
Assunto: Corantes
Espectrometria de massa
Datação de tintas
Falsificação - documentos
Data de publicação: 8-Mar-2017
Data de defesa: 25-Out-2016
Referência: COSTA, Karina Ferraz Ferro. Datação de lançamentos gráficos por espectrometria de massas e análise do perfil de degradação natural de corantes. 2016. xvii, 143 f., il. Dissertação (Mestrado em Química)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Presentes em várias transações cotidianas, os diversos tipos de documentos como contratos, certidões de nascimento e carteiras de trabalho são alvo frequente de falsificações e adulterações. Desta forma, é comum que esse tipo de material seja encaminhado para exame pericial. As técnicas de análise química de documentos, juntamente com as técnicas documentoscópicas clássicas, vêm se mostrando promissoras na resolução de problemas como datação de tintas e falsificações de documentos. Este trabalho visou desenvolver um método que permitisse uma análise simples, rápida e confiável de tintas de canetas esferográficas presentes em documentos com o intuito de estimar a data em que elas foram lançadas no suporte. A validação do método restringiu-se a determinação da precisão, por tratar-se de um método qualitativo em que não era necessária a quantificação dos corantes analisados. A figuras de mérito analisadas atenderam aos critérios definidos pelo Setor de Perícias de Laboratório da Polícia Federal (SEPLAB/INC/PF). Com o objetivo de verificar os padrões de degradação dos corantes ao longo do tempo, foi realizada uma amostragem de manuscritos presentes em laudos periciais, produzidos entre os anos de 1962 a 2014, que se encontravam armazenados no arquivo do Instituto Nacional de Criminalística do Departamento de Polícia Federal (INC/PF). As 505 amostras de tinta de caneta foram analisadas por espectrometria de massas, com ionização ESI, e, a partir dos dados obtidos, foi realizado um levantamento sobre as formulações presentes nas tintas e os corantes que apresentavam degradação com o tempo. Foram avaliados os corantes 1,3-dimetil-1,3-ditolilguanidina, Violeta Cristal, Rodamina, Basic Blue 7 e Victoria Blue B. Com os valores de área dos picos normalizados, foi aplicado o método ULT, desenvolvido para comparação de amostras de sal de cocaína, para o cálculo dos coeficientes de correlação entre pares de amostras de tintas utilizando a métrica do quadrado da função cosseno. Esse estudo estatístico possibilitou a definição de valores limites de correlação e os intervalos de confiança de datação para cada formulação detectada. Foi possível observar que alguns corantes, como a Rodamina e o Basic Blue 7, são bastante estáveis mesmo com o decorrer de décadas, ao passo que os demais corantes estudados exibem um processo de degradação mais acentuado, caracterizado pela perda de grupos metila, com o passar do tempo. O método 2 desenvolvido nesse trabalho não requer o conhecimento prévio sobre as condições de armazenamento dos documentos nem sobre a formulação inicial das tintas estudadas.
Abstract: Present in daily transactions, several types of documents such as contracts, birth certificates and work permits are often target of counterfeiting and tampering. Thus, it is common for this type of material to be sent to expert examination. The techniques of chemical analysis of documents along with the classic documentoscopic techniques have shown to be promising in solving problems like dating inks and document forgery. This study aimed to develop a method that allows a simple, fast and reliable analysis of ballpoint pens inks present documents in order to estimate the date on which they were launched in support. The method validation was limited to determining the accuracy for this is a qualitative method wherein it was not necessary to quantify the analyzed dyes. The merit figures analyzed met the criteria established by Forensic Chemistry Service of the Brazilian Federal Police (SEPLAB/INC/PF). In order to check the colors degradation patterns over time, a sampling of manuscripts expert reports was performed, produced between 1962-2014, which were stored in the file Criminology National Institute of the Federal Police Department (INC/PF). The 505 samples of ink pen were analyzed by mass spectrometry, with ESI ionization, and from the obtained data, a survey of the formulations present in the inks and dyes degraded over time was performed. The evaluated dyes were 1,3-dimethyl- 1,3-ditolylguanidine, Crystal Violet, Rhodamine, Basic Blue 7 and Victoria Blue B. From the area values of normalized peaks, ULT method, developed for comparing cocaine salt samples, was applied for the calculation of correlation coefficients between pairs of samples using the metric cosine squared function. This statistical study allowed the definition of limits of correlation values and confidence intervals for each formulation. From this study it was observed that some dyes, such as Rhodamine and Basic Blue 7, are quite stable even over the course of decades, whereas the other dyes studied show a more pronounced degradation process, characterizes by the loss of methyl groups as time went on. The developed method in this work does not require prior knowledge about the storage conditions of the documents as well as initial formulation of studied dyes.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Química, Programa de Pós-Graduação em Química, 2016.
Licença : A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece na Coleção:IQ - Mestrado em Química (Dissertações)

Todos os itens no repositório estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.

 

Site Creative Commons Site Oaister Sítio IBICT Universidade de Brasília
Sobre o Repositório  |  FAQ  |  Estatísticas |  Termo de Autorização do Autor
Copyright © 2008 MIT & HP. Todos os direitos reservados.