Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/19486
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_MarianePalharesBorgesdeVianaBandeira.pdf522,33 kBAdobe PDFView/Open
Title: Revisão sistemática sobre a frequência de refeições em família e sua relação com o consumo alimentar e o estado nutricional em adolescentes
Other Titles: Systematic review of family meal frequency and its association with dietary intake and nutritional status in adolescents
Authors: Bandeira, Mariane Palhares Borges de Viana
Orientador(es):: Monteiro, Renata Alves
Coorientador(es):: Bertolin, Maria Natacha Toral
Assunto:: Alimentos - consumo
Consumo alimentar
Família - alimentação
Adolescentes - nutrição
Issue Date: 12-Feb-2016
Citation: BANDEIRA, Mariane Palhares Borges de Viana. Revisão sistemática sobre a frequência de refeições em família e sua relação com o consumo alimentar e o estado nutricional em adolescentes. 2015. ix, 35 f., il. Dissertação (Mestrado em Nutrição Humana)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: Introdução: Aspectos relacionados ao estilo de vida, como hábitos dietéticos inadequados e sedentarismo, têm contribuído significativamente para o crescimento das prevalências de sobrepeso e obesidade em adolescentes. Estudos têm demonstrado que a realização de refeições em família pode estar associada a diversos benefícios para essa população, como hábitos alimentares e estado nutricional mais saudáveis. Objetivo: Investigar as evidências encontradas na literatura na última década sobre a frequência das refeições em família e sua relação com o consumo alimentar e o estado nutricional em adolescentes. Métodos: Realizou-se uma revisão sistemática que evidenciou um total de 406 artigos científicos publicados entre 2004 a 2014 nas bases de dados MEDLINE Complete, PsycINFO, PubMed Central, SciELO.ORG e Web of Science. Após aplicação dos critérios de inclusão/exclusão, 18 artigos foram selecionados para análise do objetivo, da amostra, dos métodos e dos principais achados. Resultados: Foi visto que as refeições em família foram associadas a um maior consumo de café da manhã, frutas e hortaliças, alimentos ricos em cálcio, grãos, fibras e outros micronutrientes essenciais, e menor consumo de doces, fast foods e bebidas açucaradas. Em relação ao estado nutricional, grande parte dos estudos encontraram uma associação inversa entre a frequência das refeições em família e o excesso de peso, contudo foram vistas variações nos resultados de acordo com o tipo de estudo e aspectos sociodemográficos. Conclusão: As refeições em família em adolescentes podem promover hábitos alimentares saudáveis. Apesar de muitas pesquisas terem associado inversamente esses eventos e o excesso de peso, ainda é necessária uma maior clareza sobre essa relação. É necessário que haja maior aprimoramento metodológico, desde o uso de informações de dados antropométricos autorrelatados à padronização das definições de refeições em família e sua frequência.
Abstract: Introduction: Some aspects related to lifestyle, such as inadequate dietary habits and physical inactivity, have significantly contributed to increase the prevalence of overweight and obesity in adolescents. Studies have shown that family meals may be associated with several benefits in adolescents, like healthy eating habits and better nutritional status. Objective: To investigate the evidence in the literature over the past decade about family meal frequency and its association with dietary intake and nutritional status in adolescents. Materials and Methods: A systematic review of the literature revealed a total of 406 scientific articles published between the years 2004 to 2014 in the databases MEDLINE Complete, PsycINFO, PubMed Central, SciELO.ORG and Web of Science. After applying the inclusion/exclusion criteria, 18 articles were selected for further analysis of the objective, sample, methods and main findings. Results: It was found that family meals were associated with a higher consumption of breakfast, fruits and vegetables, calcium-rich foods, grains, fiber and other essential micronutrients, and lower consumption of sweets, fast foods and sweetened beverages. In relation to nutritional status, most studies found an inverse association between frequency of family meals and being overweight, but some variations in results were seen according to the type of study and sociodemographic characteristics. Conclusions: It is possible that family meals in adolescents promote healthy eating habits. Although many studies have found inverse associations between these events and overweight, more studies are needed to better understanding this relationship. There needs to be greater methodological improvement such as avoiding the use of self-reported anthropometric data information and determining a pattern of family meals definitions and its frequency.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição, Programa de Pós-Graduação em Nutrição Humana, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.08.D.19486
Appears in Collections:NUT - Mestrado em Nutrição Humana (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19486/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.