Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/19396
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_FellipeAmatuzziTeixeira.pdf9,39 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeitos do tratamento manipulativo osteopático na função cardiovascular em indivíduos saudáveis e com insuficiência cardíaca
Authors: Teixeira, Fellipe Amatuzzi
Orientador(es):: Cipriano Júnior, Gérson
Assunto:: Tratamento Manipulativo Osteopático (TMO)
Variabilidade da freqüência cardíaca
Sistema nervoso autônomo
Insuficiência cardíaca
Sistema vascular
Issue Date: 29-Jan-2016
Citation: TEIXEIRA, Fellipe Amatuzzi. Efeitos Tratamento Manipulativo Osteopático na função cardiovascular em indivíduos saudáveis e com insuficiência cardíaca. 2015. xiv, 116 f, il. Tese (Doutorado em Ciências e Tecnologias em Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: Introdução: O Tratamento Manipulativo Osteopático (TMO) é dito capaz de modular o sistema vascular e o sistema nervoso autônomo (SNA). No entanto, do que é do nosso conhecimento, ainda não existe na literatura estudos associando as respostas hemodinâmicas e autonômicas pós TMO (lacuna 1). Contudo, ainda é controverso quais técnicas de TMO seriam melhores para modular o SNA (lacuna 2) e se é seguro receber o TMO sob o ponto de vista cardiovascular (lacuna 3). Objetivo: Estudar as lacunas supracitadas. Método: Lacuna 1: Ensaio clínico randomizado (ECR) comparando os efeitos do TMO na função vascular e autonômica – análise do dilatação fluxo mediada (DFM) e variabilidade da frequência cardíaca (VFC) – em cardiopatas. Lacuna 2: Revisão sistemática com metanálise (RSMA) acerca dos efeitos da tratamento manual da coluna vertebral (TMCV) no SNA (medidos por VFC e condutância da pele). Lacuna 3: ECR comparando a influência do TMO cervical em indivíduos saudáveis na pressão arterial (PA) e frequência cardíaca (FC) verificando a segurança de receber TMO. Resultados: Lacuna 1: Verificou-se um aumento da DMF (pre x time course 14%±2,29 para 23,5% ±6,87 p=0,027), diferença absoluta (pre x time course 0,6mm ±0,159 para 1,07 ±0,29 p=0,03) e diâmetro de pico (pre x time course 4,9mm ±0,74 para 5,67 ±0,76 p=0,003 and post x time course 5,2mm ±0,58 para 5,67±0,76 p=0,02). Todavia, na função autonômica houve aumento dos índices vagais imediatamente após a técnica (RMSSD, SDNN e SD1) e após 10 minutos de follow-up a manutenção do aumento vagal além de aumento de índice simpático (LF). Lacuna 2: RSMA: A manipulação promove aumento da LFnorm e LF/HF. A mobilização intra articular aumenta a condutância da pele (durante a aplicação). Não há alteração do sistema parassimpático e FC após a manipulação. Supreendentemente, após a execução da mobilização intra articular, condutância da pele também não alterou. Lacuna 3: ECR: Sem alterações relevantes na PA e FC após TMO cervical em nenhum dos grupos imediatamente nem após 24 horas. Conclusão: Lacuna 1: O TMO foi capaz de modular o sistema vascular e autonômico em pacientes com insuficiência cardíaca. Supreendentemente, os ajustes vasculares parecem ocorrer imediatamente após a aplicação da técnica, independente da modulação simpática. Lacuna 2: RSMA: As TMCV aumentam o SNA simpático, porém não altera o parassimpático nem a FC. Lacuna 3: ECR: O TMO cervical não produz alteração imediata e 24 horas significativas na PA e FC, mostrando ser seguro do ponto de vista cardiovascular.
Abstract: Introduction: Osteopathic Manipulative treatment (OMT) is said to be able to modulate the vascular system and the autonomic nervous system (ANS). However, what we know, does not yet exist in the literature studies associating the hemodynamic responses and post OMT autonomic (gap 1). However, it's still controversial which OMT techniques would be best to modulate the ANS (gap 2) and if it is safe to receive the OMT cardiovascular point of view (gap 3). Objective: Study the above-mentioned gaps. Method: Gap 1: randomized clinical trial (RCT) comparing the effects of OMT on vascular and Autonomic function-analysis of flow mediated dilation (FMD) and heart rate variability (HRV)-in cardiac patients. 2 gap: systematic review with meta-analysis (SRMA) about the effects of manual treatment of the spine (MTS) in ANS (measured by HRV and skin conductance). Gap 3: RCT comparing the influence of cervical OMT in healthy individuals in blood pressure (BP) and heart rate (HR) checking the safety of receiving OMT. Results: Gap 1: FMD incresead (pre x time course 14% ± 2.29 to 23.5% ± 6.87 p = 0.027), absolute difference (pre x time course 0, 6 mm ± 1.07 ± 0.29 for 0.159 p = 0.03) and diameter of peak (pre x time course 4, 9 mm ± 0.74 to 5.67 ± 0.76 p = 0.003 and post x time course 5 mm ± 0.58 to 5.67 ± 0.76 p = 0.02) also. However, vagal autonomic function indices increased immediately after the technique (RMSSD, SDNN and SD1) and after 10 minutes of follow-up increased vagal maintenance in addition to increased sympathetic (LF) index. 2 Gap: RSMA: Manipulation promotes increased LFnorm and LF/HF. Intra articular mobilization improves skin conductance (during the application). No change of the parasympathetic system and HR after the manipulation. Amazingly, after the execution of the intra articular mobilization, skin conductance also did not change. Gap 3: RCT: Without relevant changes in BP and HR after cervical OMT in any of the groups immediately or after 24 hours. Conclusion: Gap 1: the OMT was able to modulate the vascular and Autonomic system in patients with heart failure. Amazingly, the vascular adjustments seem to occur immediately after the application of the technique, independent of the sympathetic modulation. 2 gap: SRMA: MTS increase sympathetic ANS, but does not change the parasympathetic or HR. Gap 3: RCT: The cervical OMT does not produce immediate change and 24 hours in BP and HR significant showing be safe on cardiovascular point of view.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologia em Saúde, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.12.T.19396
Appears in Collections:PGCTS - Doutorado em Ciências e Tecnologias em Saúde

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19396/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.