Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/20581
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_MaxmillerCardosoFerreira.pdf5,53 MBAdobe PDFView/Open
Title: Dinâmica da regeneração natural de áreas em restauração pela transposição de solo superficial de cerrado e de floresta estacional
Authors: Ferreira, Maxmiller Cardoso
Orientador(es):: Vieira, Daniel Luis Mascia
Assunto:: Recuperação de áreas degradadas
Cerrados - conservação
Floresta estacional semidecidual
Solos - recuperação
Issue Date: 27-May-2016
Citation: FERREIRA, Maxmiller Cardoso. Dinâmica da regeneração natural de áreas em restauração pela transposição de solo superficial de cerrado e de floresta estacional. 2015. ix, 76 f., il. Dissertação (Mestrado em Ecologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: A ecologia da restauração busca entender as características da regeneração natural de um ecossistema e usar essa informação para desenvolver métodos que despertem ou acelerem a trajetória de um estado degradado a um de maior complexidade. A camada superficial do solo (CSS; topsoil) removida em obras de engenharia ou mineração, vem sendo utilizada como fonte de substrato, solo fértil e propágulos, podendo promover a restauração da vegetação. Esta dissertação teve o objetivo de testar a efetividade da transposição da CSS de cerrado stricto sensu e de floresta estacional decidual para a restauração. O capítulo 1 trata de um experimento de transposição de 2,5 ha de CSS de cerrado suprimido para a construção de prédios. A CSS juntamente com material vegetativo foi transferida para uma área de empréstimo de solo de 1 ha. Aos 37 meses, foram encontradas 24 espécies herbáceas, 40 arbustivas e 21 arbóreas. Noventa e um porcento das espécies lenhosas originaram de rebrotas. Plantas lenhosas apresentaram 0,5 ind./m² aos 37 meses e gramíneas nativas e exóticas invasoras ocupavam todo o solo. O capítulo 2 trata da remoção de 2,1 ha de CSS de floresta estacional decidual para expandir uma cava de mineração de calcário. A CSS foi depositada em uma pastagem de 1,9 ha. Foram testados (i) diferentes formas de deposição, (montes sem espalhar, material espalhado com 40 cm e com 20 cm de espessura, e controle sem deposição); e (ii) irrigação durante a estação seca após a deposição (irrigado e controle). Aos 12 meses, 39 espécies de árvores, quatro arvoretas, seis lianas, três arbustos, nove subarbustos e 37 ervas foram amostrados nas áreas depositadas. Rebrotas de fragmentos de raiz foram responsáveis por 74% das árvores e 60% das lianas regenerantes. A sobrevivência das plantas foi alta independente da irrigação. Espécies de árvores pioneiras chegaram pela chuva de sementes. Os tratamentos de deposição não diferiram entre si, e tiveram seis vezes mais espécies (23 vs. 4) e oito vezes mais indivíduos (1,53 vs. 0,20 ind./m²) de espécies lenhosas do que a área sem deposição. Herbáceas e arbustivas ruderais cobriam 68% do solo nas áreas depositadas, enquanto gramíneas invasoras rebrotaram e cobriram a área sem deposição. No cerrado, gramíneas (ex. Aristida sp. e Echinolaena inflexa), arbustos (ex. Anemopaegma glaucum e Mimosa setosa) e árvores (ex. Handroanthus ochraceus e Machaerium opacum) nativas proporcionaram a formação de uma fisionomia savânica, porém é necessário realizar o controle de gramíneas exóticas invasoras desde o início da restauração. Na floresta, ervas (ex. Mesosphaerum suaveolens e Stachytarpheta cayennensis), arbustos (ex. Chromolaena maximilianii e Solanum sisymbriifolium), árvores pioneiras (ex. Guazuma ulmifolia e Trema micranta) e rebrotas de árvores de dossel (ex. Anadenanthera colubrina e Dilodendron bipinnatum), árvores de sub-bosque (ex. Campomanesia velutina e Sebastiania brasiliensis) e lianas (ex. Mandevilla hirsuta e Serjania sp.) iniciaram a sucessão secundária. Testes de diferentes épocas de transposição, que priorizem a densidade e a composição do banco de sementes, a melhor época de recrutamento e formas estratificadas de coletar e depositar o solo podem melhorar o método para savanas e florestas estacionais no bioma Cerrado.
Abstract: Ecological restoration aims to understand the natural regeneration traits of an ecosystem and use that information to develop methods that stimulate or accelerate the trajectory of a degraded state to a more complex state. In places where topsoil is removed, as in civil construction and mining, it has been used as a source of substrate, fertile soil and seeds, promoting the restoration of vegetation. This dissertation aimed to test the effectiveness of topsoil translocation of savanna and deciduous forest for restoration. In Chapter 1, 2.5 ha of topsoil of cerrado was removed for the construction of buildings. The topsoil along with plant material was translocated to a 1 ha gravel pit. At 37 months, we found 24 herbaceous species, 40 shrubs and 21 trees. Ninety-one percent of woody species originated from resprouts. At 37 months, woody plants had 0.5 ind./m² and native and invasive exotic grasses covered the ground. In chapter 2, 2.1 ha of topsoil of seasonally deciduous forest were removed to expand a limestone mining pit. Topsoil translocation to a 1.9 ha pasture. We tested (i) different forms of deposition, (hills without spreading, topsoil spreading with 40 cm and 20 cm, and control without deposition); and (ii) irrigation during the dry season after deposition (irrigated and control). At 12 months, 39 species of trees, four small trees, six lianas, three shrubs, nine subshrubs and 37 herbs were sampled in deposited areas. Regrowth of root fragments were responsible for 74% of the trees and 60% of the lianas individuals. Plant survival was high independent of irrigation. Pioneer tree species arrived from seed rain, instead of seed bank. The deposition treatments did not differ among themselves and had six times more species (23 vs. 4) and eight times more individuals (1.53 vs. 0.20 ind./m²) of woody species than the area without deposition. Ruderal herbaceous and shrub species covered 68% of the soil deposited in areas; invasive grasses covered the ground in the area without deposition. In the cerrado, the native grasses (eg. Aristida sp. and Echinolaena inflexa), shrubs (eg. Anemopaegma glaucum and Mimosa setosa) and trees (eg. Handroanthus ochraceus and Machaerium opacum) provided a savanna physiognomy, but it is necessary to control invasive exotic grasses. In the forest, the herbs (eg. Mesosphaerum suaveolens and Stachytarpheta cayennensis), shrubs (eg. Chromolaena maximilianii and Solanum sisymbriifolium), pioneer trees (eg. Guazuma ulmifolia and Trema micranta) and resprouts of canopy trees (eg. Anadenanthera colubrina and Dilodendron bipinnatum), understory trees (eg. Campomanesia velutina and Sebastiania brasiliensis) and lianas (eg. Mandevilla hirsuta and Serjania sp.) triggered the secondary succession. Testing different transposition times, that prioritize the density and composition of seed bank, the best time of recruitment and testing different methods of collection and deposition of stratified soil, can improve the method to savannas and dry forests in the Cerrado biome.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.04.D.20581
Appears in Collections:ECL - Mestrado em Ecologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/20581/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.