Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/18308
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_ArturAraujoSantos.pdf1,4 MBAdobe PDFView/Open
Title: Expectativa messiânico-escatológica : uma aproximação entre mensagens do Apóstolo Paulo e do Monge João Maria de Agostini
Authors: Santos, Artur Araujo
Orientador(es):: Guimarães, José Otávio Nogueira
Assunto:: Religião e cultura
Messianismo - história
Cristianismo - história
Issue Date: 1-Jun-2015
Citation: SANTOS, Artur Araujo. Expectativa messiânico-escatológica: uma aproximação entre mensagens do Apóstolo Paulo e do Monge João Maria de Agostini. 2014. 142 f., il. Dissertação (Mestrado em História)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: Por meio da aproximação entre duas experiências cristãs deslocadas no espaço e no tempo, o Cristianismo Tessalonicense e o Cristianismo do Movimento do Contestado, o objetivo da dissertação é refletir sobre os processos de elaboração cultural que levaram à radicalização das experiências religiosas. Os Tessalonicenses paulinos de meados do século I e os Contestados sul-brasileiros do século XX evidenciam, em suas histórias, uma disputa teológico-prática que percorre toda a história do cristianismo, a saber, os refluxos escatológicos decorrentes da assimilação de tradições apocalípticas. Os documentos referentes aos dois contextos serão lidos à contrapelo, à maneira benjaminiana, auxiliados pelas abordagens dos historiadores Ginzburg, Koselleck e Hartog no que tange à compreensão dos fluxos do tempo histórico. Pelas influências já identificadas no quadro de pregadores itinerantes no messianismo-escatológico do Contestado e pela necessidade dialógica da aproximação com a comunidade cristã antiga de Tessalônica, um momento mais recuado e ligado à atuação do primeiro monge João Maria, século XIX, foi escolhido como ponto balizador para o cruzamento com a pregação e a carta paulina de Primeira Tessalonicenses. A pregação muitas vezes severa do monge, o ajuntamento de pessoas ao seu redor, bem como os milagres a ele atribuídos perturbavam a coesão social à maneira da pregação de Paulo, no século I. Como desdobramento da análise em contraste articulada com a concepção de eixos “comparáveis”, sob o prisma do antropólogo Marcel Detienne, destaca-se o fato de que as práticas desassistidas, porém autônomas, dessas comunidades, rumaram em direção a tradições confinadas dentro do próprio cristianismo.
Abstract: Through the rapprochement between two Christian experiences displaced in space and time, Thessalonian Christianity and the Contestado Christianity Movement, the aim of this work is to reflect on the cultural development of processes that led to the radicalization of religious experiences. Pauline Thessalonians from the middle of the 1st century and the Southern- Brazilian Contestado Movement from the twentieth century make evident in their history both a theological and practical dispute that traverses the entire history of Christianity, namely, the eschatological reflows resulting from the assimilation of apocalyptic traditions. The documents for the two contexts will be read in sharp contrast to the way Benjamin, supported by the approaches of historians Ginzburg, Koselleck and Hartog regarding the understanding of the historical time flows. Considering the influences already identified in the framework of itinerant preachers in the eschatological messianism Contestado Movement and the need for dialogical approach to the ancient Christian community of Thessalonica, a more distant time and linked to the performance of the first monk João Maria, nineteenth century, was taken as the point beacon to the junction with the preaching and the pauline letter of First Thessalonians. The often severe preaching of the monk, the gathering of people around him, as well as the miracles attributed to him disturbed the social cohesion in the manner of Paul's preaching in the first century. As an extension of the analysis articulated to the design of "comparable" axes, under the anthropologist Marcel Detienne prism, stands out the fact that the unassisted practices, however autonomous, from communities, headed towards traditions confined within Christianity itself.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em História, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2014.12.D.18308
Appears in Collections:HIS - Mestrado em História (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/18308/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.