Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/17877
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Pesquisa dos Especialistas - respostas recebidas.csv141,97 kBMicrosoft ExcelView/Open
Base UNTC (1) - TAIs sobre entorpecentes.csv1,35 MBMicrosoft ExcelView/Open
Base UNTC (2) - Livro código.csv2,53 kBMicrosoft ExcelView/Open
2015_LuizAntonioCorreiadeMedeirosGusmao.pdf3,64 MBAdobe PDFView/Open
Title: Cooperação internacional e combate às drogas : o sistema de controle internacional e as políticas sobre drogas em Bolívia e Colômbia, 1990-2010
Authors: Gusmão, Luiz Antônio Correia de Medeiros
Orientador(es):: Viola, Eduardo José
Assunto:: Cooperação internacional
Drogas ilícitas - Colômbia
Drogas ilícitas - Bolívia
Drogas - políticas
Issue Date: 13-Apr-2015
Citation: GUSMÃO, Luiz Antônio Correia de Medeiros. Cooperação internacional e combate às drogas: o sistema de controle internacional e as políticas sobre drogas em Bolívia e Colômbia, 1990-2010. 2015. 296 f., il. Tese (Doutorado em Relações Internacionais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: Nesta tese, busca-se verificar a efetividade da cooperação internacional na aplicação de políticas sobre drogas, ou seja, a capacidade que teria o chamado sistema de controle internacional para induzir governos nacionais a elaborarem políticas sobre drogas mais harmônicas a seus princípios e diretrizes. O principal resultado empírico a ser explicado é a formulação das estratégias antidrogas que vêm sendo aplicadas pelos mais diversos governos nacionais da Bolívia e da Colômbia ao longo das duas últimas décadas. Para tanto, com base no pressuposto teórico de que a cooperação internacional pode ser compreendida como um jogo estratégico de duas fases e em dois níveis, analisamos o desenvolvimento histórico do regime internacional sobre drogas e conduzimos uma análise comparada das políticas elaboradas por governos de Bolívia e Colômbia, de 1990 a 2010. Os casos foram comparados por meio de dados obtidos com as respostas a um questionário eletrônico enviado a especialistas. Por meio da análise de tabelas de contingência e testes não-paramétricos de associação, verificamos a existência de associações significativas entre o nível de militarização das políticas de drogas adotadas pelos vários governos de ambos países e os indicadores de predomínio dos atores domésticos do modelo teórico de análise. A principal conclusão a que chegamos é que os efeitos da arena internacional sobre a adoção de políticas públicas de controle de drogas não são diretos: sua efetividade depende de condições e fatores em que os atores domésticos dos países produtores fazem uso de sua capacidade para mobilização.
Abstract: The purpose of this thesis is to verify the effectiveness of the international cooperation in the implementation of drug policies, i.e., the ability of the so called international drug control system to induce national governments to formulate more harmonized drug policies to its principles and guidelines. The main empirical outcome of the research is the formulation of antidrug national strategies that have been implemented by different governments in Bolivia and Colombia over the past two decades. To do so, based on the theoretical assumption that the international cooperation can be understood as a strategic game of two phases at two levels, we analyze the historical development of the international regime on drugs and conduct a comparative analysis of policies made by Bolivian and Colombian governments, from 1990 to 2010. The cases were compared with data obtained by means of an electronic survey sent to experts. Through the analysis of contingency tables and non-parametric tests of association, we verify the existence of significant associations between the militarization level of the drug policies adopted by various governments and the predominance indicators of the domestic actors of the theoretical model analysis in both countries. The main conclusion is that the effects of the international arena on the adoption of drug control policies are not direct: its effectiveness depends on conditions and factors in which domestic actors of producing countries make use of their capacity for mobilization.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, 2015.
O trabalho possui três arquivos de Excel em formato CSV: 1. Pesquisa dos Especialistas - Respostas recebidas. 2. Base de tratados e acordos internacionais (TAIs) sobre entorpecentes. 3. Livro-código da Base de TAIs sobre entorpecentes.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.03.T.17877
Appears in Collections:IREL - Doutorado em Relações Internacionais (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/17877/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.