Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/17959
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_DaniloAkiodeSousaEsashika.pdf2,21 MBAdobe PDFView/Open
Title: Pesticidas para o manejo da mosca-branca (Bemisia tabaci, biótipo B) visando a redução da transmissão de begomovírus ao tomateiro
Other Titles: Pesticides for whitefly (Bemisia tabaci biotype B) management to reduce the transmission of tomato begomovirus
Authors: Esashika, Danilo Akio de Sousa
Orientador(es):: Bastos, Cristina Schetino
Assunto:: Tomate - doenças e pragas
Mosca
Pragas - controle
Pesticidas
Issue Date: 22-Apr-2015
Citation: ESASHIKA, Danilo Akio de Sousa. Pesticidas para o manejo da mosca-branca (Bemisia tabaci, biótipo B) visando a redução da transmissão de begomovírus ao tomateiro. 2014. 146 f., il. Dissertação (Mestrado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: O complexo de pragas begomovírus e Bemisia tabaci biótipo B é uma das principais causas de perdas econômicas nas lavouras de tomate. O controle químico é a tática mais utilizada no manejo destes organismos. Entretanto, muitos casos de ineficiência de inseticidas contra a mosca-branca vêm sendo relatados, simultaneamente a perdas crescentes na produção. Nesse contexto, este trabalho objetivou avaliar: se a interação do vetor com o vírus afeta a sua suscetibilidade aos inseticidas; a eficiência de pesticidas na mortalidade do inseto e na transmissão primária; a associação do controle químico com a resistência varietal ea interferência de pesticidas na transmissão secundária. Para investigar se a interação de B. tabaci com o Tomato severerugose virus - ToSRV (Geminiviridae: Begomovirus) afeta a sua suscetibilidade aos inseticidas, foram testados quatro ingredientes ativos (i.a.s) em adultos avirulíferos e virulíferos. Não houve diferença na mortalidade entre insetos de acordo com a condição de virulência em razão do inseticida testado. Na determinação da eficiência de pesticidas na mortalidade do vetor e na transmissão primária de begomovírus ao tomateiro, foram testados dez inseticidas, seis óleos (vegetais e mineral) e suas misturas em condições de laboratório. O ingrediente ativo lambda-cialotrina (106mg do i.a./L de água) + tiametoxam (141mg/L) apresentou os melhores resultados dentre os inseticidas avaliados, reduzindo significativamente o número de moscas-brancas virulíferas, bem como a incidência e severidade da doença. Nenhum dos óleos testados reduziu significativamente a incidência da doença. A mistura do melhor inseticida (tiametoxam+lambda-cialotrina) com o melhor óleo [Triona® a 0,5%(v/v)] apresentou os melhores resultados entre os tratamentos avaliados, reduzindo significativamente a população do vetor, a incidência de ToSRV e a severidade da doença. Na determinação da eficiência do controle químico associado à utilização de cultivares com resistência a begomoviroses, foi realizado um experimento de campo com duas cultivares (uma resistente e outra suscetível aos begomovírus) acondicionadas em gaiolas de tecido voil. O tratamento químico avaliado consistiu na mistura dos i.a.s tiametoxam (141mg/L) + lambda-cialotrina (106mg/L) com o óleo mineral [Triona® a 0,5% (v/v)]. A associação das duas ferramentas de controle se mostrou eficaz no manejo deste complexo de pragas reduzindo significativamente a população do vetor, a incidência do patógeno e a severidade da doença. Para avaliação da eficiência dos inseticidas no controle da transmissão secundária foi realizado um experimento de campo com os inseticidas tiametoxam (141mg/L) + lambda-cialotrina (106mg/L), beta-ciflutrina (8,75mg/L) + imidacloprido (70mg/L) e tiametoxam (50mg/L) em mistura com óleo mineral Triona® 0,5% (v/v). Plantas de tomate (cv.Viradouro) foram acondicionadas em gaiolas de tecido voil (12 plantas sadias para quatro plantas infectadas com ToSRV). Um dia após a pulverização dos tratamentos foram liberados 600 adultos de B. tabaci avirulíferos. Plantas pulverizadas com tiametoxam+lambda-cialotrina e imidacloprido+beta-ciflutrina misturados com óleo mineral não foram infectadas. Concluiu-se que, a presença do ToSRV no inseto não interfere na sua suscetibilidade aos inseticidas; há pesticidas capazes de controlar a população do vetor e reduzir a transmissão (primária e secundária) de ToSRV; a associação de controle químico e resistência varietal é eficaz no manejo deste complexo de pragas. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The begomovírus and Bemisia tabaci biotype B complex is considered as the major cause of economic losses in tomato crops. The chemical control is the main strategy used to control these insects. However, many cases of the low efficiency of synthetic insecticides have been reported, while the losses in tomato production are growing. At this context, this work aims to evaluate: whether virus-vector interactions affects the susceptibility of whiteflies to insecticides; efficiency of pesticides on insect mortality and the primary transmission; the combination of chemical control with varietal resistance and interference of pesticides in secondary transmission. To investigate whether the interaction of B. tabaci biotype B with Tomato severe rugose virus - ToSRV (Geminiviridae: Begomovirus) affects their susceptibility to insecticides, four active ingredients (a.i.s) were tested in aviruliferous and viruliferous adults. No difference in mortality was observed according to the viruliferous condition. To evaluate the efficiency of pesticides in the vector mortality and primary transmission of begomoviruses on tomato, ten synthetic insecticides, six oils (vegetable and mineral) and their mixtures in laboratory conditions were tested. The active ingredient lambda-cyhalothrin (106mg of a.i./L in spray solution) + thiamethoxam (141mg/L) were the best products among the evaluated synthetic insecticides, significantly reducing the number of viruliferous whiteflies, as well as the incidence (ToSRV) and the severity of disease. None of the tested oils significantly reduced the disease incidence. A mixture of the best synthetic insecticide (lambda-cyhalothrin + thiamethoxam) with the best oil [Triona® a 0,5%(v/v)] showed the best results among the treatments, significantly reducing the vector population, the incidence of ToSRV and the disease severity. To evaluate the efficiency of the chemical control associated with the use of genetic resistance, a field experiment was conducted with two cultivars (one resistant and other susceptible to begomoviruses) placed in cages covered by voile. The evaluated chemical treatment was the mixture of the a.i.s thiamethoxam (141mg/L) + lambda-cyhalothrin (106mg/L) with the mineral oil [Triona® a 0,5% (v/v)]. The association of these control tools was effective in the management of this pest complex, showing significantly reduction on vector population, incidence (ToSRV) and disease severity. To evaluate the effectiveness of the insecticides in the control of secondary transmission a field experiment was carried out with the insecticides thiamethoxam (141mg/L) + lambda-cyhalothrin (106mg/L), beta-cyfluthrin (8,75mg/L) + imidacloprid (70mg/L) and thiamethoxam (50mg/L) in mixture with the mineral oil Triona® 0,5% (v/v). Tomato plants (cv. Viradoro) were placed in cages of voile (12 healthy plants to four plants infected with ToSRV). One day after the spraying of products, 600 aviruliferous adults (B. tabaci biotype B) were released. Plants sprayed with lambda-cyhalothrin + thiamethoxam and imidacloprid + beta-cyfluthrin mixed with mineral oil were not infected with ToSRV. It was concluded that the presence of ToSRV in the insect did not interfere in their susceptibility to insecticides; there are pesticides that can control the vector population and reduce the transmission (primary and secondary) of ToSRV; and the combination of chemical control and genetic resistance is effective in the management of this pest complex.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Agronomia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/17959/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.