Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21303
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_MarianaTanúsMarques.pdf1,67 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Choro e raiva : os efeitos da expressão de emoções e dos estereótipos de gênero em eleições
Autor(es): Marques, Mariana Tanús
Orientador(es): Turgeon, Mathieu
Assunto: Eleições
Gênero
Emoções
Estereótipos (Psicologia social)
Data de publicação: 22-Ago-2016
Referência: MARQUES, Mariana Tanús. Choro e raiva: os efeitos da expressão de emoções e dos estereótipos de gênero em eleições. 2016. 74 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciência Política)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: O presente projeto busca investigar o papel dos estereótipos de gênero relacionados à emotividade de homens e mulheres no contexto político-eleitoral brasileiro para entender se a existência dos mesmos tem efeitos na avaliação de eleitores. Para além disto, busca-se entender se a expressão de comportamentos emotivos que reforçam ou negam estereótipos de gênero pode interferir na dinâmica eleitoral de forma a prejudicar mais candidatos de um gênero ou de outro. O foco do trabalho foi na expressão das emoções de choro e raiva por serem comumente mais associadas aos estereótipos de gênero relacionados, respectivamente, a mulheres e homens. Para cumprir com o objetivo proposto, foi realizado um experimento com aplicação pela internet visando encontrar uma relação de causalidade entre a demonstração dos comportamentos emotivos de choro e de raiva e uma diminuição de favorabilidade a candidatas e candidatos. A pesquisa teve 1.199 respostas completas e alcançou respondentes das 5 regiões do país, que foram aleatoriamente dividos entre grupos controle e grupos teste. Os resultados mostram que os estereótipos de gênero encontrados comumente na sociedade também existem ao se tratar de candidatos a cargos eletivos – mulheres tendem a ser percebidas como mais emotivas do que homens independente da demonstração de qualquer comportamento emotivo. No entanto, ao contrário do que apresenta a Teoria Descritiva do Viés dos Estereótipos e do que é esperado pelo senso comum, a demonstração de comportamentos emotivos em campanhas eleitorais não prejudica mais candidatas mulheres do que candidatos homens. Ao contrário, foi encontrada uma tendencia de favorecimento à candidata mulher que demonstra o comportamento de choro. Essa tendência foi percebida, em especial, dentre os respondentes homens. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This project aims at investigating the role of gender stereotypes related to the emotionality of men and women candidates in the Brazilian political context as an attempt to comprehend its effects on the evaluation of voters. More specifically, its purpose is to understand if the expression of emotions that are consistent or inconsistent with gender stereotypes can penalize women or men candidates disproportionately because of their gender. The project was focused on the expressions of crying and anger, since they are most commonly associated with the gender stereotypes (crying is commonly more associated with women and anger with men). In order to accomplish this project’s goals, an internetconducted experiment was used with the intention of finding a causality relation between the expression of emotions and a decrease in favorability regarding the candidates. The experiment had 1.199 complete answers and reached respondents living in the 5 geographic regions of Brazil, who were randomly assigned to test and control groups. Results show that the stereotypes commonly perceived in society also exist for men and women candidates to political roles – women candidates tend to be perceived as more emotional, regardless of the expression of any emotive behavior. Nevertheless, despite of what is presented by the Descriptive Theory of Stereotypes and of what is expected by the common sense, the expression of emotive behavior doesn’t jeopardize women candidatures’ more than men’s. On the contrary, a tendency to advantage women candidates who express crying behavior was found, especially among male respondents.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:IPOL - Mestrado em Ciência Política (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.