Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/18237
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_MariaSusleyPereira.pdf5,43 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A avaliação no Bloco Inicial de Alfabetização : das orientações e ações da SEEDF ao trabalho nas escolas
Outros títulos: Assessment during the Early Literacy Program : on the SEEDF (Federal District Secretary of Education) orientation and actions with regard to the work done at schools
La evaluación en las Etapas Iniciales de la Alfabetización : orientaciónes y acciones desde la SEEDF (Secretaria de Educación de Distrito Federal) en relación para el trabajo realizado en las escuelas
Autor(es): Pereira, Maria Susley
Orientador(es): Villas Boas, Benigna Maria de Freitas
Assunto: Educação - avaliação
Distrito Federal (Brasil). Secretaria de Estado de Educação
Alfabetização
Data de publicação: 21-Mai-2015
Data de defesa: 26-Mar-2015
Referência: PEREIRA, Maria Susley. A avaliação no Bloco Inicial de Alfabetização: das orientações e ações da SEEDF ao trabalho nas escolas. 2015. 382 f. Tese (Doutorado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: O tema avaliação tem se mostrado presente nos trabalhos que discutem educação, principalmente quando se trata da avaliação para as aprendizagens. Mas a avaliação presente na educação se ramifica em três níveis intimamente relacionados: a avaliação desenvolvida em sala de aula, a avaliação externa e a avaliação institucional. Por meio de um estudo descritivo-analítico, esta pesquisa discute as possibilidades e os desafios da avaliação desenvolvida em favor das aprendizagens nos três primeiros anos do ensino fundamental que, no Distrito Federal, constituem o Bloco Inicial de Alfabetização, considerando esses três níveis como partes integrantes de um único processo. O propósito central foi o de compreender a avaliação no Bloco Inicial de Alfabetização em seus três níveis – na sala de aula, externa e institucional – desde as orientações e ações da Secretaria de Educação do Distrito Federal até o trabalho nas escolas. Para melhor compreensão do tema e para um delineamento claro das ações investigativas, os objetivos específicos da pesquisa foram estruturados a fim de analisar: o percurso das orientações pedagógico-curriculares sobre a avaliação - em seus três níveis - adotadas pela SEEDF para o Bloco Inicial de Alfabetização das subsecretarias pedagógicas às escolas; se/como os documentos pedagógico-curriculares da SEEDF abordam a avaliação em seus três níveis; o desenvolvimento de ações para o Bloco Inicial de Alfabetização pela SEEDF, que envolvam a avaliação em seus três níveis tais como cursos, fóruns, reuniões, palestras; se/como professores do Bloco Inicial de Alfabetização constroem suas práticas avaliativas a partir das orientações da SEEDF; se/como a organização do trabalho pedagógico do Bloco Inicial de Alfabetização articula os três níveis de avaliação e as características e as tendências da avaliação desenvolvida em escola de uma Coordenação Regional de Ensino do Distrito Federal a partir da implementação do Bloco Inicial de Alfabetização. A metodologia de pesquisa utilizada privilegiou a abordagem qualitativa, por meio do estudo de caso com características da etnografia. Foram utilizados os seguintes procedimentos/instrumentos para a coleta das informações: análise documental, entrevista semiestruturada, observação participante, questionário e carta reflexiva pela professora de uma turma do 2º ano do Bloco Inicial de Alfabetização, os quais, por meio de triangulação e do diálogo estabelecido com os referenciais teóricos, permitiram apontar que a SEEDF defende a avaliação formativa em seus documentos e começa, pelas orientações mais recentes, a abordar a avaliação em seus três níveis, defendendo sua articulação. Porém, há sinais evidentes de fragmentação no processo de orientação pedagógico-curricular da SEEDF originados por ela mesma. As falhas nas orientações não ocorrem somente por causa do caminho que percorrem das esferas central e intermediária até chegarem à escola, mas também porque nem tudo que está nos documentos é compreendido, inclusive por integrantes dessas mesmas esferas. Foi possível perceber que ainda persiste a compreensão equivocada de que progressão continuada é sinônimo de promoção automática. Os professores declaram desenvolver avaliação formativa, no entanto, não foi possível perceber a avaliação em seus três níveis contribuindo para a organização do trabalho pedagógico da escola e da sala de aula observada, com vistas às aprendizagens de todos os alunos. __________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The topic of assessment has been discussed in the current papers on Education, mainly when they address assessment for learning. However, educational assessment is subdivided into three intimately related levels of evaluation: the assessment carried out in the classroom, the external evaluation and the institutional evaluation. By means of a descriptive-analytical study, this paper discusses the possibilities and challenges of the assessment performed during the first three years of Elementary School, which, in the Federal District, make up the Early Literacy Program, considering the three levels as integral parts of one same process. Our main purpose was to understand evaluation during the Early Literacy Program on the three levels – in the classroom, externally, and institutionally – from the orientation given and actions established by the Federal District´s Secretary of Education to the work carried out in schools. For a better understanding of the theme and a clear outline of investigative actions, the paper´s specific objectives were structured aiming at analyzing the route followed by the pedagogical-curricular orientation on evaluation – on all three levels – adopted by SEEDF for the Early Literacy Program, of the schools´ pedagogical undersecretaries; if/how the SEEDF pedagogical-curricular tools approach evaluation on all three levels; the development of actions by SEEDF for the Early Literacy Program, that involve evaluation on all three levels, such as courses, forums, conferences; if/how teachers of students in the Early Literacy Program construct their evaluative practice based on the SEEDF orientation; if/how the organization of the pedagogical work during the Early Literacy Programs is articulated on all three levels of evaluation and the characteristics and trends of the evaluation performed at a school in the Federal District´s Regional Educational Coordination starting from the implementation of the Early Literacy Program. The research methodology used favored the qualitative approach, by means of a case study with ethnographic characteristics. The following procedures/tools were used for data gathering: document analysis, semi-structured interview, participant observation, questionnaire and reflective letter by the teacher of a 2nd grade class of the Early Literacy Program, which, by means of triangulation and dialogue established with theoretical references, allowed for pointing out that SEEDF favors formative evaluation in its documents and has begun, following recent orientation, to approach evaluation on all three levels, defending their articulation. However, there is evidence of fragmentation in the SEEDF pedagogical-curricular orientation process that originated in itself. The faults in orientation do not occur only as a result of the route they follow from the central and intermediary spheres until they reach the school, but also because not all in the documents is understood, including the members in those same spheres. It was possible to perceive that the mistaken understanding remains that ongoing progression is synonymous for automatic promotion. The teachers say they carry out formative evaluation; nevertheless, evaluation on all three levels was not perceptible as contributing for the school´s pedagogical work, as well as in the classroom observed, for the purpose of all students´ learning. ________________________________________________________________________________ RESUMÉN
El tema de la evaluación se ha discutido en los periódicos actuales en Educación, sobre todo cuando se dirigen a la evaluación para el aprendizaje. Sin embargo, la evaluación educativa se subdivide en tres niveles de evaluación íntimamente relacionados: la evaluación llevada a cabo en el aula, la evaluación externa y la evaluación institucional. Por medio de un estudio descriptivo-analítico, este trabajo analiza las posibilidades y retos de la evaluación efectuada durante los tres primeros años de la escuela primaria, que, en el Distrito Federal, conforman las Etapas Iniciales de la Alfabetización, teniendo en cuenta los tres niveles como partes integrales de un mismo proceso. Nuestro objetivo principal era entender la evaluación durante las Etapas Iniciales de la Alfabetización en los tres niveles - en el aula, externamente e institucionalmente - desde las orientaciones y acciones establecidas por la Secretaria de Educación de Distrito Federal al trabajo realizado en las escuelas. Para una mejor comprensión del tema y un esquema claro de las acciones de investigación, los objetivos específicos fueron estructurados para analizar: la ruta seguida por la orientación pedagógica y curricular en la evaluación - en los tres niveles - adoptada por SEEDF para las Etapas Iniciales de la Alfabetización, desde los departamentos pedagógicos a las escuelas; si/cómo los documentos pedagógicos y curriculares de la SEEDF centran la evaluación en tres niveles; el desarrollo de acciones de SEEDF para para las Etapas Iniciales de la Alfabetización, que involucran la evaluación en los tres niveles, tales como cursos, foros, conferencias; si / cómo los maestros de estudiantes de las Etapas Iniciales de la Alfabetización construyen su práctica evaluativa basada en la orientación SEEDF; si/cómo la organización del trabajo pedagógico de las Etapas Iniciales de Alfabetización enlaza los tres niveles de evaluación y las características y tendencias de evaluación desarrollada en la escuela del Distrito Federal a partir de la aplicación de las Etapas Iniciales de la Alfabetización. La metodología de investigación utilizada favoreció el enfoque cualitativo, por medio de un estudio de caso con características etnográficas. Se utilizaron los siguientes procedimientos para recopilar información: análisis de documentos, entrevistas semi-estructuradas, observación participante, cuestionario y carta de reflexión por parte del profesor de una clase de segundo grado las Etapas Iniciales de Alfabetización, que, por medio de la triangulación y el diálogo establecido con referencias teóricas, permitió señalar que SEEDF favorece la evaluación formativa en sus documentos y ha comenzado, siguiendo la orientación reciente, para acercarse a la evaluación en los tres niveles, la defensa de su articulación. Sin embargo, hay evidencia de la fragmentación en el proceso de orientación pedagógico-curricular de la SEEDF que se originó en sí misma. Las fallas en las directrices no sólo se producen debido a la forma que se ejecutan a través de los niveles central e intermedio para llegar a la escuela, sino también porque no se comprende los documentos. Fue posible percibir que la idea equivocada es que la progresión continua es sinónimo de la promoción automática. Los maestros dicen que llevan a cabo la evaluación formativa; sin embargo, la evaluación en los tres niveles no fue perceptible como una contribución para el trabajo pedagógico, con el objetivo de aprendizaje para todos los estudiantes.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2015.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FE - Doutorado em Educação (Teses)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.