Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21509
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_AndréaMelloGouthierdeVilhena.pdf6,43 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Empreendedorismo criativo e sustentabilidade em favelas pacificadas no Rio de Janeiro
Autor(es): Vilhena, Andréa Mello Gouthier de
Orientador(es): Bursztyn, Marcel
Assunto: Sustentabilidade urbana
Economia solidária
Empreendedorismo
Favelas
Favelas - Rio de Janeiro (RJ)
Data de publicação: 4-Out-2016
Referência: VILHENA, Andréa Mello Gouthier de. Empreendedorismo criativo e sustentabilidade em favelas pacificadas no Rio de Janeiro. 2016. 215 f., il. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Cidade de grandes contrastes em sua paisagem natural, o Rio de Janeiro também é caracterizado por grandes desigualdades sociais. Ao mesmo tempo em que se situava, em 2010, entre as dez cidades de maior dinamismo econômico do mundo, o Rio de Janeiro é a cidade brasileira que possui a maior população de moradores de favelas. O crescimento da violência nesses locais a partir da década de 1980, devido ao domínio territorial do tráfico de drogas e a uma sucessão de políticas de segurança fracassadas, levou a uma estigmatização territorial das favelas. Esse processo ocorreu concomitantemente e, em contraste, com a consolidação da redemocratização no Brasil. Estruturas políticas e policiais, ao invés de resguardarem o direito à vida e a outros direitos individuais, contribuíram para o fortalecimento de uma violência sistêmica que tomou conta da cidade e, de forma particular, das favelas. A atual política de pacificação, representada pelas UPPs, ao possibilitar a convivência de diferentes grupos sociais urbanos, pode contribuir para uma maior integração dos moradores do ‘asfalto’ com os da favela e vice-versa, favorecendo, assim, a sustentabilidade urbana. Nesse momento em que o Rio de Janeiro passa por inúmeras transformações, devido à realização dos grandes eventos esportivos, a cidade deve necessariamente integrar as favelas ao processo de revitalização urbana em curso. Ao trazer de volta a segurança pública aos moradores de favelas, as UPPs ampliam as possibilidades de desenvolvimento local, ao criarem um ambiente favorável para o florescimento de iniciativas empreendedoras. O presente trabalho buscou analisar a relação da pacificação das favelas cariocas com o desenvolvimento do empreendedorismo nessas comunidades, especialmente aqueles relacionados à produção artesanal realizada por mulheres. O impacto dessa política foi analisado por meio de pesquisas de campo em comunidades selecionadas, as favelas da Rocinha e Santa Marta, localizadas na zona sul da cidade. Juntamente com a análise de dados secundários que retratam a realidade social e econômica dessas comunidades, desenvolveu-se uma análise de percepções de atores-chave, identificados entre lideranças comunitárias, empreendedores individuais e associados, e gestores públicos das esferas federal, estadual e municipal. Os resultados dessas análises confirmaram a hipótese de pesquisa no caso da favela Santa Marta, onde o processo de pacificação encontra-se mais consolidado, indicando que a tragédia da segurança pública nas favelas, até o surgimento das UPPs, atuava como fator inibidor de iniciativas empreendedoras nesses territórios de grande potencial turístico e criativo. No caso da Rocinha, entretanto, por suas dimensões territorial e populacional e pelo fato de a política de pacificação ser mais recente, seus efeitos mostram-se menos evidentes, indicando, ainda assim, a presença de novos empreendimentos com a ampliação dos investimentos públicos e privados e a diminuição da presença ostensiva do tráfico.
Abstract: City of great contrasts in its natural surroundings, Rio de Janeiro is also characterized by a high social inequality. While in 2010 it was among the ten cities with the world’s highest economic dynamism, Rio de Janeiro is the Brazilian city with the largest population living in slums. Violence has increased in these places from the 1980s, due to the territorial control of drug trafficking and a succession of failing security policies leading to a territorial stigmatization of slums. This process has occurred simultaneously and in contrast to the consolidation of democratization in Brazil. Political and police structures, rather than ensuring the right to life and other individual rights, ended up contributing to the strengthening of a systemic violence spread throughout the city and especially in the slums. The current pacification policy, represented by UPPs, has enabled the coexistence of different urban social groups contributing to greater integration of slums residents with the rest of the city, thus promoting urban sustainability. At this time, when Rio de Janeiro goes through a number of changes due the major sport events, it is necessary to integrate the favelas with the ongoing revitalization process of the city. Besides bringing back public security for its residents, the pacification policy is expected to promote a favorable environment for flourishing of entrepreneurial initiatives that can contribute to economic and social strengthening of these areas. This study aimed at analyzing the relationship of the pacification of Rio's favelas with the development of entrepreneurship in these communities, especially those related to artisanal production by women. The impact of this policy was analyzed through field research in selected communities, namely the slums of Rocinha and Santa Marta, located in the southern zone of the city. Along with the analysis of secondary data that portray social and economic aspects of these communities, we have developed a perception analysis from selected stakeholders identified among community leaders, individual and associated entrepreneurs, and public officials from federal, state and municipal levels. Our results confirmed the research hypothesis in the case of Santa Marta, where the pacification process is more consolidated, indicating that the tragedy of public security in the slums, until the emergence of UPPs, acted as an inhibiting factor of entrepreneurial initiatives in these areas of great touristic and creative potential. In the case of Rocinha, however, due to its territorial and population dimension and to the fact that the pacification process is more recent, its effects show up as less evident, indicating, nevertheless, a change in the entrepreneurship's profile, with the expansion of public and private investment and a reduction in the ostensive presence of drug dealers.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:CDS - Doutorado em Desenvolvimento Sustentável (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.