Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21428
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_DeborahdaCostaLamar.pdf2,81 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Expressão de proteína parasporina 2 (PS2) de bacillus thuringiensis em células de inseto e análise de sua toxicidade para células tumorais e de insetos
Autor(es): Lamar, Deborah da Costa
Orientador(es): Ribeiro, Bergmann Morais
Assunto: Bacillus thuringiensis
Endotoxina
Baculovírus
Células cancerosas
Data de publicação: 9-Set-2016
Referência: LAMAR, Deborah da Costa. Expressão de proteína parasporina 2 (PS2) de bacillus thuringiensis em células de inseto e análise de sua toxicidade para células tumorais e de insetos. 2016. xvi, 97 f., il. Dissertação (Mestrado em Patologia Molecular)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Bacillus thuringiensis é uma bactéria Gram positiva, produtora de cristais protéicos ou δ-endotoxinas (toxinas Cry e Cyt) durante a fase de esporulação. As toxinas. Cry apresentam atividade inseticida específica, e as toxinas Cyt apresentam atividade citolítica inespecífica. Algumas proteínas produzidas por B. thuringiensis durante a fase de esporulação que não apresentam caráter inseticida, mas apresentam-se tóxica para células tumorais foram descritas. Essas proteínas receberam o nome de Parasporinas (PS), devido à capacidade de produzir cristais paraesporais e até o momento são classificadas em seis tipos (PS1-PS6). Baculovírus são vírus de insetos usados no controle biológico de pragas da agricultura, porém também têm sido muito utilizados como vetores de expressão de proteínas heterólogas em células de inseto. No presente trabalho, o gene ps2 foi montado, por meio de PCR, através de fragmentos sintetizados a partir de uma sequência lotada no banco de dados, e o produto de PCR foi clonado em um vetor de transferência para construção de um baculovírus recombinante. Após obtenção do vírus recombinante, observou-se que células SF9 quando infectadas com vAcPS2, morriam em um tempo curto de infecção, quando comparado com células infectadas com o vírus selvagem. Após purificação, solubilização e ativação da toxina PS2 recombinante, ensaios de viabilidade celular foram feitos com linhagens de células tumorais, câncer mamário (MCF-7) e câncer mamário metastático (MDA-MB-231), células não tumorais humanas (fibroblastos) e células de inseto (Sf9), confirmando a atividade tóxica de PS2 apenas para as células tumorais. _________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Bacillus thunringiensis is a Gram positive bacterium that produces crystal forming proteins called δ-endotoxins (Cry and Cyt toxins), during sporulation phase. Cry toxins show specific insecticidal activity, and Cyt toxins shows non-specific cytolitic activity. Some proteins of B. thuringiensis produced during sporulation have not shown insecticidal activity, but a specific toxic activity to some cancer cells. These proteins were called Parasporins (PS) due to their ability to form paraporal crystals and they are divided in six groups (PS1-PS6). Baculoviruses are insect viruses that have been widely used as biological control of agricultural pests, but also as expression vectors of heterologous proteins in insect cells. In this work, the gene ps2, constructed by PCR, trough fragments synthetized using a gene sequence from a database and cloned in a transfer vector for recombinant virus construction After recombinant virus construction we observed that SF9 cells died faster than cells infected with the wild-type virus. After purification, solubilization and activation of the heterologous protein, cell viability assays was performed with cancer cell lines, breast cancer (MCF-7), metastatic brest cancer (MDA-MB-231), non-tumor human cells (fibroblasts) and insect cells (Sf9) confirming PS2 toxic activity only to cancer cells.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FMD - Mestrado em Patologia Molecular (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.