Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21231
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_RompendoFascinioConceitoAbstrato.pdf1,9 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Rompendo com o fascínio pelo conceito abstrato : alguns motivos práticos e teóricos na elaboração da dialética especulativa
Outros títulos: Breaking away from the fascination exerted by the abstract concept : some practical and theoretical reasons that led to speculative dialectics
Autor(es): Lima, Erick Calheiros
Assunto: Dialética
Modernindade
Hegel, Georg Wilhelm Friedrich, 1770-1831
Ética
Metafísica
Política
Data de publicação: 2014
Editora: Departamento de Filosofia da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE)
Referência: LIMA, Erick Calheiros de. Rompendo com o fascínio pelo conceito abstrato: alguns motivos práticos e teóricos na elaboração da dialética especulativa. Síntese: revista de filosofia, Belo Horizonte, v. 41, n. 129, p. 5-33, 2014. Disponível em: <http://www.faje.edu.br/periodicos/index.php/Sintese/article/view/2751/2932>. Acesso em: 17 jun. 2016
Resumo: Este artigo pretende reconstruir alguns dos motivos práticos e teóricos da dialética hegeliana. Uma introdução geral deve servir ao propósito de delinear os contornos gerais do ponto de vista da dialética especulativa, o que será tentado a partir da apropriação crítica feita por Hegel do conceito kantiano de juízo reflexionante (1). A partir disso, pretendo apresentar a versão hegeliana do projeto da “filosofia da unificação” enquanto crítica da moral kantiana (2). Em seguida, o objetivo é mostrar como Hegel antecipa, nos escritos de juventude, uma compreensão da constituição orgânica e intersubjetiva da comunidade (3). Em terceiro lugar, indicaremos como Hegel vincula a elaboração de sua noção de dialética nas linhas gerais de um diagnóstico das dificuldades de integração social na modernidade política, a serem neutralizadas pelo pensamento de uma articulação imanente entre universal e particular (4). Finalmente, pretendo concluir com uma discussão de elementos da filosofia da religião no jovem Hegel como preâmbulo da crítica à filosofia da reflexão e do nascedouro do ponto de vista dialético-especulativo (5). ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This paper intends to reconstruct some practical and theoretical issues related to the origins of Hegel´s speculative dialectics. To begin with, I attempt to delineate Hegel´s dialectical point of view out of Hegel´s critical appropriation of Kant´s concept of reflective judgement (1). Then I present Hegel´s version of the “philosophy of unification” as an attempt to criticize Kant´s moral theory (2). Thirdly, I argue that Hegel anticipates, in his early writings, his organic concept of community, as well as his late theory of intersubjective mediation of individuality (3). Then I attempt to develop an interpretation of Hegel´s discussion about the difficulties of social integration in political modernity, as well as about the destruction of traditional ethos by the development of market economy (4). Finally, I argue that the Philosophy of Religion in the young Hegel establishes the principles of his late critique of the “philosophies of reflection” and constitutes thereby the origin of the dialectical-speculative point of view (5).
Licença: DECLARAÇÃO DE DIREITO AUTORAL - Os autores mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Attribution License. Fonte: http://www.faje.edu.br/periodicos/index.php/Sintese/about/submissions#copyrightNotice. Acesso em: 16 jun. 2016.
Aparece nas coleções:FIL - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.