Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21847
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_IraneideEtelvinaLopes.pdf1,47 MBAdobe PDFView/Open
Title: Percepção de professores de educação física sobre a promoção da saúde e o eixo de práticas corporais e atividades físicas no Programa Saúde na Escola do Distrito Federal
Authors: Lopes, Iraneide Etelvina
Orientador(es):: Nogueira, Júlia Aparecida Devidé
Assunto:: Promoção da saúde
Política de saúde
Saúde escolar
Issue Date: 1-Dec-2016
Citation: LOPES, Iraneide Etelvina. Percepção de professores de educação física sobre a promoção da saúde e o eixo de práticas corporais e atividades físicas no Programa Saúde na Escola do Distrito Federal. 2016. xvi, 88 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: O Programa Saúde na Escola (PSE) é uma política intersetorial desencadeada a partir dos Ministérios da Saúde e Educação e tem como objetivo principal contribuir na formação integral de estudantes de escolas públicas por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde. O eixo Práticas Corporais e Atividades Físicas faz parte do conjunto de ações do PSE incluídas no componente de Promoção da Saúde e prevenção de doenças e agravos. Buscou-se identificar as percepções sobre o PSE, a Promoção da Saúde e a relação desses com as Práticas Corporais ou Atividades Físicas, a partir da visão de professores de Educação Física de escolas públicas que aderiram ao PSE. O estudo é descritivo, exploratório e de abordagem qualitativa. Foram entrevistados onze professores que atuam nas escolas que aderiam ao PSE no Distrito Federal (DF) durante os anos de 2014 e 2015. As falas foram transcritas, interpretadas e codificadas em categorias temáticas utilizando a técnica de análise de conteúdo descrita por Bardin (2007). Três categorias iniciais orientaram as entrevistas: o PSE; a Promoção da Saúde; e as Práticas Corporais e Atividades Físicas; que se desdobraram em nove subcategorias emergentes. Entre os principais achados identificou-se a inexistência de ações relacionadas ao eixo de Práticas e Atividades Corporais no PSE-DF; o desconhecimento e a não participação dos professores de Educação Física no PSE-DF; a valorização do tema numa perspectiva reducionista restrita à esfera individual, comportamental, preventivista, onde o sujeito é responsabilizado por suas ações, e a desconsideração das situações de vulnerabilidade social. Alguns professores apresentaram elementos em seus discursos que aproximam suas percepções na perspectiva um pouco mais ampliada de Educação em Saúde. Em conclusão, o eixo de Práticas Corporais e Atividades Físicas não é uma realidade no cotidiano do PSE-DF. Os professores entrevistados desconhecem não só os referenciais teóricos de Promoção da Saúde que norteiam o programa, como o próprio programa em si. Neste sentido, considera-se que a articulação da comunidade escolar proposta no PSE é uma ferramenta potente na construção de ideias, aprendizados e melhoria na saúde dos envolvidos que ainda precisa ser efetivada. É necessário resignificar as ações do eixo de Práticas Corporais e Atividades Físicas e investir na pesquisa e na formação permanente centradas nos referenciais de Promoção da Saúde e no desenvolvimento de competências adaptadas para esse trabalho transformador e desafiador. Só assim seremos capazes de promover Educação e Saúde e de desenvolver mecanismos para legitimar os ideais do PSE de propiciar uma educação cidadã e integral para as crianças e jovens brasileiros. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The School Health Program (PSE for its name in Portuguese) is an intersectional policy induced by the Ministries of Health and Education and its main aim is to contribute to the integral formation of students from public schools through health promotion, prevention and care. Body Practices and Physical Activities compose an axis of the PSE set of actions, included in the component of health promotion and diseases and disorders prevention. This study sought to identify the perceptions related to the PSE, the Health Promotion and the relationship of these with the Body Practices and Physical Activities, from the perspective of physical education teachers from public school who joined the PSE. This study is descriptive, exploratory and has a qualitative approach. Eleven teachers who work in schools that adhered to the PSE in the Federal District (DF) during the years of 2014 and 2015 were interviewed. The speeches were transcribed, interpreted and codified into thematic categories using the content analysis technique described by Bardin (2007). Three initial categories guided the interviews: the PSE; the health promotion; and the body practices and physical activities; which unfolded in nine emerging subcategories. Among the main findings we have the lack of actions related to the Body Practices and Physical Activities in PSE-DF; the ignorance about and non-participation of physical education teachers in the PSE-DF; a reductionist perspective of the theme restricted to individual, behavioral and preventive sphere, where the subject is responsible for his actions; and the disregard about the social vulnerability situations. There were elements in some teacher’s speeches that brought their understanding closer to a broader perspective of health education. In conclusion, the axis of Body and Physical Activities practices are not a reality in the PSE-DF. Teachers interviewed are unaware not only of the theoretical framework of health promotion that guides the program, but of the program itself. In this sense, the articulation of the school community proposed by the PSE is considered a powerful tool in building ideas, learning and improving health of those involved, but still needs to be implemented. The understanding related to Body Practices and Physical Activities need to be extended, there must be investment in research and continuing education focused on the Health Promotion referential, and we need to develop skills adapted to this transforming and challenging work. Only then we will be able to promote education and health and to develop mechanisms to legitimize the PSE ideals of providing citizenship and integral education for children and young Brazilians.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FEF - Mestrado em Educação Física (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/21847/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.