Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/2063
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2005_LíviadeLacerdadeOliveiraPineli.pdf3,31 MBAdobe PDFView/Open
Title: Caracterização física, química, sensorial e nutricional de batatas minimamente processadas
Authors: Pineli, Lívia de Lacerda de Oliveira
Orientador(es):: Moretti, Celso Luiz
Assunto:: Batatas
Processamento mínimo
Atmosfera modificada
Temperatura de armazenamento
Antioxidantes
Issue Date: 27-Oct-2009
Citation: PINELI, Lívia de Lacerda de Oliveira. Caracterização física, química, sensorial e nutricional de batatas minimamente processadas. 2005. 236 f. Dissertação (Mestrado em Nutrição Humana)—Universidade de Brasília, Brasília, 2005.
Abstract: A batata e a hortaliça de maior importância econômica no Brasil, sendo comercializada quase exclusivamente in natura. O processamento mínimo desta hortaliça tem-se revelado alternativa viável para sua industrialização, atendendo a demanda por produtos frescos, saudáveis e práticos ao mesmo tempo. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos das temperaturas de armazenamento, das diferenças varie tais, da aplicação de atmosferas modificadas e dos antioxidantes em importantes características físicas, químicas, nutricionais e sensoriais de batatas minimamente processadas. Batatas (Solanum tuberosum, L.) ‘Agata’ e ‘Monalisa’ foram minimamente processadas como mini-batatas. Apos o processamento, as batatas foram embaladas em filmes de nylon multicamadas. As atmosferas aplicadas nos diversos experimentos foram o vácuo parcial, a atmosfera modificada passiva e a atmosfera modificada ativa com misturas gasosas de 10% CO2, 2% O2, 88% N2 ou 5%CO2, 5% O2 e 90%N2, sendo armazenadas em câmaras frias a 5 e 15oC, por 9 dias. Os tratamentos antioxidantes utilizados foram o acido cítrico a 2%, o acido eritrorbico a 3%, o acido cítrico a 2% + acido eritrorbico a 3%, em atmosfera modificada passiva, e acido cítrico a 3% + acido eritrorbico a 5% em atmosfera com 10% CO2, 2%O2 e 88% N2. A avaliação da taxa de evolução de CO2 em batatas intactas e minimamente processadas armazenadas a 5 e 15oC, realizada por meio de cromatografia gasosa, revelou que o processamento mínimo eleva a taxa metabólica de batatas, sendo a temperatura de 5oC a mais recomendada no controle deste processo. Batatas armazenadas a esta temperatura apresentaram melhor conservação no que diz respeito à manutenção das características físicas e químicas durante o armazenamento. Por meio de analise sensorial verificou-se que as analises instrumentais de firmeza e de escurecimento foram satisfatórias na predição de seus julgamentos sensoriais. A aplicação do vácuo parcial não foi capaz de manter os atributos de qualidade do produto, sendo, por isto, avaliada a influencia de outros tipos de atmosferas. A cultivar Agata foi selecionada por seu formato mais arredondado e regular, pela sua menor susceptibilidade ao escurecimento em relação a ‘Monalisa’ e por sua boa disponibilidade no mercado. Observou-se nos produtos embalados sob atmosfera modificada ativa o desenvolvimento do escurecimento de forma muito rápida e intensa, inviabilizando a sua aplicação para a cultivar ‘Agata’ de forma isolada. A associação de tratamentos antioxidantes as atmosferas modificadas passiva e ativa foram, posteriormente, avaliadas. A aplicação de antioxidantes em atmosfera modificada passiva não foi eficaz no controle do escurecimento de batatas minimamente processadas, dada a ocorrência de escurecimento gradual em alguns tubérculos das embalagens de todos os tratamentos, inviabilizando o produto já no terceiro dia de armazenamento. O tratamento combinado de antioxidantes em associação com atmosfera modificada ativa mostrou ser bastante eficaz no controle do escurecimento e manutenção da firmeza e outros atributos de qualidade de batatas minimamente processadas. Para este ultimo tratamento, a análise sensorial revelou boa aceitação tanto para o produto embalado como para o produto cozido em domicilio e uma vida de prateleira de nove dias, suficiente para o atendimento a cadeia de comercialização e distribuição. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Potato is the most important vegetable crop grown in Brazil, being commercialized mostly as a fresh product. Fresh-cut potatoes are a viable alternative to the processing industry, attending the demand for fresh, healthful and practical products. This work aimed at evaluating the effect of storage temperatures, cultivars differences, the application of modified atmospheres and antioxidants substances in important physical, chemical nutritional and sensory characteristics of fresh-cut potatoes. Potatoes (Solanum tuberosum, L.) ‘Agata' and ‘Monalisa', grade “primeirinha” had been minimally processed as baby potatoes. After processing, potatoes were packed in multilayers nylon plastic films. The atmospheres applied in the experiments were partial vacuum, passive modified atmosphere and the active modified atmosphere with gaseous mixtures of 10% CO2, 2% O2, 88% N2 or 5%CO2, 5% O2 and 90%N2. Tubers were stored under 5 and 15oC, for 9 days. The evaluated antioxidants treatments were citric acid (2%), eritrorbic acid (3%), citric acid (2%) + eritrorbic acid (3%), in passive modified atmosphere, and citric acid (3%) + eritrorbic acid (5%) in atmosphere with 10% CO2, 2%O2 and 88% N2. The evaluation of CO2 evolution in intact and fresh cut potatoes stored the 5 and 15oC, carried out by means of gaseous chromatography, revealed that minimal processing increased potato metabolism, being the temperature of 5oC the most recommended to control this process. Potatoes stored under this temperature presented better quality in respect to the maintenance of physical and chemical characteristics during storage. Through sensorial analysis it was verified that the instrumental analyses of firmness and browning were satisfactory in the prediction of its sensory judgments. The application of partial vacuum was not capable to keep quality attributes of product; other types of atmospheres were evaluated. ‘Agata’ cultivar was selected by its rounded and regular shape, by its lower susceptibility to browning compared to ‘Monalisa' and by its higher availability in the market. The development of fast and very intense browning was observed in fresh cut potatoes packed under active modified atmosphere, making unfeasible its application to ‘Agata' potatoes without any other treatment. The association of antioxidants treatments to passive and active modified atmospheres were also evaluated. The antioxidants application in combined with passive modified atmosphere was not efficient in the control of browning, given the occurrence of gradual browning in some tubers of all treatments, starting at the third day of storage. Antioxidants in association with active modified atmosphere were efficient in the control of browning and maintenance of firmness and other quality attributes of fresh cut potatoes. For this last treatment, sensory analysis revealed good acceptance both for the packed or cooked form with a shelf life of nine days, which is considered enough for commercialization and distribution chain.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição, 2005.
Appears in Collections:NUT - Mestrado em Nutrição Humana (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2063/statistics">



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons