Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/17770
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_HerikaChristinaAmadorChagas.pdf1,43 MBAdobe PDFView/Open
Title: Trabalhadoras e suas jornadas : reflexões sobre a terceirização em um órgão público federal
Authors: Chagas, Herika Christina Amador
Orientador(es):: Moura, Cristina Patriota de
Assunto:: Neoliberalismo
Divisão sexual do trabalho
Mulheres - emprego
Terceirização
Issue Date: 5-Mar-2015
Citation: CHAGAS, Herika Christina Amador. Trabalhadoras e suas jornadas: reflexões sobre a terceirização em um orgão público federal. 2014. 111 f., il. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: A pesquisa desenvolvida nas páginas seguintes tem por objetivo colocar em evidência o trabalho realizado cotidianamente por um grupo de mulheres, trabalhadoras terceirizadas do ramo de limpeza e conservação em um órgão público federal, tanto na dimensão comumente chamada produtiva, quanto no âmbito doméstico, realizando trabalhos silenciosos e invisibilizados de reprodução social e cuidados. A incursão etnográfica ocorreu de maneira intermitente entre 2012 e 2013. Acompanhei, majoritariamente, seis mulheres trabalhadoras. Para compreender as múltiplas jornadas laborativas das interlocutoras, analiso a expansão do sistema neoliberal no Brasil a partir do final da década de 1980 –estendendo pelas décadas seguintes –, apresentando os motivos que fazem com que essa forma de governança afete os tipos de contratação e vínculos empregatícios no país, dando ênfase à terceirização de serviços. Abordo ainda a divisão sexual do trabalho, entendendo essa forma de divisão social do trabalho enquanto hierárquica e apartadora de homens e mulheres na dimensão do labor nas esferas produtivas e reprodutivas. Aliada a esses debates está a importância do tempo nas narrativas das trabalhadoras e a maneira como lidam todos os dias com a compressão temporal que coloca o trabalho assalariado como o marco do tempo útil, alocando todos os outros tempos necessários ao bem-estar social em posições secundárias. Temas como saúde e adoecimento e, ainda, as fofocas no local de trabalho apareceram como relevantes no dia adia das trabalhadoras e por isso ganharam espaço também na dissertação, demonstrando haver poder de negociação e geração de conflitos no ambiente laboral. A análise permite ainda problematizar a relação complexa existente entre a terceirização e a precarização das relações de trabalho. ___________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The research developed in the following pages aims to highlight the work done daily by a group of women who are outsourced workers occupied with cleaning and maintenance in a federal government agency. Both with regard to the commonly called productive dimension, as in the domestic sphere, they perform silent and invisible work of social reproduction and care. The ethnographic incursion occurred intermittently between 2012 and 2013, mostly with six women workers. To understand the multiple work-related journeys of interlocutors, I analyze the expansion of the neoliberal system in Brazil from late 1980‟s – extending to the following decades – and give reasons that make this form of governance affect the types of employment in the country, with emphasis on outsourcing services. I also deal with the sexual division of labor, understanding this form of social division of labor as hierarchical and dividing of men and women in the dimension of labor in the productive and reproductive spheres. Allied to these debates is the importance of time in the narratives of workers and the way they deal every day with the time compression which turns wage labor into a marker of useful time, and relegates all other kinds of time necessary to social well being to a secondary position. Topics such as health and illness, and also the gossip in the workplace appeared to be relevant in everyday work and therefore also gained ground in the dissertation, demonstrating that there was bargaining power and also generation conflicts in the work environment. The analysis also allows me to further discuss the complex relationship existing between outsourcing and precarization of labor relations.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:DAN - Mestrado em Antropologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/17770/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.