Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/20217
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_RodrigoMarquezMartinsOliveira.pdf810,96 kBAdobe PDFView/Open
Title: Metacontingência : um experimento com variabilidade operante do produto agregado
Other Titles: Metacontingency : an experiment with operant variability of the aggregate product
Authors: Oliveira, Rodrigo Marquez Martins de
Orientador(es):: Todorov, João Claudio
Assunto:: Metacontingência
Variabilidade cultural
Comportamento humano
Cultura
Produtos agregados (Psicologia)
Issue Date: 13-May-2016
Citation: OLIVEIRA, Rodrigo Marquez Martins de. Metacontingência: um experimento com variabilidade operante do produto agregado. 2015. 57 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências do Comportamento)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: A metacontingência consiste em uma ferramenta conceitual utilizado para estudo de práticas culturais pela Análise do Comportamento. É composta por contingências comportamentais entrelaçadas que produzem um produto agregado mantido por suas consequências. Da mesma forma ocorre em contingências individuais, é possível estabelecer infinitos esquemas de seleção cultural, porém a área ainda carece de uma uniformidade na utilização da terminologia e de avanços metodológicos que contribuam para o seu desenvolvimento empírico. A fim de trazer contribuições sobre a variabilidade de práticas culturais, o presente estudo teve como objetivo verificar o estabelecimento de uma metacontingência lag n. Buscou-se analisar se é possível produzir padrões variáveis nos produtos agregados de uma metacontingência mantida por consequências sociais. Para tanto, foram realizados três experimentos com um total de 16 participantes. A atividade consistiu em um jogo onde os participantes eram organizados em duplas e deveriam movimentar suas peças a fim de se encontrarem em um tabuleiro virtual. No Experimento I, havia quatro fases: “Linha de Base”, “Lag 1”, “Lag 2” e “Extinção”. No Experimento II, havia cinco fases: “Linha de Base”, “Lag 1”, “Lag 2”, “Extinção” e “Retorno à Linha de Base”. E no Experimento III, havia seis fases: “Linha de Base”, “Lag 1”, “Lag 2”, “Lag 3”, “Extinção” e “Retorno à Linha de Base”. Na metacontingência lag n, era necessário que o produto agregado produzido pela dupla fosse diferente do produto produzido em n tentativas anteriores para que a consequência programada fosse apresentada. As medidas analisadas foram: a quantidade de partidas realizadas, a quantidade de movimentos e os valores do índice estatístico U em cada fase dos experimentos para verificar a variabilidade na localização do produto agregado. Os experimentos realizados mostraram que é possível aumentar a variabilidade de propriedades do produto agregado de uma metacontingência consequênciando diferentes padrões de variabilidade.
Abstract: The metacontingency consists in a behavioral-analytic tool used to study cultural practices. It is composed of interlocked behavioral contingencies that produce an aggregate product maintained by its consequences. Similarly to what occurs in individual contingencies, you can establish various cultural selection schedules, but the area still lacks a uniform terminology and methodological advances that would contribute to its empirical development. In order to provide further contributions to the study of the variability of cultural practices, this study aimed to verify the establishment of a metacontingency lag n. We sought to examine whether it is possible to produce varying patterns in the aggregate product of a metacontingency maintained by social consequences. Three experiments were conducted with a total of 16 participants. The activity consisted of a game which the participants played pairs and should move their icons to meet in a virtual board. In the Experiment I, there were four phases: "Baseline", "Lag 1", "Lag 2" and "Extinction". In Experiment II, there were five phases: "Baseline", "Lag 1", "Lag 2", "Extinction" and "Return to Baseline". In Experiment III, there were six phases: "Baseline", "Lag 1", "Lag 2", "Lag 3", "Extinction" and "Return to Baseline". In metacontingency lag n, it was necessary that the aggregate product produced by the pair of participants was different from the product produced in n previous attempts for the consequence be presented. The measures analyzed were: the number of matches held the amount of movements and the U-value statistic for each phase of all experiments, to verify the variability in the location of the aggregate product. The experiments showed that it is possible to increase the variability of properties of aggregate product in a metacontingency by establishing consequences for different patterns of variability.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-graduação em Ciências do Comportamento, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.04.D.20217
Appears in Collections:PPB - Mestrado em Ciências do Comportamento (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/20217/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.