Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21419
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_VivianeFragosodeMouraLane.pdf1,9 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Análise epidemiológica da Leishmaniose visceral humana no Brasil : contribuição as políticas de controle
Autor(es): Lane, Viviane Fragoso de Moura
Orientador(es): Pinto Júnior, Vitor Laerte
Assunto: Leishmaniose visceral - Brasil
Epidemiologia - Brasil
Atenção primária à saúde
Data de publicação: 8-Set-2016
Referência: LANE, Viviane Fragoso de Moura. Análise epidemiológica da Leishmaniose visceral humana no Brasil: contribuição as políticas de controle. 2016. xvii, 141 f., il. Tese (Doutorado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Esta tese tem como objetivo contribuir para o entendimento dos aspectos determinantes da Leishmaniose visceral como problema de saúde pública no Brasil. Para este fim, foram delineados quatro estudos: o primeiro se propôs a descrever a judicialização das ações direcionadas ao reservatório canino, um dos pilares de controle da LV no Brasil. Analisou-se Termos de Ajustamento de Conduta e de Ações Judiciais relativas à LV. Constatou-se um comportamento hiperendêmico da LV nas capitais de Belo Horizonte, Campo Grande, Fortaleza e Palmas. Além disso, verificou-se que a interferência do Ministério Público direcionadas ao reservatório doméstico, colabora para a descontinuidade das ações de controle da doença. No segundo estudo, analisou-se o conhecimento e práticas profissionais no âmbito da atenção primária e a atenção aos casos diagnosticados em um território endêmico do Distrito Federal. Realizou-se um descritivo exploratório e quantitativo. Aplicou-se um questionário estruturado aos profissionais de saúde pertencentes às unidades de atenção básica. Apesar dos participantes revelarem a importância epidemiológica da LVH na região, demonstrou-se que essas regiões apresentam dificuldades operacionais, as quais dificultam a execução de ações direcionadas aos casos de LV. No terceiro estudo realizou-se uma série de casos, entre 2011 a 2014, em um território endêmico do Distrito Federal, cuja finalidade foi acompanhar a evolução da doença em pacientes com teste Montenegro positivo, além de analisar a dinâmica de transmissão no local. Conclui-se, portanto, que o entendimento acerca da progressão de indivíduos assintomáticos, em áreas endêmicas, não depende apenas da confirmação de casos por meio de testes diagnósticos, mas também da dinâmica de transmissão no local. Por fim, o último estudo teve o intuito de compreender o processo que consolidou a urbanização da LV no Brasil, criou-se uma narrativa histórica da epidemiologia da doença agregando informações que possam criar hipóteses para o entendimento da LV urbana e também medidas de controle mais efetivas. O advento da industrialização no país motivou o êxodo rural permitindo mudanças demográficas com o crescimento populacional. O fenômeno atual deveu-se a criação de condições ideais para a manutenção do ciclo de transmissão nas cidades brasileiras. Além deste fato, a descontinuidade das ações de controle foi relevante para a determinação de epidemias urbanas. Ao considerar o cenário epidemiológico atual da LV, é necessário que seja considerado um planejamento urbano nas cidades e não apenas estratégias centradas na dinâmica de transmissão da doença para que se tenha um impacto positivo na epidemiologia da LV. _______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This thesis aims to contribute to the understanding of the determinants of the Visceral leishmaniasis as a public health problem in Brazil. To this end, four studies were outlined: the first proposed to describe the legalization of actions directed to the canine reservoir, one of the LV control pillars in Brazil. It analyzed Terms of Conduct Adjustment and lawsuits related to LV. It found a hyperendemic behavior of LV in the cities of Belo Horizonte, Campo Grande, Fortaleza and Palmas. Moreover, it was found that the interference of the prosecution aimed at the domestic reservoir, contributes to the discontinuance of the disease control measures. In the second study, we analyzed the professional knowledge and practice within primary care and attention to cases diagnosed in an endemic area of the Federal District. We conducted an exploratory and quantitative descriptive. Applied a structured questionnaire for health professionals belonging to the primary care units. Although the participants reveal the epidemiological importance of LVH in the region, it was shown that these regions present operational difficulties, which hinder the implementation of actions directed to cases of VL. In the third study a number of cases took place between 2011 to 2014 in an endemic area of the Federal District, whose purpose was to monitor the evolution of the disease in patients with positive Montenegro test, and analyze the dynamics of transmission in place. It follows therefore that the understanding of the progression of asymptomatic individuals in endemic areas, not only dependent on the confirmation of cases by diagnostic tests, but also the dynamic transmission on site. Finally, the latest study aimed to understand the process that consolidated the urbanization of VL in Brazil, created a historical narrative of the epidemiology of the disease adding information that can create hypotheses for understanding the urban LV and also control measures more effective. The advent of industrialization in the country motivated the rural exodus allowing demographic changes with population growth. The current phenomenon was due to the creation of ideal conditions for maintaining the transmission cycle in Brazilian cities. In addition to this fact, the discontinuity of control actions was relevant to the determination of urban epidemics. When considering the current epidemiological situation of the LV, it must be considered an urban planning in cities and not just centered strategies in the transmission dynamics of the disease in order to have a positive impact on the epidemiology of VL.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Pós-Graduação em Ciências Médicas da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília. 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FMD - Doutorado em Ciências Médicas (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.