Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/22573
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_CláudioMárciodeAraújo.pdf2,24 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Desenvolvimento do sistema de self de jovens católicos vocacionados à vida religiosa consagrada
Outros títulos: Self system development of young Catholic persons devoted to consecrated religious life
Autor(es): Araújo, Cláudio Márcio de
Orientador(es): Oliveira, Maria Cláudia Santos Lopes de
Assunto: Psicologia cultural
Religião
Jovens - religião
Self (Psicologia)
Data de publicação: 15-Fev-2017
Referência: ARAÚJO, Cláudio Márcio de. Desenvolvimento do sistema de self de jovens católicos vocacionados à vida religiosa consagrada. 2016. xi, 159 f., il. Tese (Doutorado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Esta pesquisa investiga, numa perspectiva semiótico-cultural, transições de desenvolvimento e sistema de self à luz da experiência de jovens em formação para a vida religiosa consagrada. Fundamentado na psicologia cultural, o estudo interpretou fenômenos psicológicos como processos dinâmicos constituídos na fronteira entre o pessoal e o cultural. A abordagem metodológica foi qualitativa de cunho etnográfico. Participaram da pesquisa quatro jovens (dois do sexo feminino e dois do sexo masculino), entre 19 e 25 anos, em experiência formativa para a vida religiosa consagrada. Os instrumentos utilizados foram um guia de evocação de narrativas escritas, um diário de campo e duas entrevistas narrativas individuais e presenciais: a primeira do tipo história de vida e a segunda do tipo episódica. Ao longo de 27 meses, o pesquisador esteve em contato com os participantes e o intervalo entre as duas entrevistas foi de 15 meses, em média, o que caracterizou esta investigação como um estudo longitudinal. A análise dos casos enfatizou a construção de sentidos na orientação e regulação de transições de desenvolvimento no tempo irreversível. Processos de internalização e externalização, momentos de ruptura, sentimentos de ambivalência e signos hipergeneralizados se mostraram expressivos na compreensão dessas transições em diálogo com Horizontes de Projeção de Self (HPS). O conceito de HPS, elaborado com base nos resultados da pesquisa, contribuiu na compreensão do modo como a orientação para o futuro passa a integrar o sistema de self, destacando a dimensão temporal do desenvolvimento humano, em diálogo com recursos simbólicos e esferas de experiência. Os resultados indicam ainda que os contextos de formação para a vida religiosa canalizaram ressignificações das dimensões do sistema de self, particularmente durante momentos de mudança e ruptura, como o ingresso dos jovens no contexto institucional religioso e a vivência das etapas de formação ali propostas. Reposicionamentos identitários e socioculturais, decorrentes das transições juvenis, são vividos e interpretados neste encontro entre sujeito e realidades socioinstitucionais. Os jovens religiosos assumem posicionamentos identitários que coordenam experiências de transição, delineando trajetórias singulares. Protagonizam novas formas de ser jovem e ser religioso, reinventam-se numa relação dialógica e temporal entre expectativas pessoais e socioculturais.
Abstract: This research aimed at investigating, in a semiotic-cultural perspective, developmental transitions and self-system in light of the experience of young people in formation for consecrated religious life. The study, based on Cultural Psychology, interpreted psychological phenomena as dynamic processes formed at the border between the personal and the cultural. The methodological approach was qualitative and of an ethnographic nature. Four young people (two females and two males), in a formative experience for consecrated religious life, aged between 19 and 25 years, participated in the study. The instruments used were used as guides to evoke written narratives, field diaries and two face-to-face narrative individual interviews: being the first one a life-history interview and the second an episodic interview. Over the course of 27 months the researcher was in contact with the participants and the gap between the two interviews was, on average, 15 months, which defines this investigation as a longitudinal study. The study cases emphasized the production of meanings in the orientation and regulation of developmental transitions in the irreversible time. The processes of internalization and externalization, moments of rupture, feelings of ambivalence and hypergeneralized signs, have been expressive in the understanding of these transitions in dialogue with the concept of the Self Horizon Projection (SHP). Such a concept was, based on the results of this research and contributed to the understanding of the way in which the orientation towards the future starts to integrate the self system, highlighting the temporal dimension of human development, in dialogue with symbolic resources and spheres of experience. The results also indicate that context formation for religious life channelled resignificances of the dimensions of the self system, particularly during times of change and rupture, such as the entrance of young people into the religious institutional context and the experience of the different stages they took part while undergoing institutional training. Identity and sociocultural repositioning, resulting from youth transitions, are lived and interpreted in the encounter between subject and socio-institutional realities. The young religious people assume different identity positions that coordinate experiences of transition, outlining unique trajectories. There are different and new forms of being young and religious, reinventing themselves in a dialogical and temporal relationship between personal and sociocultural expectations.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PED - Doutorado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.