Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/1813
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_DeniseBarbosaSilva.pdf1,44 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Distribuição de espécies de Melastomataceae juss. em três fisionomias contíguas do bioma Cerrado na Estação Ecológica de Águas Emendadas (Planaltina - DF)
Outros títulos: Distribution in species of Melastomataceae juss. in three contiguos physionomies of the Bioma Cerrado in the Ecological Station of Águas Emendadas (Planaltina - DF
Autor(es): Silva, Denise Barbosa
Orientador(es): Ribeiro, José Felipe
Assunto: Cerrados
Vegetação
Unidade de conservação ambiental
Data de publicação: 2007
Referência: SILVA, Denise Barbosa. Distribuição de espécies de Melastomataceae juss. em três fisionomias contíguas do bioma Cerrado na Estação Ecológica de Águas Emendadas (Planaltina - DF). 2007. 94 f., il. Dissertação (Mestrado em Botânica)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Resumo: O estudo foi realizado na porção inicial do Córrego Vereda Grande na Estação Ecológica de Águas Emendadas (Planaltina - DF) entre novembro (2005) e dezembro (2006), objetivando avaliar a zonação de espécies de Melastomataceae em relação ao gradiente de umidade na seqüência de ambientes Cerrado Típico (CT), Campo Sujo (CS) e Vereda (VE), em 10 linhas (método de inserção na linha) transversais. As linhas, distantes entre si 20m, permitiram avaliar 2384 unidades amostrais de 1m. Na classificação da vegetação (TWINSPAN) ocorreram duas divisões, onde a primeira (autovalor=0.8039) separou espécies de zona seca e úmida. Miconia albicans (Sw.) Triana., Miconia pohliana Cogn., Ossaea congestiflora (Naud.) Cogn. Tibouchina candolleana Cogn. foram preferenciais de áreas secas e Lavoisiera bergii Cogn., Macairea radula (Bonpl.) DC., Miconia chamissois Naud., Microlicia sp, Pterolepis sp e Rhynchanthera rostrata DC. e Trembleya parviflora (Don) Cogn. de áreas úmidas. Na segunda divisão (autovalor=0.5203) T. parviflora foi destacada e considerada indicadora de áreas inundáveis. No CT (não inundável) a maior cobertura (CR) e freqüência relativa (FR) foi de M. albicans (CR=27,16%; FR=28,76%). No CS (inundável) (CR=42,14%; FR=36,65%) e na VE (alagada) (CR=4,37%; FR=6,53%) T. parviflora ocupou área maior, entretanto, L. bergii foi mais freqüente na VE (CR=4,13%; FR=7,98%). Independentemente da fisionomia, a altura das espécies diminuiu com o aumento de umidade do solo. Muitos indivíduos maiores que 1m, principalmente de L. bergii e T. parviflora encontrados nas áreas alagadas estavam mortos. As espécies preferenciais de áreas mais secas ocorreram em locais com o lençol freático baixo (=70cm). Foram encontradas em locais com lençol alto Microlicia sp (=0cm), L. bergii, M. chamissois e R. rostrata com lençol menor que 20cm e, M. radula e Pterolepis sp menor que 50cm. Dentre todas as espécies consideradas T. parviflora se destacou apresentando distribuição mais ampla ocorrendo desde áreas mais úmidas até onde o lençol atingiu 70cm. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The distribution in zones in species of Melastomataceae and its relationship with water table were evaluated from November (2005) to December (2006) in three contiguos physiognomies: Cerrado Típico (CT), Campo Sujo (CS) and Vereda (VE) in the stream Vereda Grande, at the Ecological Station of Águas Emendadas (Planaltina - DF) using the line intercept method. The lines, distant 20 meters between each other, evaluated 2384 experimental units (plots) of 1 meter each. Plant community classification (TWISNPAN) provided two divisions (engenvalue=0,8039), where species distribution were in dry or wet area. Preferential species of dry area were Miconia albicans (Sw.) Triana, Miconia pohliana Cogn., Ossaea congestiflora (Naud.) Cogn. and Tibouchina candolleana Cogn. and in wet area Lavoisiera bergii Cogn., Macairea radula (bonpl.)DC, Miconia chamissois Naud., Microlicia sp, Pterolepis sp, Rhynchanthera rostrata DC. and Trembleya parviflora (Don) Cogn.. The other division (engenvalue=0,5203), the species T. parviflora was considered as indicator species of flooded areas. In the CT (non flooded) bigger relative covering (CR) and frequency (FR) were showed by M. albicans (CR=27,16% and FR=28,76%). At flooded CS (CR=42,14%; FR=35,65%) and Ve areas (CR=4,37% and FR=6,53%) species with bigger crown cover was T. parviflora, however L. bergil was more frequent in the VE (CR=4,13% and FR=7,98%). Tree average size was bigger in drier places regardless vegetation type. The majority of the individuals with more than lm height, mainly of L. bergii and T. parvifora died in VE. Preferential species of drier areas were founded in locals with lower water table (≥70 cm). Microlicia sp (≤0cm) was found with water table at soil level and L. bergii, M. chamissois abd R. rostrata with water table lower than 20 cm and M. radula and Pterolepis sp lower than 50 cm. Among all species considered, T. parviflora presented large distribution from swamped area throughout water table at 70 cmof depht, being then considered generalist species.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Botânica, 2007.
Aparece nas coleções:BOT - Mestrado em Botânica (Dissertações)
UnB - Brasília 50 anos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.