Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/22760
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_MarcellodeAbreuFaria.pdf7,13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Transtorno dissociativo de identidade e esquizofrenia : uma investigação diagnóstica
Autor(es): Faria, Marcello de Abreu
Orientador(es): Ferreira, Vania Maria Moraes
Assunto: Esquizofrenia
Transtornos psiquiátricos
Rorschach, Teste de
Transtorno dissociativo de identidade
Data de publicação: 24-Fev-2017
Referência: FARIA, Marcello de Abreu. Transtorno dissociativo de identidade e esquizofrenia: uma investigação diagnóstica. 2016. 286 f., il. Tese (Doutorado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: O presente trabalho objetivou investigar a prevalência do Transtorno Dissociativo de Identidade (TDI) em pacientes diagnosticados com esquizofrenia, com base no Método de Rorschach, na abordagem Klopfer. Para isso, indicadores ou sintomas psicológicos que caracterizam o diagnóstico diferencial de pacientes esquizofrênicos e múltiplos – termo pelo qual são conhecidos os portadores de TDI – foram registrados. Diferenças clínicas específicas, em termos dos indicadores que caracterizam esses pacientes, foram analisadas, e o enquadramento dos dados obtidos com o Método de Rorschach de pacientes diagnosticados como esquizofrênicos com característica paranoide, no âmbito do TDI, foi verificado. A coleta de dados foi feita nos Centros de Convivência e Atenção Psicossocial (Mansão Vida). Trata-se de uma pesquisa clínica-qualitativa, estudo descritivo, não-controlado. Dez pacientes esquizofrênicos adultos, de ambos os sexos, tiveram seu perfil clínico investigado. Todos os pacientes foram convidados mediante “Termo de Consentimento Livre e Esclarecido”. Por meio da análise dos resultados, averiguou-se se os pacientes diagnosticados como esquizofrênicos apresentaram sintomas indicadores ou clínicos característicos de pacientes múltiplos. Neste último caso, sugeriu-se a chamada falha diagnóstica. Em complemento, foi verificado se os sintomas apresentados pelos pacientes esquizofrênicos não se enquadravam em nenhum dos quadros clínicos estudados. A conclusão foi de que dois pacientes apresentaram sintomas diferenciais aos da esquizofrenia, sendo que um deles demonstrou sintomas da multiplicidade. Por fim, propôs-se a criação de um protocolo multidisciplinar para evitar falhas diagnósticas em relação às síndromes examinadas.
Abstract: The aim of this research is to contribute to the investigation of the prevalence of the Dissociative Identity Disorder (DID) in patients diagnosed with schizophrenia based on the Rorschach Method in Klopfer’s approach. For this, indicators or psychological symptoms that characterize the differential diagnosis of patients with schizophrenia and DID were studied. Specific clinical differences in terms of the indicators that characterize these patients were analyzed, and the classification of data obtained with the Rorschach Method of patients diagnosed as schizophrenic with paranoid characteristics under the DID was observed. The data collection was made in Mansão Vida. It is a clinical-qualitative research, descriptive study, not-controlled. Ten adult patients with schizophrenia of both sexes had their clinical profile examined. All patients were invited by the free and informed consent form. In order to conclude the study, the results were analyzed and it was investigated whether patients diagnosed with schizophrenia showed indicators or clinical symptoms of multiple patients – the term by which DID carriers are known. In the latter case, it was suggested the misdiagnosis. In addition, it was found that the symptoms presented by schizophrenic patients did not fit in any of the medical conditions studied. The conclusion was that two patients presented different symptons from those of squizophrenia, and one of them showed symptons of multiplicity. Finally, the creation of a multidisciplinary protocol was proposed in order to avoid misdiagnosis regarding the examined syndromes.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FMD - Doutorado em Ciências Médicas (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.