Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/1978
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_EllisReginaAraujoSilva.pdf1,47 MBAdobe PDFView/Open
Title: Representações sociais e imagens em fotografias do corpo masculino em revistas gays
Authors: Silva, Ellis Regina Araújo da
Orientador(es):: Lopes, Denilson
Assunto:: Homossexuais
Masculinidade
Identidade sexual
Sexo na comunicação de massa
Issue Date: 16-Oct-2009
Citation: SILVA, Ellis Regina Araújo da. Representações sociais e imagens em fotografias do corpo masculino em revistas gays. 2007. 144 f. Tese (Doutorado em Comunicação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Abstract: Esta pesquisa documenta a expressão de corpos masculinos concebidos por gays e por revistas destinadas a esse público específico. O material pesquisado compõe-se de 88 entrevistas e de 927 fotografias de nu, publicadas em 30 edições das revistas gays G Magazine e Sex Boys. A abordagem deste trabalho apóia-se na teoria das representações sociais, nos estudos de gênero e na teoria queer, que exploram categorias como senso comum, diferença, resistência e subjetividade. O conjunto do estudo indica uma convergência entre a aparência masculina idealizada pelos entrevistados e a encontrada nos ensaios de nu das publicações. Há uma apropriação que os gays fazem da imagem de “homem forte” que é ressignificada. De acordo com o universo estudado, homens gays se apresentam como detentores de representações sociais do corpo com significantes associados à masculinidade heterossexual. Nesse aspecto, as fotografias existentes nas revistas resumem um discurso em direção à idéia de corpo “magnífico e viril”. As revistas gays, como veículos de informação e socialização, conferem grande visibilidade ao que se convencionou chamar de corpo delineado e harmônico. Desse modo, há um padrão de beleza do corpo masculino que institui uma verdadeira ditadura discursiva das imagens fotográficas. O silenciamento de outras formas estéticas que não seja a do “corpo magnífico” acaba por produzir um olhar que relaciona permanentemente o corpo masculino ao belo. Esse corpo, nas condições atuais da sociedade, é um corpo mediado, no sentido de que as representações sociais sobre ele dependem de instituições da mídia, como meios de informação e de expressão. Nesta pesquisa, sugere-se que o incentivo à diversidade e ao pluralismo nos veículos de comunicação seja uma condição fundamental para o desenvolvimento de uma estética mais plural do corpo. __________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This research approaches the expression of male bodies in the view of gays and magazines oriented to that specific audience. The material surveyed is composed of about 88 interview and 927 nude pictures published in 30 editions of the gay magazines G Magazine and Sex Boys. The approach adopted herein is based on the theory of social representations, gender studies and on the queer theory, exploiting categories such as common sense, difference, resistance and subjectivity. The study points out a convergence between the male appearance idealized by the interviewed individuals and that found on the publications’ nude photo essays. There is the re-significance to the gay's appropriation of the “strong man’s” image. Within the universe studied, the gay men appear as holders of the body’s social representations with meanings that are associated to the heterosexual masculinity. In that sense, the magazines’ pictures summarize a discourse towards the idea of a “magnificent and virile” body. The gay magazines, as information and socialization means, provide great visibility to what is typically called a shaped and harmonious body. Therefore, it brings about a standard to the male body’s beauty, setting a truly discursive dictatorship of the photographic images. The silencing of aesthetic forms other than that of the “magnificent body” ends by entailing a view that builds a permanent link between the male body and beauty. That body, under the current society’s conditions, is a mediated body since its social representations depend on the media’s institutions, as means of information and expression. The research suggests that fostering diversity and pluralism among the communication means is a crucial condition to develop a more plural aesthetic of the body.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Departamento de Comunicação, 2007.
Appears in Collections:FAC - Doutorado em Comunicação (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/1978/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.