Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/2169
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Simone Mogami Delgado.pdf6,49 MBAdobe PDFView/Open
Title: Levantamento florístico das Naviculales (Bacillariophyceae) perifíticas do Rio Descoberto, Goiás e Distrito Federal
Authors: Delgado, Simone Mogami
Orientador(es):: Souza, Maria das Graças Machado de
Assunto:: Diatomáceas
Fragilareácea
Rio Descoberto
Naviculales (Bacillariophyceae)
Botânica - classificação
Issue Date: May-2006
Citation: DELGADO, Simone Mogami. Levantamento florístico das Naviculales (Bacillariophyceae) perifíticas do Rio Descoberto, Goiás e Distrito Federal. 2006. 177 f., il. Dissertação (Mestrado em Botânica.)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.
Abstract: O Brasil possui em seu território uma vasta área de recursos hídricos pouco explorada cientificamente em relação à sua biodiversidade, em especial, os sistemas lóticos cobrem uma boa parte da região brasileira, contudo apresentam poucos estudos, principalmente em relação a diatomoflórula. Não obstante, o Distrito Federal (DF) possuí importantes mananciais, dentre eles a bacia do Descoberto que assume vital papel de abastecimento e lazer para a população local. Em vista disso, o presente estudo objetivou contribuir para ampliar o conhecimento florístico das diatomáceas perifíticas da ordem Naviculales do rio Descoberto. As coletas foram realizadas em junho e julho de 2003 (período de seca) e janeiro e fevereiro de 2004 (período de chuva) em cinco estações de amostragem ao longo do curso do rio Descoberto, contando com o total de 17 amostras analisadas taxonomicamente segundo o sistema de Round et al. (1990). Desta forma observou-se para a diatomoflórula (Bacillariophyceae: Naviculales) do rio Descoberto, 111 táxons, distribuídos em 10 famílias e quatro subordens. Foram registradas 42 citações pioneiras para o estado de Goiás e 78 para o Distrito Federal, o que significou 38% e 70% de citações pioneiras, respectivamente. As subordens Diploneidineae e Sellaphorineae foram as menores subordens registradas para a diatomoflórula do rio Descoberto, sendo observadas apenas um táxon para Diploneidineae e 19 táxons para Sellaphorineae. Neidiineae se caracterizou como a segunda maior subordem da Naviculales, possuindo 29 táxons, distribuídos em cinco gêneros e quatro famílias. Dentre todas as famílias que foram registradas, a mais representativa foi Naviculaceae (53 táxons) e, pertencente a esta, o gênero Navicula foi observado com maior riqueza, 35 espécies. Em relação à freqüência de ocorrência, 63% dos táxons foram classificados como comuns; 31%, como raros e 6%, como constantes. O período de seca registrou 109 táxons, enquanto que no período de chuva foram observados 36 táxon. Por fim, tem-se que as estações ajusante da barragem do rio Descoberto (Estações 3, 4 e 5) apresentaram maior riqueza que as anteriores, tanto para o período de seca quanto para o período de chuva, até mesmo para a estação que apresenta maior impacto antrópico (estação 5, a jusante o rio Melchior). _____________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Brazil is a country rich in hydric resources whose biodiversity, specially the diatoms is poorly known. This study is a contribution to the knowledge of Naviculales from Descoberto river, Distrito Federal and State of Goiás. A total of 17 samples were taken during the dry (June and July – 2003) and rainy season (January and February – 2004) in five points along Descoberto river. Species identification followed Round et al. (1990) system. A total of 111 taxa distributed in 10 families and four suborders were identified, 42 being new for Goiás State and 78 to Distrito Federal, corresponding to 38% and 70%, respectively of the total of species. During the dry season 109 taxa were collected while only 36 were identified during the rainy season and the downstream river points (3, 4, 5) were richier than the amount points for both seasons (dry and rainy). The only a single taxon of Diploneidineae and 19 of Sellaphorineae were identified, the smallest suborders resitered in this study. Neidiineae was the second largest suborder with 29 taxa, distributed in five genera and four families. Naviculaceae was the family with the greatest number of species (53). Navicula was the genus with the greatest number of species (35). In respect of frequency of species, 63% of the taxa were considered as common, 31% as rare and 6% as constant.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Botânica, 2006.
Appears in Collections:BOT - Mestrado em Botânica (Dissertações)
UnB - Brasília 50 anos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2169/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.