Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/19662
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_LeonardoSilveiraConke.pdf3,68 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Barreiras ao desenvolvimento da coleta seletiva no Brasil
Autor(es): Conke, Leonardo Silveira
Orientador(es): Nascimento, Elimar Pinheiro do
Assunto: Coleta seletiva de lixo
Resíduos sólidos
Reciclagem
Data de publicação: 6-Mar-2016
Referência: CONKE, Leonardo Silveira. Barreiras ao desenvolvimento da coleta seletiva no Brasil. 2015. [199] f., il. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Dada à sua centralidade política, econômica, cultural e, ultimamente, ambiental, o planejamento da cidade representa um dos principais desafios ao projeto de desenvolvimento sustentável. Dentre as atividades que auxiliam a preservação dos recursos naturais nos centros urbanos está a coleta seletiva, serviço que faz parte do gerenciamento integrado de resíduos sólidos. Entretanto, apesar de ser amplamente incentivada e de produzir benefícios claros e tidos como incontestes, a coleta seletiva ainda não atinge todo o seu potencial. Por isso, nesta tese, procurou-se identificar e analisar as barreiras ao desenvolvimento, à manutenção e à difusão de programas de coleta seletiva domiciliar urbana. Para tanto, foram investigados de modo aprofundado dois programas contrastantes de coleta seletiva: o de Curitiba (PR) (consolidado e com quase 30 anos de existência) e o do Distrito Federal (relançado em 2014 após outras tentativas frustradas). A pesquisa foi de caráter qualitativo e a abordagem foi o estudo de caso coletivo (uma extensão do tipo instrumental, quando os casos apenas ilustram o fenômeno de interesse). Para se entender o processo de maneira completa, foram realizadas 799 entrevistas com os domicílios e 33 com os outros atores (governo, empresas de reciclagem, cooperativas, catadores e distribuidores intermediários). Dentre as barreiras encontradas à coleta seletiva estão: o desconhecimento sobre a reciclabilidade dos materiais e sobre aspectos operacionais dos programas, o qual é mais evidente do que uma suposta falta de conscientização ambiental; a divisão desigual e injusta dos custos e benefícios ambientais entre os elos da cadeia produtiva; a carência de infraestrutura, profissionalismo e conhecimento gerencial nas cooperativas e nos órgãos da administração; uma produção de bens que não facilita o descarte correto e nem valoriza a parte recuperável do material; o modelo equivocado de financiamento da coleta seletiva; a falta de apoio aos catadores autônomos e pequenos depósitos particulares e; inexistência de legislação específica que melhore a competitividade dos produtos feitos com material reciclável. Esses obstáculos podem ser generalizados a outros programas de coleta seletiva, e servem para direcionar as ações em outras regiões brasileiras.
Abstract: The cities represent the political, economic, cultural and, lately, the environmental centers of society, which makes urban planning one of the main challenges concerning sustainable development. Among the services that help spare natural resources in urban centers, one that deserves attention is waste management and, more specifically, selective collection that, in despite of its relevance, has not fulfilled its entire potential. Therefore, the purpose on this thesis was to identify and analyze the barriers that prevent the creation, development, maintenance and spread of selective waste collection programs in Brazil. The qualitative research was carried out through a collective (instrumental) case study, where two extreme examples of sorted waste collection systems were studied (the 30-year program of Curitiba-PR and the newly-implemented initiative in Brasília-DF). Data collection included 33 interviews with waste pickers, waste associations, recycling industries, governments and scrap brokers, in order to evaluate the complete processes; another 799 interviews were made with households, to allow the generalization of the results to the entire population. The main barriers identified were: lack of knowledge about the programs’ operations and about the recyclability of the generated waste; misdirection of educational campaigns, which focus on environmental consciousness instead of useful and practical information; goods’ production not fitted for an effortless recycling; lack of payments for environmental services offered; unequal and unfair share of environmental costs and benefits; insufficient physical infrastructure, professional behavior and management knowledge in waste pickers associations; scant support for individual waste pickers and scrap brokers and; weak legislation to encourage the recycling market. These barriers may be generalized to other Brazilian cities, and should be used to improve sorted waste collection and in different urban regions.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2015.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.12.T.19664
Aparece nas coleções:CDS - Doutorado em Desenvolvimento Sustentável (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.