Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/18183
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_ThalesSimioniAmaral.pdf1,5 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Avaliação fisiológica de morcegos frugívoros neotropicais e estruturação da assembleia causado pela alteração de habitat no cerrado
Autor(es): Amaral, Thales Simioni
Orientador(es): Aguiar, Ludmilla Moura de Souza
Coorientador(es): Pinheiro, Eliana de Cássia
Assunto: Morcego - habitat (Ecologia)
Morcego - Cerrados
Cerrados - aspectos ambientais
Morcego - fisiologia
Data de publicação: 15-Mai-2015
Referência: AMARAL, Thales Simioni. Avaliação fisiológica de morcegos frugívoros neotropicais e estruturação da assembleia causado pela alteração de habitat no cerrado. 2015. 70 f., il. Tese (Doutorado em Ecologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: A fragmentação de habitat pode ser uma ameaça a quase todos remanescentes de vegetação nativa do planeta. Já é bem claro que eventos de perturbação por ação antrópica afetam os organismos que vivem nestes locais. O Cerrado é um bioma brasileiro composto por vegetação savânica, campestre e florestal. Ocupa uma área que corresponde a 25% do território brasileiro e vem perdendo cerca de 1.400.000 hectares de áreas nativas anualmente. Assim como outros grupos animais, os morcegos (Mammalia: Chiroptera) são afetados pela fragmentação de habitat. No entanto, pouco se sabe sobre a resposta desse grupo frente às perturbações antrópicas no Cerrado. Desta forma, este trabalho tem como objetivo investigar a resposta dos morcegos à fragmentação do habitat no Cerrado, no Distrito Federal, Brasil. Avaliei a resposta fisiológica de espécies frugívoras e de assembleias de morcegos em fragmentos do bioma Cerrado com diferentes níveis de perturbação. A partir das medidas de concentração do hormônio cortisol e das reservas energéticas observei que os níveis do cortisol dos morcegos não variaram em função do tipo de habitat. No entanto, o resultado da variação nas reservas energéticas mostrou que os morcegos responderam aos diferentes tipos de habitat e também em função da espécie. Sobre as assembleias, encontrei que não há uma relação direta das variáveis que eu utilizei para caracterizar a vegetação e o uso do solo com a composição de espécies das assembleias. Além disso, a riqueza e equitabilidade das espécies não estão diretamente relacionadas com o nível de perturbação do habitat, uma vez que áreas urbanizadas e rurais apresentaram os maiores valores de riqueza e equitabilidade do que as áreas mais conservadas. Ainda, é importante destacar que este trabalho avaliou um número maior de pontos amostrais do que o habitualmente observado na literatura, o que refletiu em um maior número de registros únicos de espécies pouco comuns.
Abstract: Habitat fragmentation can be a threat to almost all remnants of native vegetation on the planet. It is clear that disturbance events by human action affect the organisms that live in these places. The Cerrado is a Brazilian biome that consists of savanna vegetation, countryside and forest. It occupies an area corresponding to 25% of the Brazilian territory and has lost about 1.4 million hectares of native vegetation annually. As other animal groups, bats (Mammalia: Chiroptera) are affected by habitat fragmentation. However, little is known about the response of the front group to human disturbance in the Cerrado. Thus, this study aims to investigate the response of bats to habitat fragmentation in the Cerrado biome, at Federal District, Brazil. I evaluated the physiological response of frugivorous species of bats and assemblies in Cerrado fragments with different levels of disturbance. From the concentration measurements of the hormone cortisol and energy reserves I noticed that the bats cortisol levels did not vary as a function of habitat type. However, the variation in energy reserves results showed that the bats respond to different types of habitat, and also depending on the species. Considering the assemblies, I found that there is no direct relationship of the variables I used to characterize the vegetation and land use with the assembly species composition. In addition, the richness and evenness of the species are not directly related to habitat disturbance level, since urban and rural areas showed the highest richness and evenness values instead of conserved areas. Moreover, it is important to notice that this study evaluated a greater number of sampling points than those usually observed in the literature, which resulted in a greater number of unique records of uncommon species.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2015.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.02.T.18183
Aparece nas coleções:ECL - Doutorado em Ecologia (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.