Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/19715
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_GiselleXavierReisBrumana.pdf4,23 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeitos do inibidor de proteases Black-Eyed Pea Trypsin Chymotrypsin Inhibitor (BTCI) na viabilidade e proliferação de células MDA-MB-231 de adenocarcinoma mamário
Authors: Brumana, Giselle Xavier Reis
Orientador(es):: Freitas, Sônia Maria de
Coorientador(es):: Lacava, Zulmira Guerrero Marques
Assunto:: Adenocarcinoma mamário
Mamas - câncer - tratamento
Inibidores enzimáticos
Mamas - câncer
Issue Date: 21-Mar-2016
Citation: BRUMANA, Giselle Xavier Reis. Efeitos do inibidor de proteases Black-Eyed Pea Trypsin Chymotrypsin Inhibitor (BTCI) na viabilidade e proliferação de células MDA-MB-231 de adenocarcinoma mamário. 2015. 54 f., il. Dissertação (Mestrado em Patologia Molecular)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: O adenocarcinoma mamário, assim como outras manifestações do câncer, é o fenótipo patológico desencadeado por processos multifatoriais e desenvolvimento multiprocessual, decorrente de alterações do controle de proliferação e crescimento celular. Nesse estudo os efeitos do inibidor de proteases black-eyed pea trypsin chymotrypsin inhibitor (BTCI) foram avaliados na viabilidade e proliferação de células de adenocarcinoma mamário (MDA-MB-231), in vitro, visando caracterizar o BTCI como potencial agente anticarcionogênico nesse tipo de câncer, ensaios de viabilidade celular, avaliações de morte celular e ciclo celular por citometria de fluxo, bem como o estudo da geração de espécies moleculares reativas de oxigênio (EROS). A partir da determinação da Concentração Inibitória (IC50) de BTCI (267,4 µM em 24 horas) a interferência deste inibidor sobre o ciclo celular da linhagem em questão foi avaliada e um aumento do número de células na fase G2 foi observado, assim como a presença de DNA fragmentado. A via de morte das células de adenocarcinoma mamário tratadas com BTCI foi estudada e constatou-se que a média das células que sofreu morte por apoptose foi de 89,4%, valor significativo, sendo p<0,001. Ademais, o processo de oxidação celular via Espécies Reativas de Oxigênio (EROS) foi intensificado em 24h de incubação. Os resultados obtidos indicam que o BTCI causa efeitos citostático e citotóxico nas células analisadas, sendo a principal via de morte celular a apoptose, processo que pode estar associado à oxidação celular através de radicais livres de oxigênio.
Abstract: The mammary adenocarcinoma as well as other manifestations of cancer, is the pathological phenotype triggered by multifactorial processes and multiprocessual development, due to proliferation and cell growth control changes. In this study the effects of the black-eyed pea trypsin chymotrypsin protease inhibitor (BTCI) were evaluated in breast adenocarcinoma cell (MDA-MB-231) proliferation and feasibility in vitro, in order to characterize the BTCI as a potential anticarcinogenic agent for this type of cancer cell. Thus viability assays, assessments of cell cycle and cell death by flow cytometry, as well as study of the generation of reactive oxygen molecular species (ROS) were performed. Upon determining the inhibitory concentration (IC50) of BTCI (267.4 uM in 24 hours) the interference of the inhibitor on cell cycle was evaluated and an increased number of cells in the G2 phase was observed, as well as presence of fragmented DNA. The death pathway of mammary adenocarcinoma cells treated with BTCI was studied and it was found that the average of the cells that entered death process by apoptosis was 89.4%, significant value p<0.001. Furthermore, cell oxidation process via Oxigen Reactive Species (ROS) was intensified after 24 hours of incubation. The results indicate that BTCI has cytostatic and cytotoxic effects on the analyzed cells. The main pathway of cell death was apoptosis, a process that may be associated with cellular oxidation by oxygen free radicals.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.03.D.19715
Appears in Collections:FMD - Mestrado em Patologia Molecular (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19715/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.