Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/19541
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_SaudeMentalGenero.pdf482,69 kBAdobe PDFView/Open
Title: Saúde mental e gênero : facetas gendradas do sofrimento psíquico
Other Titles: Gender and mental health : gendered facets of psychological suffering0
Authors: Zanello, Valeska
Fiuza, Gabriela
Costa, Humberto Soares
Assunto:: Saúde mental
Gênero
Sofrimento
Loucura
Issue Date: Sep-2015
Publisher: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia
Citation: ZANELLO, Valeska; FIUZA, Gabriela; COSTA, Humberto Soares. Saúde mental e gênero: facetas gendradas do sofrimento psíquico. Fractal: Revista de Psicologia, Niterói, v. 27, n. 3, p. 238-246, set./dez. 2015. Disponível em: <http://www.uff.br/periodicoshumanas/index.php/Fractal/article/view/1483/1180>. Acesso em: 18 fev. 2016. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1984-0292/148
Abstract: A partir das contribuições do estudo de Zanello e Bukowitz (2011) acerca da participação dos valores e ideais de gênero presentes no sofrimento psíquico de pacientes em crise, internados em um hospital psiquiátrico, o presente trabalho teve como escopo investigar o modo como se dava esta participação em usuári@s de um Centro de Atenção Psicossocial em Brasília. A partir da análise de conteúdo de 15 entrevistas semiestruturadas, os resultados apontam que a experiência do adoecimento psíquico é gendrada e coloca em xeque de maneiras distintas homens e mulheres em processo de tratamento em saúde mental: enquanto a fala delas é marcada sobretudo pelo sofrimento em não conseguir maternar e dar conta dos afazeres domésticos, além de um lugar de silenciamento; na deles destacou-se o sofrimento em não poder trabalhar e prover a família, além da importância e dificuldade em se manter em uma sexualidade masculina hegemônica de “comedor”. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
From the contributions of the study of Zanello and Bukowitz (2011) on the participation of gender values and ideals present in psychological suffering of patients in crisis in a psychiatric hospital, the present study aimed to investigate the aspects of this participation in users of a Psychosocial Care Center in Brasilia. From the content analysis of 15 semi-structured interviews the results suggest that the experience of mental illness is gendered and puts in check in distinct ways men and women under mental health treatment: the women’s speech is particularly marked by suffering for not being able to parent and take care of household chores, as well as a place of silencing; in the men’s speech the suffering for not being able to work and provide for the family prevailed, in addition to the importance and difficulty in maintaining an hegemonic male sexuality of “womanizer”.
Licença:: Fractal: Revista de Psicologia: Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0). Fonte: http://www.uff.br/periodicoshumanas/index.php/Fractal/article/view/1483/1180. Acesso em: 18 fev. 2016.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1984-0292/1483
Appears in Collections:PCL - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19541/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.