Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21269
Título: Mobilizando comportamentos de ajuda na rede de amizades : uma estratégia de prevenção à violência no namoro baseada nos pares e na abordagem do espectador
Autor(es): Santos, Karine Brito dos
Orientador(es): Murta, Sheila Giardini
Assunto: Violência conjugal
Violência - prevenção
Relações humanas
Data de publicação: 19-Ago-2016
Data de defesa: 29-Jun-2016
Referência: SANTOS, Karine Brito dos. Mobilizando comportamentos de ajuda na rede de amizades: uma estratégia de prevenção à violência no namoro baseada nos pares e na abordagem do espectador. 2016. iii, 408 f., il. Tese (Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: A educação de pares e a abordagem do espectador são estratégias de ponta na prevenção à violência no namoro para fomentar modelos pró-sociais de busca e oferta de ajuda. O objetivo geral desta tese foi avaliar em que medida uma estratégia de prevenção à violência no namoro baseada nos pares e na abordagem do espectador favorece a mobilização de comportamentos de ajuda na rede de amizades. O escopo desta tese engloba de cinco estudos embasados por múltiplas teorias: o Modelo Bioecológico, a Teoria Cognitiva Social, a Teoria das Redes Sociais e o Modelo de Intervenção do Espectador. O primeiro estudo descreveu o processo de influência dos pares nas relações de namoro e forneceu uma base de evidências sobre programas de prevenção à violência no namoro baseado nos pares. O segundo estudo discutiu a importância da rede de amizades como mecanismo de proteção para adolescentes envolvidos em violência no namoro, evidenciando fatores de risco e de proteção modificáveis. O terceiro estudo avaliou a viabilidade de uma intervenção baseada nos pares e na abordagem do espectador na prevenção a violência no namoro, monitorando indicadores de processo na implementação. O quarto estudo examinou em duas etapas evidências de validade de uma escala que avalia atitudes do espectador em situações de violência no namoro. A primeira etapa envolveu o processo de construção, validação por juízes, validação semântica e exame inicial de evidências da validação da estrutura fatorial da escala por meio de análise fatorial exploratória em uma amostra de 131 participantes. Na segunda etapa testou-se em uma amostra de 410 participantes a qualidade do ajuste do modelo teórico aos dados observados, reunindo evidências de validade da estrutura interna através de análise fatorial confirmatória. Os resultados indicaram que a escala de cinco dimensões possui propriedades psicométricas satisfatórias, com índice de ajuste aceitável ao modelo e boa consistência interna (α=0,78 a 0,96). O quinto estudo avaliou a eficácia de uma intervenção baseada nos pares e na abordagem do espectador, investigando seus efeitos sobre a qualidade da amizade, empatia, atitudes do espectador em resposta à violência no namoro, número de amigos envolvidos em violência no namoro, comportamentos prévios de busca e oferta de ajuda, indicadores de violência física, sexual e psicológica sofrida e perpetrada no namoro e intenção de ajudar nesse contexto. Esta pesquisa adotou um delineamento experimental com designação aleatória dos 42 participantes a um grupo experimental (GE, n=20) e controle (GC, n=22). O GE recebeu uma intervenção breve de três sessões sobre relações de namoro saudáveis e violentas, qualidade da amizade na rede de pares e o papel do espectador, e o GC não recebeu nenhuma intervenção. Para a coleta de dados foram usados questionários, formulários para monitorar indicadores de processo durante a implementação e as seguintes escalas: Conflict in Adolescent Dating Relationship Inventory (CADRI), Escala de atitudes do espectador em situações de violência no namoro (ESPECTA-VN), Escala Multidimensional de Reatividade Interpessoal de Davis (EMRI) e o Questionário das Funções da Amizade (QFA). Os dados qualitativos foram submetidos a análise de conteúdo e os dados quantitativos foram analisados por meio de estatística descritiva e inferencial. Foram encontradas diferenças significativas entre sexo apenas para a violência psicológica, indicando que os homens que participaram da intervenção sofreram menos ameaças do que as mulheres no pós-teste se comparado ao GC, além de redução da média do número de amigos envolvidos em violência no namoro para as mulheres, e aumento discreto da qualidade da amizade para os homens do GE. Os participantes da intervenção apresentaram ainda um discreto aumento da empatia, atitudes do espectador e intenção de ajudar se comparados ao GC. O elevado nível de satisfação e envolvimento dos adolescentes depõe a favor da aceitabilidade da intervenção. Os cinco estudos realizados dão suporte ao argumento principal da