RIUnB >
02. CDS - Centro de Desenvolvimento Sustentável >
CDS - Artigos publicados em periódicos >

Utilize este link para identificar ou citar este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/22612

Arquivos neste item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ARTIGO_AimentacaoUrbanaPegadaEcologica.pdf684,02 kBAdobe PDFver/abrir

Título: Alimentação urbana e a pegada ecológica do consumo de carne bovina na cidade de Parintins
Outros títulos: Urban food and ecological footprint of consumption of beef in the city of Parintins
Alimentaria urbana y la huella ecológica del consumo de carne de vacuno en la ciudad de Parintins
Autor(es): Santos, Alem Silvia Marinho dos
Leonardos, Othon Henry
Mota, José Aroudo
Assunto: Sustentabilidade
Segurança alimentar
Hábitos alimentares
Carne bovina
Data de publicação: Jan-2013
Editora(s): Curso de Geografia da Universidade Federal de Roraima (UFRR)
Referência: SANTOS, Alem Silvia Marinho dos; LEONARDOS, Othon Henry; MOTA, José Aroudo. Alimentação urbana e a pegada ecológica do consumo de carne bovina na cidade de Parintins. ACTA Geográfica, Boa Vista, v.7, n.14, p. 45-53, jan./abr. 2013. Disponível em: <http://revista.ufrr.br/index.php/actageo/article/view/962/1031>. Acesso em: 08 jul. 2016. DOI: 10.5654/actageo2013.0714.0003
Resumo: Este artigo discute o consumo de carne bovina na área urbana do município de Parintins à luz de seus impactos ecológicos e culturais. Com o auxílio do indicador da pegada ecológica é estimada a pressão do consumo desse alimento sobre o meio ambiente. Os dados foram coletados por meio de um survey e na Secretaria Municipal de Abastecimento (SEMPA), os quais permitiram estimar a pressão ecológica do consumo de carne bovina, bem como avaliar a percepção das perdas culturais na mudança do consumo de proteínas na região, substituindo-se o alimento tradicional, sobretudo o pescado, por outros industrializados. Com base também no uso do banco digital do IBGE conseguiu-se desenhar uma nova configuração para o consumo de proteína animal em Parintins. Os resultados encontrados demonstram que para o cálculo da pegada ecológica é preciso incluir não só os numerosos impactos distantes do local de consumo, mas os impactos ambientais proporcionados pela perda de segurança alimentar e vínculo nutricional com o território devido ao aumento do consumo de proteínas congeladas importadas.
Abstract: This article discusses about the beef consumption in the urban area of the city of Parintins in light of its ecological and cultural impacts. With the assistance of the ecological footprint it is estimated (calculated) the consumption pressure of this feed on the environment. The data were collected through a survey and in the Refueling Municipal Secretary (SEMPA), which allowed to estimate the ecological pressure of beef consumption, as well as appraising the perception of cultural losses in the change of the protein absorption in the region, replacing to traditional food, particularly fish, for processed foods. Based, also, on the IBGE’s digital bank it was possible to draw a new configuration for the protein consumption in Parintins. The results show that, for the calculation of the ecological footprint, it is necessary to include not only the numbers, impacts distant from the site of consumption, but the environmental impact provided by the loss of food safety and nutritional link with the territory, by the increase of the consumption of imported frozen proteins.
Licença : ACTA Geográfica - Revista sob Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil (CC BY-NC-ND 3.0 BR). Fonte: http://revista.ufrr.br/index.php/actageo/article/view/962/1031. Acesso em: 08 jul. 2016.
Aparece na Coleção:CDS - Artigos publicados em periódicos

Todos os itens no repositório estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.

 

Site Creative Commons Site Oaister Sítio IBICT Universidade de Brasília
Sobre o Repositório  |  FAQ  |  Estatísticas |  Termo de Autorização do Autor
Copyright © 2008 MIT & HP. Todos os direitos reservados.