Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/2231
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Ludmilla Oliveira dos Santos.pdf507,77 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Na corda bamba : o espaço da criança na obra de Lygia Bojunga
Autor(es): Santos, Ludmilla Oliveira dos
Orientador(es): Dalcastagnè, Regina
Assunto: Crianças
Literatura infanto-juvenil
Nunes, Lygia Bojunga, 1932-
Análise literária
Data de publicação: 2006
Referência: SANTOS, Ludmilla Oliveira dos. Na corda bamba: o espaço da criança na obra de Lygia Bojunga. 2006. 108 f. Dissertação (Mestrado em Literatura Brasileira)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.
Resumo: O presente estudo analisa o espaço da criança nos livros A bolsa amarela (1976), A casa da madrinha (1978), Corda bamba (1979) e O sofá estampado (1980), de Lygia Bojunga. A escritora tem por característica apresentar em sua obra personagens crianças que transitam por um universo ao qual não se adequam: o mundo de condutas e valores dos adultos. Narradas na tentativa de acompanhar o olhar da criança, suas histórias fazem do crescer/amadurecer uma forma de deslocamento dentro da sociedade. Refreado ou estimulado, em suas mudanças físicas ou psicológicas, esse movimento transforma as personagens crianças em seres fora do lugar. Para libertarem-se dessa posição incômoda de não pertencerem, realizam uma outra forma de deslocamento, esta entre a fantasia e a realidade, na tentativa de conquistar um lugar na sociedade. Dessa forma, a construção espacial na obra da autora pode revelar movimentos em busca de identidade, voz e espaço, numa trajetória de autoconhecimento e adequação do mundo interior ao mundo exterior. Por meio da valorização da criança no espaço literário e do uso da linguagem simbólica aliada à crítica social, inclusive valorizando a estrutura temporal na narrativa, seus livros, publicados no período de 1976 a 1980, propõem novas formas de socialização e construção de identidade em meio ao universo adulto. A partir de uma leitura dos aspectos sócio-históricos relacionados à infância, observamos que a criança também pode sofrer as angústias de uma disputa por espaço na sociedade e que essa disputa se reflete, de forma positiva ou negativa, na literatura. A proposta dessa análise, portanto, é refletir sobre a infância . enquanto motivo norteador ., a construção do espaço da criança no contexto literário e os caminhos de emancipação da criança nas obras da escritora Lygia Bojunga. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The present study analyzes the space of children in Lygia Bojunga.s books, A casa da madrinha (1978), O sofá estampado (1980), A bolsa amarela (1976) e Corda Bamba (1979). That writer has for characteristic to present in her narratives children who transit for a universe which does not settle them: the world of behaviors and values of the adults. The narrative tries to follow the look of the children. The writer makes of children.s growing a form of displacement into the society. Stimulated or not, in its physical or psychological changes, this movement transforms the characters in out-of-place beings. To become free of this annoying position of not belonging, they carry through another form of displacement, that one between the fancy and the reality in the attempt to conquer a place in the society. In that way, the construction of a childhood space in Bojunga.s books can disclose movements to a search for identity, voice and space, in a path of self-knowledge and adequacy of the interior world to the exterior world. By means of valuation of child in the literary space, and the use of a social criticism allied to a symbolic language, including narrative.s time, Bojunga.s books published in 1976 to 1980 consider new forms of socialization and construction of identity into an adult universe. By means of a social and historical reading, we observe that the child also can suffer with anxiety because a dispute for space inside the society. This dispute is reflected, of positive or negative form, in literature. The proposal of this analysis, therefore, is pondering about childhood - while reason -, the construction childhood space in literary context and the ways of children.s emancipation in Lygia Bojunga narrative.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, 2006.
Aparece nas coleções:TEL - Mestrado em Literatura (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.