tese, demonstrando que os amigos, fonte preferencial de ajuda, são também agentes de prevenção potencialmente capazes de mobilizar comportamentos de ajuda na rede de amizades. Espera-se que esta tese encoraje o desenvolvimento de novas tecnologias de prevenção centradas na abordagem do espectador para prevenir a violência no namoro e outros tipos de violência entre pares. _______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The peer education and bystander approach are a “cutting edge” strategies in preventing dating violence to promote pro-social models of help-seeking and help-giving. The overall aim of this thesis was to evaluate to what extend a strategy to prevention dating violence based on peers and bystander approach favors helping behavior mobilization of friendships network. The scope of this thesis includes five grounded studies by multiple theories: the Bioecological Model, the Social Cognitive Theory, the Theory of Social Networks and the Bystander Intervention Model. The first study described the peer influence process in dating relationships and provided evidence based on dating violence programs based on peers. The second study discussed the importance of the friendships network as a protection mechanism for teens involved in dating violence, highlighting changeable risk and protective factors. The third study evaluated the viability of an intervention based on peers and bystander approach in dating violence prevention, monitoring process indicators in implementation. The fourth study examined in two steps the validity evidences in a scale that assess bystander attitude in dating violence situations. The first step involved the construction process, validation by judges, semantic validation and initial examination of evidence validation of the factor structure of the scale by exploratory factorial analysis in a sample of 131 participants. The second step tested in a sample of 410 participants the fit quality of theoretical model to the observed data, gathering evidences of validity of the internal structure using confirmatory factorial analysis. The results indicated that the five dimensions of scale has satisfactory psychometric index and good internal consistency (α = 0,78 to 0,96). The fifth study evaluated the efficacy of intervention based on peer and bystander approach, investigating its effect on the friendship quality, empathy, bystander attitudes in response to dating violence, number of friends involved in dating violence, help-seeking and help-giving previous behavior, indicator of physical, sexual and psychological violence suffered and perpetrated in dating and intention to help in this context. This research has adopted an experimental design with random assignment of 42 participants in experimental group (GE, n=20) and control group (GE, n=22). GE received a brief intervention of three sessions about healthy and violent dating relationships, quality friendship in the peer network and the role of the bystander, and GC did not receive an intervention. For data collection were used questionnaires, forms to monitor process indicators during implementation and the following scales: Conflict in Adolescent Dating Relationship Inventory (CADRI), Interpersonal Reactivity Index of Davis (EMRI, in Portuguese), Friendship Functions Questionnaire (QFA, in Portuguese). Qualitative data were subjected to content analysis and quantitative data were analyzed using descriptive and inferential statistics. Significant differences were found between sexes just for psychological violence, indicating that men who took part in the intervention had suffer less threat than the women in the post-test compared to the GC, as well as reducing the number of friends involved dating violence for women, and a slight increase in friendship quality for the GE’s men. The intervention participants still showed a slight increase in empathy, bystander’s attitude and intention to help it compared to GC. The high satisfaction level and the adolescent’s involvement pleads in favor of the acceptability of the intervention. Five studies support the main argument of the thesis showing that friends, preferred source of help, are also capable potentially preventing agents in mobilize help behavior in friendships network. It is expected that this thesis encourages the development of new prevention technologies focused on the bystander approach to prevent the dating violence and other kinds of peer violence.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Psicologia Clínica e Cultura, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PCL - Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_KarineBritodosSantos.pdf18,74 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.