Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/22789
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_AnaMariaPortoNascimento.pdf4,79 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A construção coletiva de uma práxis emancipatória em alfabetização matemática
Autor(es): Nascimento, Ana Maria Porto
Orientador(es): Muniz, Cristiano Alberto
Assunto: Alfabetização
Matemática - aprendizagem e trabalho pedagógico
Professores - formação continuada
Data de publicação: 3-Mar-2017
Referência: NASCIMENTO, Ana Maria Porto. A construção coletiva de uma práxis emancipatória em alfabetização matemática. 2016. 232 f., il. Tese (Doutorado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Este trabalho teve como objetivos analisar o processo de construção de práxis pedagógicas quando as professoras participam, no contexto da escola, de estudos, reflexões e problematizações sobre alfabetização em matemática, e investigar como essas práxis se integram à formação continuada dessas professoras. A pesquisa iniciou-se a partir de inquietações em relação: aos resultados das avaliações em larga escala sobre a alfabetização em matemática; ao desejo de melhor compreender a complexidade do processo de alfabetização; à crença no potencial de aprendizagem da criança e às evidências de que o professor produz conhecimentos sobre o ensinar em diferentes espaços de trabalho, principalmente quando participa de espaços coletivos de reflexão e problematização de sua prática. O foco foi a práxis em alfabetização matemática e o suporte teórico adotado foram os referenciais em Educação Matemática que discutem a matemática nos anos iniciais, a alfabetização em matemática, o conceito de práxis e de práxis em alfabetização matemática, a relação do professor com o saber, a formação do professor que ensina matemática nos anos iniciais, principalmente a formação da professora alfabetizadora. A questão que norteou esta investigação foi: de que forma a constituição, no contexto da escola, de um espaço de reflexão, problematização, estudo e discussão sobre a prática em Alfabetização Matemática, contribui para a produção de conhecimentos pelas professoras sobre o ensinar e o aprender, de modo a construir novas práxis pedagógicas, e como essas novas práxis integram-se ao processo de formação continuada em serviço da professora alfabetizadora? Adotou-se a perspectiva qualitativa e como referencial metodológico a pesquisa-formação como possibilidade transformação e formação. Para a construção das informações, durante um ano, a pesquisadora permaneceu em uma escola pública municipal de ensino com um grupo de 11 professoras; e utilizou a observação e o grupo de discussão gravados em áudio e vídeo e a análise dos documentos produzidos pelo grupo - os planos de trabalho. A dinâmica da pesquisa-formação contribuiu para a elaboração e o desenvolvimento de sequências de ensino que promoveram aprendizagens em matemática. Defendeu-se a tese, comprovada com a pesquisa, de que A constituição de um espaço de problematização, reflexão, estudo e discussão sobre as práxis em Alfabetização Matemática configura-se como formação continuada em serviço das alfabetizadoras. A relação dinâmica entre teoria e prática, neste espaço, dentro da escola, contribui para a produção de conhecimentos sobre a matemática, seu ensino e sua aprendizagem que se traduzem em diferenciadas práxis em alfabetização matemática que podem constituir-se em práticas emancipatórias, principalmente quando se consideram os aspectos ideológicos, históricos, culturais e políticos em que uma escola, com seu grupo de trabalho tem suas ações implicadas pelos determinantes da regulação estrutural do sistema de ensino. A análise das informações evidenciou que a permanência da pesquisadora na escola e a discussão coletiva sobre a prática em alfabetização matemática constituiu um espaço de trabalho em que foram produzidos conhecimentos sobre matemática, seu ensino e sua aprendizagem. Esses conhecimentos foram integrados à formação continuada das alfabetizadoras, alimentaram a prática e, em um movimento de ação-reflexão-transformação e num contínuo processo de formação, construíram uma postura autônoma das professoras alfabetizadoras e transformaram a prática em uma práxis emancipatória em alfabetização matemática. As informações produzidas indicam uma possibilidade de formação continuada e de parceria entre a universidade e a escola.
Abstract: This study aimed at analyzing the process of building pedagogical praxis when teachers, within the school context, engage in studies, reflections and questionings about literacy in mathematics. It also aimed at investigating how these praxes are part of the continued training of those teachers. We started with some concerns related to the results of large scale examinations on literacy in mathematics; the desire to better understand the complexity of the literacy process; the belief in the learning potential of the child and the evidence that the teacher produces knowledge about teaching in different work spaces, especially when he takes part in spaces for reflection and discussion of his practice. We focused on the praxis in mathematical literacy and used as theoretical support frameworks in mathematics education which discuss the mathematics in the early school years, literacy in mathematics, the concept of praxis and of praxis in mathematical literacy, the relationship between the teacher and knowledge, the education of the teacher who teaches mathematics in the early school years, mainly the education of the literacy teacher. The study was guided by the questions: in the context of the school, how does the constitution of a space for reflection, questioning, study and discussion about the mathematical literacy practice contributes to the production of knowledge by teachers on teaching and learning, in order to build new pedagogical praxis; and how these new practices are integrated into the process of continued education of the literacy teacher? We defend in this doctoral degree dissertation, supported by our research, that the constitution of an area of questioning, reflection, study and discussion about praxis on mathematics literacy, sets itself as continued education of literacy teachers in service. Moreover the dynamic relationship between theory and practice, in this space, within the school context, contributes to the production of knowledge about mathematics, their teaching and learning translated into new practices in mathematics literacy. We have adopted a qualitative perspective and as our methodological framework research-training as a possibility for intervention, transformation and training. For the construction of the information we stayed in a public school during a year with a group of 11 teachers. We used observation and the discussion group was audio and video recorded. We also analyzed the documents produced but the group, work plans. The dynamics of the research-training has contributed to the preparation and development of sequences of teaching which promoted learning in mathematics. Defended the thesis, proven with the research that the constitution of a space of problematization, reflection, study and discussion about the praxis in mathematical literacy is configured as a continuous training in the service of literacy teachers. The dynamic relationship between theory and practice, in this space, inside the school, it contributes to the production of knowledge about mathematics, its teaching and its learning that translate into differentiated praxis in mathematical literacy that can constitute in emancipatory practices, especially when it is considered the ideological, historical, cultural and political aspects in which a school, with its work group has its actions implied by the determinants of the structural regulation of the education system. The analysis of these pieces of information showed that the permanence of the researcher in the school, and the collective discussion about the practice in mathematical literacy constituted a working space in knowledge about mathematics was produced. This knowledge was integrated into the continued education of literacy teachers, fostered their practice and, in a movement of action-reflection-transformation and in a continuous process of education, they built a standalone stance of literacy teachers. These teachers have transformed their practice in an emancipatory praxis in mathematical literacy. The information were produced indicated a possibility of continued education and partnership between university and school.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-graduação em Educação, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FE - Doutorado em Educação (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.