Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/22081
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_LucasMaltaAlmeida.pdf1,43 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Análise do risco genético associado à presença de alelos HLA-DQ em pacientes com Doença Celíaca
Autor(es): Almeida, Lucas Malta
Orientador(es): Gandolfi, Lenora
Coorientador(es): Nóbrega, Yanna Karla de Medeiros
Assunto: Doença celíaca
Risco genético
Doença celíaca - aspectos genéticos
Data de publicação: 5-Jan-2017
Referência: ALMEIDA, Lucas Malta. Análise do risco genético associado à presença de alelos HLA-DQ em pacientes com Doença Celíaca. 2016. xii, 87 f., il. Tese (Doutorado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Introdução: O desenvolvimento da Doença Celíaca (DC) está fortemente relacionado à presença de HLA-DQ2.5, HLA-DQ2.2 e HLA-DQ8. Há poucos dados sobre a distribuição desses alelos em pacientes celíacos e na população geral no Brasil e não há informação sobre seu uso clínico. A ausência deles torna pouco provável o desenvolvimento da DC. Assim, para levantar dados consistentes sobre a frequência de alelos HLA-DQ predisponentes à DC e sugerir risco genético de desenvolver a DC, realizamos este estudo caso-controle. Metodologia: 237 pacientes celíacos e 237 controles (ambos os grupos com 164 mulheres) foram testados quanto à presença de anticorpos anti-transglutaminase (htTG-IgA) e antiendomísio (EMA-IgA) e genotipados quanto à presença dos alelos HLA-DQ predisponentes à DC utilizando qPCR e kit comercial. As frequências de HLA-DQ2.5, -DQ2.2 e -DQ8 entre pacientes celíacos e controles foi comparada (teste de Fischer e teste do qui-quadrado). Os resultados foram considerados significantes quando p<0.05. O risco foi apresentado como 1:N para cada uma das categorias HLA-DQ descritas neste estudo. Resultados: Os resultados de qPCR foram 100 % concordantes com aqueles gerados por kit comercial. HLA-DQ2.5 e/ou HLA-DQ8 foi detectado em 224 pacientes (94,5 %) e em 84 controles (35,4 %). Oito celíacos (3,4 %) e 38 controles (16 %) possuíam exclusivamente HLA-DQ2.2. HLA-DQ2.5, sem HLADQ8, foi encontrado em 178 celíacos (75,1 %) e 38 controles (16 %). HLA-DQ8, sem outros alelos HLA-DQ predisponentes à DC, estava presente em dez celíacos (4,2 %) e em 36 controles (15,2 %). Indivíduos que possuem apenas DQA1*05 ou DQA1*03 ou não possuem alelos predisponentes à DC somam, juntos, 5 celíacos (2,1 %) e 115 controles (48,4 %). Os riscos genéticos variaram entre 1:7 a 1:3014 sendo que HLA-DQ2.5/DQ2.5, HLA-DQ2.5/DQ2.2 e HLA-DQ2.5/DQ8 predispõem mais ao desenvolvimento da DC. Embora HLA-DQ2.2 tenha baixo risco de desencadear a DC (1:251, homozigose e 1:550, heterozigose com HLA-DQ ≠ HLA-DQ2.5 e HLA-DQ8), quando associado a HLA-DQ2.5 mostra o segundo maior risco de desenvolvê-la (1:10; p < 0.0001). Conclusões: O estudo permitiu gerar dados significantes sobre a frequência de HLA-DQ2.5, -DQ2.2, e -DQ8 em grupo populacional representativo de pacientes celíacos e controles do Distrito Federal, Brasil, e estabelecer um gradiente de risco baseado em alelos HLA-DQ aplicável à população brasileira. __________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Introduction: Celiac Disease (CD) development is strongly related to HLA-DQ2.5, HLA-DQ2.2 and HLA-DQ8 genotypes. In Brazilian population, few studies have described the frequency of these genotypes. All of them have just used few cases and no clinical use was attributed to this information. DC is unlikely in people without predisposing genotypes. In order to establish the frequency of HLA-DQ predisposing alleles to CD and a risk gradient related to HLA-DQ, this case-control study was developed. Methodology: 237 celiac and 237 controls were tested to IgA-htTG and IgA-EMA (both groups with 164 females and 73 males). All of them were genotyped for CD predisposing genotypes/alleles HLA-DQ by qPCR and commercial kit. HLADQ2.5, -DQ2.2 and -DQ8 frequencies were compared between celiac and controls (Fisher exact test and qui-squared test). The results were significant when p<0.05. The risk were assigned using 1:N representation, according to each HLA-DQ category described. Results: qPCR results were 100 % concordant with the commercial kit results. HLA-DQ2.5 and/or HLADQ8 were detected in 224 patients (94.5 %) and in 84 controls (35 %). HLA-DQ2.2, without another CD HLA-DQ, were detected in eight celiac (3.4 %) and 38 controls (16 %). HLA-DQ2.5, without HLA-DQ8 were detected in 178 celiac (75.1 %) and 38 controls (16 %). Isolated HLADQ8 were present in ten celiac (4.2 %) and 36 controls (15.2 %). Five celiac (2.1 %) and 115 controls (48.4 %) had α5 (DQA1*05), α8 (DQA1*03) or no CD HLA-DQ. Genetic risk ranged from 1:7 to 1:3014 with HLA-DQ2.5/DQ2.5, HLA-DQ2.2/DQ2.2 and HLA-DQ2.5/DQ8 being the major CD risk factors. Even though HLA-DQ2.2 showed a low CD risk of 1:251 (homozygosis) and 1:550 (heterozygosis with HLA-DQ different from HLA-DQ2.5 and HLA-DQ8), when associated with HLA-DQ2.5 it showed a second highest CD risk of 1:10 (p < 0.0001). Conclusions: This study enables us to show the frequency of genotypes HLA-DQ2.5, -DQ2.2, - DQ8 in a representative population group of celiac patients and controls in the city of Brasilia (Brazil) and surroundings (DF) and to establish a risk gradient based on HLA-DQ profile applicable to the Brazilian population.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FMD - Doutorado em Ciências Médicas (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.