Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/19156
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_NatáliaMorgadoNardi.pdf4,31 MBAdobe PDFView/Open
Title: História natural de Ischnothele Annulata (Araneae, Dipluridae), em Cerrado sensu stricto: reprodução, alimentação, fenologia e densidade populacional
Authors: Nardi, Natália Morgado
Orientador(es):: Motta, Paulo César
Assunto:: Ecologia populacional
Ecologia - Cerrados
Ciclo de vida - avaliação
Aranha - morfologia
Issue Date: 12-Jan-2016
Citation: NARDI, Natália Morgado. História natural de Ischnothele Annulata (Araneae, Dipluridae), em Cerrado sensu stricto: reprodução, alimentação, fenologia e densidade populacional. 2015. vi, 57 f., il. Dissertação (Mestrado em Ecologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: Ischnothele annulata é uma aranha Mygalomorphae da família Dipluridae existente no Brasil, Bolívia, Paraguai e Argentina. É uma caranguejeira comum e facilmente identificável, com os poucos trabalhos existentes e com foco taxonômico. O presente estudo descreve aspectos de sua história natural de uma população brasileira de cerrado sensu stricto, passando por aspectos de ecologia populacional (abundância, densidade, padrão de distribuição espacial); comportamentais (reprodução e cuidado com filhotes); de sua dieta natural; de fenologia; dentre outros. Estudos foram feitos no Distrito Federal em 2014. A densidade média foi de 511,41 ± 115,76 (𝒙 ±𝜀 ) indivíduos/ha em abr/mai e 201,48 ± 36,82 (𝒙 ±𝜀 ) indivíduos/ha em set/out; a população possuiu distribuição agregada, sendo maior no início do ano, quando jovens, e menor ao final, quando adultos. Os três taxa de presas mais abundantes foram Hymenoptera (88,9%), Coleoptera (4,6%), Isoptera (4,2%), sendo Formicidae responsável por 87,8% do total. O comprimento da carapaça explicou 52,6% da variação na área da teia, sendo 49,8% correlacionadas. A corte foi parecida com o observado em cinco outras Dipluridae, com sinalização vibratória do macho, corte recíproca da fêmea, investidas, fazendo o macho recuar; havendo frequente interrupção da corte pelo macho, que se retirava. Em campo, machos foram encontrados dentro de teias de fêmeas ou em teia própria adjacente; mesmo quando já havia ooteca ou filhotes. As fêmeas apresentaram cuidado parental, oferecendo presas aos juvenis, similar a I. caudata. A reprodução ocorre uma vez por ano, de julho a novembro, e indivíduos vivem cerca de um ano. Esse trabalho propiciou uma base ampla para a realização de estudos mais aprofundados em diversas áreas, como: ecologia, predação, reprodução, evolução.
Abstract: Ischnothele annulata is a Mygalomorphae spider from Dipluridae family that inhabits Brazil, Bolivia, Paraguay and Argentina. It is a common tarantula, easy to identify, that the few existing works on it have a more taxonomic view. This paper describes aspects of an Brazilian cerrado sensu stricto population’s natural history, going through population ecology (abundance, density, spatial pattern); behavior (reproduction and parental care); natural diet; phenology; among other observations. Studies were held on Distrito Federal, throughout 2014. Average density was 511,41 ± 115,76 (𝒙 ±𝜀 ) individuals/ha on Apr/May and 201,48 ± 36,82 (𝒙 ±𝜀 ) individuals/ha on Sept/Out. The distribution has an clumped pattern, being more clumped at the beginning of the year, when they are young, than in the end, as adults. The three most abundant prey taxa were Hymenoptera (88,9%), Coleoptera (4,6%), Isoptera (4,2%), Formicidae alone accounting for 87.8% of the total. Carapace length explained 52.6% of web’s area variation, being 49,8% correlated. Courtship was similar to observed in five other Dipluridae, with vibratory signaling, reciprocal female courtship, lunges onto the male, making him retreat; the courtship was often ceased by the male, that would draw back. Males were found on field inside females’ webs or on adjacent webs, even when there already had egg sacs or spiderlings. Females showed parental care, providing prey to juveniles, similar to I. caudata. Reproduction occurs once a year, from July to November, with individuals living about a year. This work provided a broad basis for conducting further research in several fields, such as ecology, predation, reproduction, evolution.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.06.D.19156
Appears in Collections:ECL - Mestrado em Ecologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19156/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.