Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/18248
Título: 10% do PIB investidos em educação : impactos para o crescimento econômico do Brasil
Autor(es): Cordeiro, Pedro Antero Braga
Orientador(es): Andrade, Joaquim Pinto de
Assunto: Desenvolvimento econômico
Capital humano
Educação
Investimentos públicos
Data de publicação: 22-Mai-2015
Data de defesa: 17-Mar-2015
Citação: CORDEIRO, Pedro Antero Braga. 10% do PIB investidos em educação: impactos para o crescimento econômico do Brasil. 2015. xiii, 67 f. Dissertação (Mestrado em Economia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: O investimento público em educação é visto por muitos como possível indutor do crescimento econômico. No Brasil, entretanto, políticas educacionais só passaram a ser priorizadas a partir do fim do século XX. Em 2014, o Plano Nacional de Educação (Lei no 13.005, de 25 de junho de 2014), estabeleceu a meta de investimento de 10% do PIB em educação pública até 2024. Sob essa perspectiva, o presente estudo objetiva estimar qual o impacto, sobre as taxas de crescimento da economia brasileira, da elevação dos níveis de investimento público em educação no país. Na revisão de literatura realizada, foram examinados diversos ensaios teóricos que relacionam altos níveis de gastos públicos em educação com maiores taxas de crescimento econômico. Muitos desses trabalhos se estruturam sobre a teoria endógena de crescimento para modelar os efeitos associados a possíveis aumentos de capital humano. As conclusões de estudos empíricos, por outro lado, divergem sobre o grau de significância de variáveis relacionadas a investimentos governamentais em educação como possíveis condicionantes da convergência de renda. A análise empírica deste trabalho, por sua vez, sustentou-se sobre duas metodologias distintas. Na primeira abordagem, por meio de um modelo de efeitos fixos, foram calculados estimadores Within Groups sobre um painel estático. Os resultados obtidos confirmaram a convergência condicional para o capital físico e o crescimento endógeno associado ao acúmulo de capital humano. Os parâmetros relacionados ao investimento público em educação, entretanto, não se mostraram estatisticamente significantes para o crescimento econômico. Num segundo modelo, foi empregado método de regressão linear baseado em painéis com atrasos distribuídos. Tal modelo nunca havia sido empregado em análises dessa natureza. Portanto, seu desenvolvimento pode ser considerado uma contribuição importante desse trabalho. A metodologia proposta por [Pakes and Griliches, 1982] revelou possíveis efeitos de longo prazo associados às variáveis de dispêndio governamental em capital humano. Para períodos superiores a 15 anos após a data de realização do investimento público em educação, apesar de se manterem insignificantes do ponto de vista estatístico, os efeitos associados a esses dispêndios mostraram-se positivos. O resultado é um primeiro indício de que impactos de investimentos em capital humano no crescimento econômico não ocorrem de modo imediato.
Abstract: Many consider public investment in education as a possible driver of economic growth. However, in Brazil, educational policies only became a priority at the end of the 20th century. In 2014, the National Plan on Education (Law 13,005, of June 25th, 2014) established that the target for investment in public education should be 10% of the GDP by 2024. In this perspective, this study seeks to estimate what is the impact of the increase in public investment in education on the growth rates of the Brazilian economy. In the bibliographic review process, an analysis was conducted on several theoretical articles that relate high levels of public spending in education with higher economic growth rates. A great part of these pieces are based on the endogenous growth theory to model the associated effects of possible increase in human capital. On the other hand, conclusions from empirical studies differ on the level of significance of variables related to public investment in education considered as possible conditions of income convergence. The empirical analysis conducted in this work is based in two different methodologies. In the first approach, using the fixed effects model, the estimators Within Groups were calculated over a static panel. The assessed results confirmed the conditional convergence of physical capital and endogenous growth associated with human capital accumulation. However, the parameters related to public investment in education were not statistically significant enough for economic growth. In the second model, the linear regression model was implemented, based in panels with distributed lags. This model has never been used in an analysis of this nature until now. Therefore, this development can be considered an important contribution from this piece. The methodology proposed by [Pakes and Griliches, 1982] revealed possible long term effects associated with variables of public outlays in human capital. Although still negligible in a statistical point of view, for periods of time greater than 15 years after the public investment in education occurred, the associated effects of these outlays were positive. The result is a first sign that the impacts of human capital investment on economic growth do not occur immediately.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Economia, 2015.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:ECO - Mestrado em Economia (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_PedroAnteroBragaCordeiro.pdf919,25 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.