Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21232
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_EntreImagemSigno.pdf682,02 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Entre a imagem e o signo : notas sobre Nietzsche, a linguagem e a tradição dialética
Outros títulos: Entre la imagen y el signo : notas sobre Nietzche, el lenguaje y la tradicíon dialética
Between the image and the sign : notes on Nietzsche, language and dialectical tradition
Autor(es): Lima, Erick Calheiros
Assunto: Hegel, Georg Wilhelm Friedrich, 1770-1831
Nietzsche, Friedrich Wilhelm, 1844-1900
Gadamer, Hans Georg, 1900-
Dialética
Adorno, Theodor W., 1903-1969
Linguagem
Data de publicação: Jul-2013
Editora: Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: LIMA, Erick Calheiros. Entre a imagem e o signo: notas sobre Nietzsche, a linguagem e a tradição dialética. Princípios: revista de filosofia, Natal, v. 20, n. 34, p. 189-216, jul./dez. 2013. Disponível em: <http://www.periodicos.ufrn.br/principios/article/view/7542/5611>. Acesso em: 20 jun. 2016.
Resumo: Persigo aqui o objetivo de contribuir à recuperação da interlocução entre Nietzsche e a tradição dialética. A despeito da ideia de registros teóricos incompatíveis, procuro sublinhar as preocupações comuns e o possível benefício recíproco nessa interlocução. A diretriz fundamental consiste na visualização da capacidade de a linguagem se tensionar entre a mediação simbólica das formas de vida e a expressividade das vivências singularizadas. Primeiramente, proponho uma interpretação das reflexões de Nietzsche sobre a linguagem no sentido de detectar aí uma instigante polarização entre conceito e intuição (1). Em seguida, mostro como Adorno desenvolve esse tema no sentido de uma concepção dialética de linguagem (2). Finalmente, apoiando-me em Hegel e Gadamer, gostaria de indicar como a tradição dialética logra responder ao desafio nietzschiano do inacabamento do sentido poético (3). ______________________________________________________________________________ RESUMEM
Persigo aquí el objetivo de contribuir a la recuperación de la interlocución entre Nietzsche y la tradición dialéctica. Contra la idea de que se trata de registros teóricos incompatibles, busco destacar las preocupaciones comunes y el posible beneficio recíproco en esa interlocución. La directriz fundamental consiste en la visualización de la capacidad del lenguaje para tensionarse entre la mediación simbólica de las formas de vida y la expresividad de las vivencias singularizadas. Primeramente, propongo una interpretación de las reflexiones de Nietzsche sobre el lenguaje en el sentido de detectar ahí una polarización entre concepto e intuición (1). En seguida, muestro cómo Adorno desarrolla ese tema en el sentido de una concepción dialéctica del lenguaje (2). Finalmente, apoyándome en Hegel y Gadamer, quisiera indicar cómo la tradición dialéctica logra responder al desafío nietzscheano del inacabamiento del sentido poético (3). ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This paper aims at recasting the debate between Nietzsche and the dialectical tradition. Despite the generally alleged incompatibility between these perspectives, the purpose is to point out some similarities in the way they conceive the relation between critique of reason and philosophy of language. My account focuses on a relevant issue in continental philosophy of language, namely: language´s capacity to extend itself beyond the symbolic mediation of life-forms towards the expression of singularized experiences. Firstly, I attempt to interpret some of Nietzsche´s reflections upon language, in order to recognize the theoretical relevance of the opposition of concept and intuition for a philosophical account of language (1). Then I argue that Adorno develops this opposition towards a dialectical comprehension of language (2). Finally, after considering Hegel’s and Gadamer’s views concerning the structure of language, I examine the way dialectical tradition attempts to respond Nietzsche´s challenge of “unfinishedness” of poetic meaning (3).
Licença: Princípios, Revista de Filosofia - Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional (CC BY-NC-SA 4.0). Fonte: http://www.periodicos.ufrn.br/principios/article/view/7542/5611. Acesso em: 20 jun. 2016
Aparece nas coleções:FIL - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.