Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/19850
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_CelanaCardosoAndrade.pdf1,78 MBAdobe PDFView/Open
Title: Maternidade e trabalho na perspectiva de mulheres e seus companheiros : um estudo empírico fenomenológico
Authors: Andrade, Celana Cardoso
Orientador(es):: Ribeiro, Jorge Ponciano
Assunto:: Maternidade
Mulheres - emprego
Issue Date: 5-Apr-2016
Citation: ANDRADE, Celana Cardoso . Maternidade e trabalho na perspectiva de mulheres e seus companheiros: um estudo empírico fenomenológico. 2015. ix, 259 f., il. Tese (Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: Onascimento de um filho impacta fortemente o cotidiano e a vida profissional da mulher. Compreender a decisão interromper a atividade profissional, o que envolve essa decisão e seu impacto na vida das mulheres é de grande importância. O objetivo deste estudo foi identificar e compreender fatores associados à decisão de interrupção e/ou alteração da atividade profissional remunerada em razão da maternidade, em mães de classe socioeconômica média-alta. O estudo incluiu uma amostra de mães de crianças matriculadas em sete escolas de educação infantil/ensino fundamental em Goiânia/GO, Brasil. Na primeira etapa – quantitativa, descritiva, transversal – foi caracterizado o perfil sociodemográfico das mães e fatores associados à decisão de interrupção do trabalho foram identificados. Na segunda etapa foi realizado estudo qualitativo-fenomenológico incluindo uma sub-amostra de mulheres e seus companheiros, a fim de compreender a vivência destes casais a partir do conceito de Relação Complementar. Os dados foram colhidos em 2013. Foram analisadas 190 mães, sendo que 106 (59,5%) mantiveram a atividade profissional remunerada (MMAP); 77 (36,7%) interromperam e/ou alteraram a atividade profissional em razão da maternidade (MIAP); e 7 (3,8%) nunca trabalharam. Alguns dos fatores identificados como mais prevalentes em MMAP quando comparadas com MIAP foram satisfação no trabalho, gosto pela área de atuação, maior renda da mulher, renda insuficiente do companheiro para manter despesas familiares. Na fase qualitativa, foram avaliados cinco MIAP e seus companheiros. Enquanto os companheiros tiveram influência na decisão das mulheres, estas referem ter interrompido o trabalho por motivos alheios a sua vontade, sem benefícios próprios, dificultando a aceitação da situação. São descontentes e desejosas de retornar ao trabalho. Conclui-se que é importante que a mulher escolha seu próprio caminho e se posicione sem receio. As mulheres precisam entender e assumir o sentido do trabalho e da maternidade em suas vidas, para serem autônomas e coerentes.
Abstract: The birth of a child greatly impacts the daily and working life of women. Understanding the decision to interrupt their career, aspects involved in such decision, and its impact on women's lives are of great importance. The objective of this study was to identify and understand factors associated with the decision of interrupting and/or altering paid professional activity due to maternity, for mothers of medium-high socioeconomic status. The study included a sample of mothers of children enrolled in seven kindergarten/elementary schools in Goiânia/GO, Brazil. In the first step – a quantitative, descriptive, cross-sectional study - the sociodemographic profile of mothers, and factors associated with the decision of interrupting work were identified. In the second step, a qualitative-phenomenological study including a subsample of women and their partners was conducted in order to understand the experience of these couples in the perspective of Complementary Relationship. Data were collected in 2013. A total of 190 mothers were analyzed, of which 106 (59.5%) maintained paid professional activity (MMAP); 77 (36.7%) interrupted and/or altered the professional activity due to maternity (MIAP); and 7 (3.8%) never worked. Some of the factors identified as most prevalent in MMAP, when compared to MIAP, were job satisfaction, passion to work area, higher salary, and insufficient partner income to keep family expenses. In the qualitative study 5 MIAP and partners were evaluated. While partners had great influence in women’s decision to quit work, women reported having quit work for reasons beyond their will, with no personal benefits, making the acceptance of the situation difficult. They are unhappy and willing to return to work. In conclusion, it is important that women choose their own path and position theirselves fearlessly. Women need to understand and take on the meaning of work and motherhood in their lives, in order to be autonomous and consistent.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.12.T.19850
Appears in Collections:PCL - Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19850/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.