Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21669
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_PauloMaxGilInnocencioReis.pdf4,05 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Detecção robusta de adulteração em áudio explorando a forma analítica e o subespaço do sinais interferentes da rede elétrica
Outros títulos: Audio tampering robust detection exploiting the analytical form and signal subspace of electric network interfering signals
Autor(es): Reis, Paulo Max Gil Innocencio
Orientador(es): Costa, João Paulo Carvalho Lustosa da
Assunto: Áudio digital
Computação forense
Gravações de áudio
Áudio - adulteração
Data de publicação: 4-Nov-2016
Referência: REIS, Paulo Max Gil Innocencio. Detecção robusta de adulteração em áudio explorando a forma analítica e o subespaço do sinais interferentes da rede elétrica. 2016. xv, 74 f., il. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Arquivos de áudio digital são uma importante fonte de vestígios e evidências relacionadas aos mais diversos crimes e conflitos. Seja por meio de gravações devidamente autorizadas pela autoridade judicial ou por gravações realizadas por um dos interlocutores em um diálogo, tais arquivos têm o potencial de serem determinantes em importantes decisões, uma vez que prestam-se a, via de regra, esclarecer algum aspecto da realidade dos fatos. Dessa forma, a autenticação dessa fonte de prova é uma tarefa muitas vezes necessária e crítica, porém ainda sujeita a muitos desafios. Com o objetivo de identificar edições em arquivos de áudio propõe-se uma técnica para detecção automática de adulterações em gravações de áudio por meio da constatação de variações anormais na frequência de oscilação de sinais interferentes da rede elétrica (ENF), eventualmente incorporados em um registro de áudio questionado. Variações anormais na ENF podem ocorrer como resultado de transições abruptas de fase decorrentes de inserções ou supressões de segmentos de áudio realizados durante o processo de edição. Dessa forma, propõe-se o estimador de ENF ESPRIT-Hilbert em conjunto com um detector de outliers baseado na curtose amostral da estimada ENF, do inglês ESPRIT-Hilbert ENF estimator in conjunction with an outlier detector based on the sample kurtosis of the estimated ENF (SPHINS). A técnica utiliza conjuntamente um estimador baseado na frequência instantânea obtida via transformada de Hilbert, e outro baseado na técnica ESPRIT. Calcula-se a curtose amostral das estimativas da ENF como medida do grau de anomalia da ENF, compondo-se um vetor de características que é aplicado a um classificador de máquinas de vetores de suporte (SVM), devidamente treinado a partir de uma base de dados conhecida para indicar a presença de edições. O método proposto tem seus resultados validados utilizando uma base de dados que contém 100 gravações telefônicas autorizadas de áudios não editados, e 100 gravações telefônicas de áudios editados. Os resultados obtidos são comparados com trabalhos correlatos anteriores. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Digital audio recordings are an important source of evidences related to various crimes and conflicts. Whether through recordings duly authorized by a judicial authority or made by one of the parties in a dialogue, such files have the potential to be crucial in important decisions since they contribute to clarify some aspects of reality. Thus, the authentication of this source of evidence is often a necessary and critical task, but still subject to many challenges. In order to identify audio tampering we propose a technique to detect adulterations in audio recordings by exploiting abnormal variations in the Electric Network Frequency (ENF) signal eventually embedded in a questioned audio recording. These abnormal variations may be caused by abrupt phase discontinuities due to insertions and suppressions of audio segments during the tampering task. Thus, we propose the ESPRIT-Hilbert ENF estimator in conjunction with an outlier detection based on the sample kurtosis of the estimated ENF (SPHINS). The technique uses a joint estimate of ENF by two methods, one based in the Hilbert Transform, and the other in the ESPRIT approach. It calculates the sample kurtosis of the estimates as a measure of outlierness, computing a feature vector applied to a Support Vector Machine (SVM) classifier to indicate the presence of tampering. The proposed scheme is validated using an audio database with 100 edited and 100 unedited authorized audio recordings of phone calls. The results obtained are further compared with previous related works.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Elétrica, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:ENE - Mestrado em Engenharia Elétrica (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.