Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21556
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_HugoNicolauVieiradeFreitas.pdf8,89 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Cartografia teatral : o ensino/aprendizagem por meio da leitura e compreensão do espaço
Autor(es): Freitas, Hugo Nicolau Vieira de
Orientador(es): Ribeiro, José Mauro Barbosa
Assunto: Cartografia - arte
Composição (arte)
Teatro (Literatura)
Teatro escolar
Data de publicação: 13-Out-2016
Referência: FREITAS, Hugo Nicolau Vieira de. Cartografia teatral: o ensino/aprendizagem por meio da leitura e compreensão do espaço. 2016. 167 f., il. Dissertação (Mestrado em Artes)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Esta pesquisa investiga um processo de composição de espetáculo teatral com adolescentes de três escolas públicas de ensino médio das cidades de Brasília e Guará tendo como processo de ensino/aprendizagem a leitura da espacialidade ou leitura do meio – metodologia de ensino muito utilizada em estudos geográficos. A partir da oficina teatral Leve Supra Cena – Teatro de Pesquisa, lanço meu olhar sobre as seguintes questões: ensinar teatro a partir da leitura da espacialidade contribui para a aproximação entre o estudante do ensino médio da escola pública com essa linguagem artística? Pode auxiliar o estudante a se relacionar melhor com o espaço que o cerca? Como a produção de conhecimento se dá quando os adolescentes realizam um processo de ensino de teatro pela leitura da espacialidade onde haverá um produto final? Guiado por essas e outras questões, ministrei oficina teatral de 100 horas com 17 adolescentes entre 16 e 18 anos de idade. Como referencial teórico para três áreas de conhecimento distintas e que aqui se complementam – Geografia, Pedagogia e Teatro – busco suporte em Milton Santos, Paulo Cesar da Costa Gomes, Lev Vygotsky e Paulo Freire, entre outros. Como metodologia de pesquisa utilizo a pesquisa-ação integral (P-AI) de André Morin e René Barbier e alguns elementos da pesquisa-ação participante de Kemmis, visto que essa forma de pesquisa privilegia as vozes dos sujeitos nela imersos. O resultado do processo contribuiu para muito além das estruturas estéticas evidentes em composições artísticas teatrais, dada a evidente integração socioafetiva dos estudantes e sobre a forma como estes se têm posicionado frente aos questionamentos cotidianos. Como resultado estético, discorro sobre a criação do espetáculo teatral Dispa-se. _________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This research investigates the process of composing a theatrical production with students from three public high schools in the cities of Brasilia and Guará. I employed the reading of spatiality, or reading of geographical space, in the teaching-learning process - a methodology that is widely used in geographical studies. Through the dramatic workshop, Leve Supra Cena- Teatro de Pesquisa, I turned my gaze to the following questions: Does teaching theatre from the perspective of reading spatiality contribute to a proximity between the public high school student and this artistic language? Can this method help students relate better to their surroundings? How does the production of knowledge occur when teens engage in an educational theatre process through the reading of spatiality towards a final production? Guided by these and other questions, I taught theater workshops for 100 hours with 17 teenagers between 16 and 18 years old. As a theoretical framework that supported me in three distinct areas of knowledge (geography, pedagogy, and theatre), I employed among others Milton Santos, Paulo Cesar da Costa Gomes, Lev Vygotsky and Paulo Freire. As a research methodology I used the Action Research Integral by André Morin and René Barbier and some elements of Kemmis’ research-action participation since this research privileges the voices of the subjects immersed in it. I observed that the results of this process contributed far beyond the aesthetic structures that are typically evident in theatrical production given the apparent socio-affective integration of students and the way they positioned themselves before everyday questions. As an aesthetic outcome, I discuss at length the staging of the dramatic production, Dispa-se (Undress Yourself).
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-graduação em Arte, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:IdA - Mestrado em Artes (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.