Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/19588
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_AliceVieiraSantos.pdf1,45 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBessa, Luiz Fernando Macedo-
dc.contributor.authorSantos, Alice Vieira-
dc.date.accessioned2016-02-26T20:11:38Z-
dc.date.available2016-02-26T20:11:38Z-
dc.date.issued2016-02-26-
dc.date.submitted2015-04-23-
dc.identifier.citationSANTOS, Alice Vieira. Discurso, ideologia e poder: uma análise da cooperação brasileira para o desenvolvimento internacional (2003-2010). 2015. 166 f., il. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/19588-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional, 2015.en
dc.description.abstractO engajamento do Brasil na Cooperação Internacional para o Desenvolvimento – CID mostrou aumento substancial no período 2003-2010, voltada principalmente a países da América Latina e da África. O movimento de ampliação das ações e dos recursos destinados à política brasileira de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento deu-se acompanhado de uma construção discursiva do governo, a qual destaca princípios orientadores da atuação brasileira, como solidariedade, horizontalidade, atuação conforme demanda dos países parceiros, respeito à soberania, bem como ausência de condicionalidades e de interesses comerciais. Com base no referencial teórico-metodológico da Análise de Discurso Crítica – ADC, este trabalho parte da percepção de que existem disputas de poder travadas pelo Brasil no e pelo discurso sobre sua cooperação internacional. Desse modo, este trabalho tem como objetivo analisar a dimensão discursiva que integra a prática da cooperação internacional brasileira, inserida no contexto mais abrangente da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento, explorando como mecanismos de poder operam no e pelo discurso brasileiro, bem como seus possíveis efeitos sobre a atuação do Brasil no cenário internacional de maneira mais ampla.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titleDiscurso, ideologia e poder : uma análise da cooperação brasileira para o desenvolvimento internacional (2003-2010)en
dc.typeDissertaçãoen
dc.subject.keywordCooperação Internacional para o Desenvolvimento (CID)en
dc.subject.keywordAmérica Latinaen
dc.subject.keywordAnálise de discurso críticaen
dc.subject.keywordDiscurso políticoen
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.en
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.26512/2015.04.D.19588-
dc.description.abstract1Brazil’s engagement in International Cooperation for Development – ICD increased substantially between 2003-2010, specially with Latin American and African countries. The augmentation of actions related to and resources earmarked for Brazil’s International Cooperation for Development policy was followed by a governmental discursive formulation, which emphasizes the guiding principles of Brazilian ICD, such as solidarity, horizontality, acting according to demands from partner countries, respect for sovereignty, as well as absence of conditionality and commercial interests. Based on the Critical Discourse Analysis – CDA theoretical framework, this work is based on the assumption that there are power disputes waged by Brazil in and through its ICD discourse. Therefore, this work seeks to analyze the discursive dimension that integrates Brazil’s ICD practice, in the wider context of International Cooperation for Development, exploring how mechanisms of power operate in and through the Brazilian discourse and, more broadly, its possible effects on Brazil's international relations.-
Appears in Collections:PPGDSCI - Mestrado em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19588/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.