Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/2119
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Grace.pdf614,89 kBAdobe PDFView/Open
Title: Estudo da mortalidade materna no município de Dourados Mato Grosso do Sul de 2002 a 2005
Authors: Chedid, Grace Reiter
Orientador(es):: Monteiro, Pedro Sadi
Assunto:: Maternidade
Mulheres grávidas
Mulheres - saúde e higiene
Issue Date: Feb-2007
Citation: CHEDID, Grace Reiter. Estudo da mortalidade materna no município de Dourados Mato Grosso do Sul de 2002 a 2005. 2007. 127 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Abstract: Introdução - A morte materna é um indicador de saúde da mulher e, de certa forma, da saúde da população da qual a vítima pertence. Uma análise abordando as possíveis situações do cotidiano das vítimas, propícias a implantação de doenças, esclarece a amplitude da situação de saúde em que as falecidas se encontravam, dessa forma, o presente estudo aborda aspectos relacionados com a mortalidade materna no Município de Dourados - MS. Objetivos - Conhecer o perfil clínico epidemiológico e social das mulheres que evoluíram para óbito materno no período entre 2002 e 2005. Materiais e Métodos – Estudo Epidemiológico descritivo do tipo série de casos. Analisaram-se os 30 registros de óbitos maternos ocorridos em Dourados, independente do Município de residência das vítimas. O estudo envolveu mortes maternas obstétricas, tardias e não obstétricas; os dados foram coletados com a utilização de instrumento com questões abertas e fechadas, a partir de investigações realizadas em fichas pertencentes ao Comitê de Mortalidade Materno-Infantil e Fetal de Dourados e entrevistas com familiares das vítimas. Resultados - Verificou-se que a maioria dos óbitos esteve associada com o sangramento severo, 60% a cesarianas, 66,6% em gestações não planejadas, 43,3% realizando 06 consultas de pré-natal, recomendadas como mínimas pelo Ministério da Saúde, 50% falecidas entre uma hora e 42 dias após o parto e aborto, das gestações que resultaram em nascimentos 65% com menos de 37 semanas, 73,3% de analfabetas ou com o ensino fundamental incompleto, 50% negras ou pardas, 20% vivendo com menos de um dólar americano/dia, 46,6% com atividades trabalhistas para ajudar na renda familiar, 3,3% tendo acesso ao serviço de escoamento de esgoto e 50% de água por rede geral, 26,6% vítimas de violência durante a gestação. O livre acesso de acompanhante intrahospitalar foi permitido a 30% dos casos e somente 60% dos familiares obtiveram informações da evolução clínica de suas entes. Conclusão – A mortalidade materna verificada no Município de Dourados apresenta elevados valores, principalmente por causas que poderiam ser evitadas, o que justifica o emprego de estratégias diferenciadas de assistência, de forma a contribuir com a redução da razão de mortalidade observada nesse município. _____________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Introduction – Maternal death is an indicator of women’s health and also of the population health as whole. This study is on some aspects related to maternal death in the municipality of Dourados, MS. Objectives –To know the epidemiological and social profile of those women who died between 2002 and 2005. Material and Methods – It is an epidemiological study of a series of maternal death cases reported. The study held obstetrical maternal deaths, late motherly deaths and even non-obstetrical deaths. The data were obtained by an instrument with direct and non-direct questions, from investigation sheets that belong to the Commitee Materno-Infantil e Fetal of Dourados and by interviewing the victim’s relatives. Results – It was verified that the most deaths were associated to severe bleeding, 60% to cesarean operations, 66,6% to non-planned pregnancy, 43,3% to 6 – prenatal visits to the doctor as it is recommended by the Ministry of Health, 73,3% to illiterated women or to those who did not attend all years of elementary school, 50% to black or brown skinned women, 20% to women who have an American dollar/day income and 26,6% to women victim of violence during pregnancy. Free access to patient during her hospital staying was allowed in 30% of the cases and only 60% of the family members got informed about the clinical evolution of the patient. Conclusion – Maternal mortality rate is very high in the country of Dourados because of reasons that could be avoided. If different strategies of assistance were taken, maternal mortality rate would be reduced in Dourados, MS.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2007.
Appears in Collections:FS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2119/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.