Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21394
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_CarolineNunesSilva.pdf1,19 MBAdobe PDFView/Open
Title: Organização da ação docente como produção subjetiva : estratégias de apoio para atender as necessidades educacionais dos alunos
Authors: Silva, Caroline Nunes
Orientador(es):: Tacca, Maria Carmen Villela Rosa
Assunto:: Organização do trabalho
Professores - avaliação
Docência
Issue Date: 5-Sep-2016
Citation: SILVA, Caroline Nunes. Organização da ação docente como produção subjetiva : estratégias de apoio para atender as necessidades educacionais dos alunos. 2016. 158 f. Dissertação (Mestrado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: O presente trabalho apresenta o resultado de uma pesquisa sobre as estratégias de registro que apoiam a organização do trabalho pedagógico do professor, bem como, abarca os aspectos subjetivos que constituem a ação profissional desses docentes. Frente a isso, buscou-se compreender de que forma o professor organiza a sua prática se expressando como sujeito no trabalho pedagógico ao desenvolver formas de registro escrito para pensar e avaliar a sua ação docente. Esta é uma pesquisa qualitativa com a qual se propôs interpretar as informações num processo construtivo-interpretativo ancorando-se na Epistemologia Qualitativa de González Rey (2005a, 2005b). Utilizamos, no processo de construção das informações, o diálogo com três espaços de atuação do professor: o espaço da coordenação pedagógica; os momentos de planejamento individual; e a prática pedagógica desenvolvida em sala de aula. Utilizamos para essa construção, os seguintes instrumentos: a observação participante; o completamento de frases; as dinâmicas conversacionais; os indutores escritos e simbólicos, que proporcionaram ao pesquisador contato com a prática pedagógica; e o momento do planejamento, reflexão e investigação de sua ação e dos processos de aprendizagem de seus alunos, possibilitando, assim, que as informações fossem construídas num processo reflexivo. Foram realizados estudos de casos com duas professoras dos anos iniciais do ensino fundamental, que mostraram a relevância de uma ação docente bem planejada e intencional voltada para o atendimento das necessidades dos alunos. Ambas as professoras, em suas singularidades e adversidades, encaravam a docência com uma posição de transformação e possibilidades de novas alternativas de vida para os estudantes. O planejamento personalizado, os registros diferenciados, as relações interpessoais e o espaço de formação da coordenação pedagógica foram elementos norteadores e fortalecedores das escolhas pedagógicas das professoras colaboradoras da pesquisa. A produção subjetiva que emergia na prática pedagógica delas estava permeada de sentidos subjetivos relacionados às satisfações, inseguranças, frustrações, alegrias, descobertas, confiança e isso nos ajudou a compreender que a forma como os professores pensam, sentem e vivenciam a docência contribuem para suas intervenções pedagógicas e, principalmente, para a forma como todo esse processo é registrado e refletido por elas. As professoras assumiam a sua docência com alguns elementos que caracterizavam a sua ação como singular e própria. Dentre os elementos estava presente o protagonismo de sua ação, a autonomia e autoria de suas propostas para os alunos e, também, a sua criatividade. Esses elementos foram centrais para observarmos a motivação que ainda as impulsionava a permanecer na profissão. Entretanto, esse processo não foi simples, pois, para compreendermos a ação docente e a sua organização frente às situações cotidianas e desafiadoras, foi necessário adentrarmos no campo complexo e contraditório da subjetividade humana. A relevância da investigação foi contribuir para a compreensão da complexidade da prática pedagógica, bem como reconhecer e valorizar o sujeito dessa ação: o professor. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study represents the results of a survey registration strategies that support the organization pedagogical work of the teacher, as well as, includes objective aspects that constitute the professional action of these teachers. Faced with this, sought to understand how the teacher organize its practice expressing themselves as a subject in educational work to develop forms of written record to think and evaluate their teaching activities. This is a qualitative research with which it was proposed to interpret the information in a constructive-interpretative process anchored in the Qualitative Epistemology of González Rey (2005a, 2005b). We used in the information construction process, dialogue with three teacher performance spaces: the pedagogical coordination space; the individual planning moments; and the pedagogical practice developed in the classroom. We used for this construction, the following instruments: the participate observation; the completion of sentences; the conventional dynamics; written and symbolic inductors, provided that the researcher contact with the pedagogical practice; and the time of planning, reflection and investigation of their actions and learning process of their students, making it possible, that the information had been built in aa reflective process. Studies were carried out with two teachers the early years of elementary school, who showed the importance of a well-planned and intentional teaching activities geared to meet student`s needs. Both teachers, in their uniqueness and adversity, regarded teaching with a change position and possibilities for new life alternative for students. The custom planning, different records, interpersonal relationships and educational coordination pedagogical space were guiding elements and empowering of educational choices of teachers collaborating in the research. The subjective production that emerged in pedagogical practice them was permeated with subjective meanings related to satisfaction, insecurities, frustrations, joys, discoveries, confidence and therefore helped us to understand the way teachers think, feel and experience the teaching contribute to their pedagogical interventions, and specially for the way this process is recorded and reflected by them. The teachers took their teaching with some elements that characterized its action as natural and own. Among the elements was present the role of your action, autonomy and authorship of their proposals for the students and also their creativity. These elements were central to observe the motivation that still drove to remain in the profession. However, this process was not easy, therefore, to understand the teaching action and its front organization to daily and challenging situations, it was necessary to enter the complex and contradictory human subjectivity field. The relevance of the research was to contribute to the understanding of the complexity of teaching practice, as well as recognized and value the subject of this action: the teacher.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/21394/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.